Os Vencedores do Prémio Livro do Ano Bertrand 2018 são…

Por: Bertrand Livreiros a 2019-04-23 // Coordenação Editorial: Marisa Sousa

Heather Morris

Heather Morris

Natural da Nova Zelândia, Heather Morris é uma autora bestseller internacional #1 apaixonada por histórias de sobrevivência, resiliência e esperança. Em 2003, quando trabalhava num dos maiores hospitais públicos de Melbourne, Austrália, conheceu um homem de idade avançada que lhe disse ter «uma história que talvez valesse a pena contar». O dia em que Heather conheceu Lale Sokolov mudou as vidas de ambos. A amizade entre eles cresceu e Lale lançou-se numa viagem de autoanálise, confiando à autora os detalhes mais pessoais da sua vida durante o Holocausto. Heather começou por adaptar a história da vida de Lale para cinema, e posteriormente veio a transformar esse argumento no seu romance de estreia. A Coragem de Cilka, o seu segundo romance, é a continuação de O Tatuador de Auschwitz, um retumbante sucesso internacional, com cerca de quatro milhões de exemplares vendidos em todo o mundo e direitos de tradução adquiridos em 52 países.

VER +
John Steinbeck

John Steinbeck

John Steinbeck nasceu em Salinas, na Califórnia, em 1902, numa família de parcos haveres. Chegou a frequentar a Universidade de Stanford, sem concluir nenhuma licenciatura. Em 1925 foi para Nova Iorque, onde tentou uma carreira de escritor, cedo regressando à Califórnia sem ter obtido qualquer sucesso. Alcançou o seu primeiro êxito em 1935, com O Milagre de São Francisco (Tortilla Flat, na edição original), confirmado depois, em 1937, com a novela Ratos e Homens. A sua ficção está marcada por uma imensa preocupação com os problemas dos trabalhadores rurais e também por um grande fascínio para com a terra. Em 1939, publicaria aquela que, por muitos, é considerada a sua obra-prima, As Vinhas da Ira. Entre os seus livros, destacam-se ainda os romances A Leste do Paraíso (1952) e O Inverno do Nosso Descontentamento (1961), bem como Viagens com o Charley (1962), em que relata uma viagem de três meses por quarenta estados norte-americanos. Recebeu o Prémio Nobel da Literatura em 1962. Faleceu em Nova Iorque, a 20 de dezembro de 1968.

VER +
José Rodrigues dos Santos

José Rodrigues dos Santos

José Rodrigues dos Santos nasceu em 1964 em Moçambique. É sobretudo conhecido pelo seu trabalho como jornalista, carreira que abraçou em 1981, na Rádio Macau. Trabalhou na BBC, em Londres, de 1987 a 1990, e seguiu para a RTP, onde começou a apresentar o 24 horas. Em 1991 passou para a apresentação do Telejornal e tornou-se colaborador permanente da CNN entre 1993 e 2002.
Doutorado em Ciências da Comunicação, é professor da Universidade Nova de Lisboa e jornalista da RTP, tendo ocupado por duas vezes o cargo de Diretor de Informação da televisão pública. É um dos mais premiados jornalistas portugueses, galardoado com dois prémios do Clube Português de Imprensa e três da CNN, entre outros.

VER +
João Luís Barreto Guimarães

João Luís Barreto Guimarães

Além de poeta e tradutor, João Luís Barreto Guimarães, que nasceu no Porto em junho de 1967, é médico, professor de poesia no ICBAS/Universidade do Porto, e publicou o primeiro livro de poemas, Há Violinos na Tribo, em 1989. Depois desse, seguiram-se Rua Trinta e Um de Fevereiro (1991), Este Lado para Cima (1994), Lugares Comuns (2000), 3 (poesia 1987-1994), em 2001, Rés-do-Chão (2003), Luz Última (2006) e A Parte pelo Todo (2009).

Seguiram-se na Quetzal Editores, Poesia Reunida de 2011; Você está Aqui (2013), traduzido em Itália; Mediterrâneo (2016) distinguido com o Prémio Nacional de Poesia António Ramos Rosa e publicado em Espanha, Itália, França, Polónia e Egipto; Nómada (2018) distinguido com o Prémio Livro de Poesia do Ano Bertrand e com o Prémio Literário Armando da Silva Carvalho, publicado também em Itália; a antologia O Tempo Avança por Sílabas (2019), editada também na Croácia, Macedónia e Brasil; e Movimento (2020). Finalista do Premio Internazionale Camaiori, em Itália, com Mediterraneo, em 2019, e Nomade, em 2020, recebeu o Willow Run Poetry Book Award 2020, nos EUA, com Mediterranean.

Está representado em antologias e revistas literárias de Portugal, Espanha (castelhano e catalão), França, Bélgica, Holanda, Reino Unido, Alemanha, Áustria, Itália, Hungria, Bulgária, Roménia, Eslovénia, Sérvia, Croácia, Montenegro, Macedónia, México, Uruguai, Chile, República Dominicana, Estados Unidos, Canadá e Brasil. Leu a sua poesia no México, Estados Unidos, Espanha, Alemanha e Croácia. Recebeu o Prémio Criatividade Nações Unidas em 1992. Além da Medicina, divide o seu tempo entre o Porto (frente ao rio) e Venade (no coração da serra, perto de Caminha, Alto Minho).

VER +

10%

O Tatuador de Auschwitz
16,50€
10% CARTÃO LEITOR BERTRAND
PORTES GRÁTIS

10%

Os dez espelhos de Benjamin Zarco
17,70€
10% CARTÃO LEITOR BERTRAND
PORTES GRÁTIS

10%

A Amante do Governador
22,80€
10% CARTÃO LEITOR BERTRAND
PORTES GRÁTIS

10%

D. Maria I
24,90€
10% CARTÃO LEITOR BERTRAND
PORTES GRÁTIS

10%

Princípio de Karenina
15,50€
10% CARTÃO LEITOR BERTRAND
PORTES GRÁTIS

10%

Obra Poética I
44,00€
10% CARTÃO LEITOR BERTRAND
PORTES GRÁTIS

10%

Agon
14,40€
10% CARTÃO LEITOR BERTRAND
PORTES GRÁTIS

10%

A Leste do Paraíso
22,00€
10% CARTÃO LEITOR BERTRAND
PORTES GRÁTIS

10%

Odisseia de Homero
24,40€
10% CARTÃO LEITOR BERTRAND
PORTES GRÁTIS

10%

Fahrenheit 451
16,60€
10% CARTÃO LEITOR BERTRAND
PORTES GRÁTIS

A votação foi renhida entre os 30 finalistas, das quatro categorias atribuídas, que passaram pelo crivo do exigentíssimo júri, constituído por livreiros e leitores Bertrand, da 3.ª edição do Prémio Livro do Ano Bertrand. Conheça os vencedores, distinguidos em cada categoria como os melhores livros que marcaram o último ano editorial.

No Dia Mundial do Livro, todos os caminhos foram dar à livraria mais antiga do mundo, a Bertrand do Chiado, que foi o palco escolhido para a cerimónia de divulgação dos vencedores da 3.ª edição do Prémio Livro do Ano, apresentada pela jornalista Inês Fonseca Santos, e acompanhada de ilustres convidados.

 


 

MELHOR LIVRO DE FICÇÃO DE AUTORES ESTRANGEIROS

1.º lugar – O Tatuador de Auschwitz, de Heather Morris, da Presença.
Livro mais votado pelos leitores e livreiros.
2.º lugar – A Morte do Comendador I, de Haruki Murakami, da Casa das Letras.
3.º lugar – Os Dez Espelhos de Benjamin Zarco, de Richard Zimler, da Porto Editora.

 

MELHOR LIVRO DE FICÇÃO LUSÓFONA

1.º lugar – A Amante do Governador, de José Rodrigues dos Santos, da Gradiva.
Livro mais votado pelos leitores.
2.º lugar – D. Maria I, de Isabel Stilwell, da Manuscrito.
3.º lugar – Princípio de Karenina, de Afonso Cruz, da Companhia das Letras.
Livro mais votado pelos livreiros.

 

 

MELHOR LIVRO DE POESIA

1.º lugar – Nómada, de João Luís Barreto Guimarães, da Quetzal.
Livro mais votado pelos leitores e livreiros.
2.º lugar – Obra Poética I, de António Ramos Rosa, da Assírio & Alvim.
3.º lugar – Agon, de Luís Quintais, da Assírio & Alvim.

 

 

MELHOR REEDIÇÃO DE OBRAS ESSENCIAIS

1.º lugar – A Leste do Paraíso, de John Steinbeck, da Livros do Brasil.
Livro mais votado pelos leitores.
2.º lugar – Dona Flor e os Seus Dois Maridos, de Jorge Amado, da Dom Quixote.
3.º lugar – Odisseia de Homero, de Homero, da Quetzal.

Fahrenheit 451, de Ray Bradbury (4.º lugar) foi o livro mais votado pelos livreiros.

 

 

Cada obra vencedora terá reservado um lugar de destaque nas livrarias Bertrand, em especial ao longo do ano de 2019.

Esta edição do prémio, atribuído em quatro categorias, arrancou em fevereiro e a escolha foi feita a partir de 149 títulos, em prosa e poesia, selecionados pela Bertrand, com o valioso contributo dos jornalistas Inês Fonseca Santos e Sérgio Almeida.

Este é o primeiro prémio literário em Portugal atribuído por leitores e livreiros, e desde a sua 1.ª edição, em 2017, tem vindo a alcançar cada vez mais reconhecimento.

Nesta 3.ª edição, a participação dos leitores e livreiros ultrapassou os 22.000 votos, resultado que traduz o grande interesse de quem lida diariamente com livros, em reconhecer publicamente os seus livros e autores preferidos.

 

 

“A evolução do Prémio Livro do Ano Bertrand, ao longo destas três edições, tem sido surpreendente, refletindo a vontade dos nossos leitores em reconhecer o que de melhor se fez no mercado editorial nacional. Este ano, resolvemos alargar novamente a sua abrangência, introduzindo uma nova categoria – a Poesia, que homenageia uma forma literária onde o nosso país tem muita tradição. Entre as duas fases, esta nova categoria arrecadou mais de 15.000 votos, sendo que os autores que mais se destacaram foram António Ramos Rosa, João Luís Barreto Guimarães, Luis García Montero, Luís Quintais e Manuel Resende. Acreditamos, assim, que este prémio materializa a missão da Livraria Bertrand de aproximar os leitores dos livros e dos escritores, pelo que agradecemos aos nossos Leitores Bertrand a sua cada vez maior participação.”

Paulo Oliveira, CEO do Grupo Bertrand Círculo

X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.