title.png

Conheça os 14 finalistas do Prémio Literário Casino da Póvoa do Correntes d’Escritas

Obras dos escritores Luísa Costa Gomes, Mia Couto e Djaimilia Pereira de Almeida estão entre as 14 finalistas do Prémio Literário Casino da Póvoa, a atribuir em fevereiro, no âmbito do festival Correntes d’Escritas da Póvoa de Varzim. Para a edição deste ano, foram ainda escolhidas obras dos escritores Frederico Pereira, José Gardeazabal, José Luís Peixoto, Luís Landero, Patrícia Portela, João de Melo, Paulo Scott, Ana Margarida de Carvalho, Gonçalo M. Tavares, Almudena Grandes e Cláudia Andrade.

Isabel Allende grande final.png

Comece já a ler "Violeta", de Isabel Allende

Isabel Allende é um dos maiores nomes da literatura sul-americana, reconhecida internacionalmente e com milhões de livros vendidos. No ano em que se assinalam os quarenta anos do seu aclamado romance de estreia, A Casa dos Espíritos, que conquistou os leitores em todo o mundo, dia 25 de janeiro assistimos ao lançamento mundial do seu novo romance, que em Portugal conta com a chancela da Porto Editora. Violeta, um romance ao mais puro estilo de Allende, abre-nos a porta da vida de Violeta del Valle, a primeira rapariga numa família de cinco irmãos truculentos, que nasce num dia de tempestade, em 1920, quando ainda se sentem os efeitos devastadores da Grande Guerra e a gripe espanhola chega ao seu país natal, na América do Sul. Graças à ação determinada do pai, a família sairá incólume desta crise, apenas para ter de enfrentar uma outra: a Grande Depressão. A elegante vida urbana que Violeta conhecia até então muda drasticamente. Os Del Valle são forçados a viver numa região selvagem e remota, onde Violeta atinge a maioridade e viverá o primeiro amor. Décadas depois, numa longa carta dirigida ao seu companheiro espiritual, o mais profundo amor da sua longa existência, Violeta relembra desgostos amorosos e apaixonadas relações, momentos de pobreza e de prosperidade, perdas terríveis e alegrias imensas. A sua vida será moldada por alguns dos momentos mais importantes da História: a luta pelos direitos da mulher, a ascensão e queda de tiranos, os ecos longínquos da Segunda Guerra Mundial. O resultado é uma obra repleta de emoção, relatada no feminino, que explora a dimensão humana e o conceito de família. Antecipamos a chegada deste romance inspirador e emotivo às livrarias, partilhando consigo o primeiro capítulo.

sara-barros-leit--o mini.png

Clube do Livro de Sara Barros Leitão regressa em 2022

O clube do livro feminista Heróides, o primeiro projeto da estrutura artística Cassandra, de Sara Barros Leitão, vai ter uma segunda edição em 2022. Lançado no início de 2021, com sessões mensais online, este projeto trará agora algumas novidades, nomeadamente, dois encontros presenciais, um em maio, em Torres Vedras, e outro em novembro, em Joane, no concelho de Vila Nova de Famalicão. Tal como nos encontros online, os presenciais são de participação aberta e gratuita.

zeferino png mini.png

Editor Zeferino Coelho distinguido com o prémio Vasco Graça Moura

O editor Zeferino Coelho é o distinguido com o Prémio Vasco Graça Moura-Cidadania Cultural/2022, pela sua atividade de mais de 50 anos em prol da literatura e da cultura portuguesas. Segundo comunicado da Estoril Sol, que promoveu o galardão pela sétima vez consecutiva, o júri enalteceu a “ação desenvolvida, ao longo de mais de cinquenta anos, como editor e ativo promotor da literatura e da cultura da língua portuguesa no mundo”.

MicrosoftTeams-image (14).png

Os melhores livros de 2021

Eleger os melhores livros de 2021 é sempre um exercício complexo e desafiante. Nos últimos tempos, a cultura tem desempenhado um papel (ainda mais) fundamental. A arte, nas suas mais diversas formas, tem sido uma poderosa arma para combater a solidão e a estranheza dos dias, sendo que o livro é particularmente eficaz a cumprir esse propósito.Reunimos alguns dos títulos que, na nossa opinião, marcaram o ano de 2021. Entrar em 2022 a ler um destes livros é, garantidamente, entrar com o pé direito.

Clarice Lispector

101 anos de Clarice Lispector

Assinala-se hoje o nascimento de Clarice Lispector (1920-1977), uma mais apaixonantes figuras da Literatura do séc. XX. Irredutível, complexa e enigmática, Clarice põe a nu os labirintos da condição humana, tricotados numa linguagem indizível, que trata as emoções por tu. 

bookstore-hostel-book-and-bed-tokyo-kyoto-11.jpeg

O Paraíso existe | Comer e dormir entre os livros

Se, como nós, sofre de bibliomania aguda, chegou certamente a uma conclusão: livros nunca são demais. Criamos sempre oportunidades para comprar mais alguns, folhear outros tantos, cheirar muitos deles e sonhar com os que ainda não temos. Se, quando planeia uma viagem, aproveita para conhecer (quase todas) as livrarias locais, vai gostar de saber que, além de se abastecer de literatura, há locais onde pode também comer e dormir entre os livros. Sim, o paraíso existe. Faça as malas e agradeça-nos depois.

snews 1.png

100 anos de Saramago | “Vivo desassossegado, escrevo para desassossegar”

Assinala-se a 16 de novembro de 2022 o centenário de José Saramago. Em articulação com outras entidades, a Fundação José Saramago delineou um amplo programa de evocação do centenário, distribuído por quatro eixos, conforme se pode ler no seu site: “o eixo da biografia, dando atenção ao trajeto biográfico, formativo e cívico do escritor, em relação com a sua produção literária; o eixo da leitura, entendendo-se o centenário do escritor como momento adequado para se revigorar a leitura da sua obra e também para conquistar novos leitores, desejavelmente jovens; terceiro, o eixo das publicações, tanto no plano das obras evocativas, de divulgação ou de extensão transliterária, como no das edições ilustradas, com iconografia do escritor e da sua obra; o eixo das reuniões académicas, uma vez que José Saramago é um escritor com forte presença na academia, em Portugal e no estrangeiro, motivando reuniões científicas em diferentes locais.” Destacamos algumas das ações que constam na programação comissariada pelo académico Carlos Reis.

Abdulrazak-Gurnah-c-Mark-Pringle-web-tile.jpg

O Prémio Nobel da Literatura 2021 vai para... Abdulrazak Gurnah

As apostas eram favoráveis à escritora francesa Annie Ernaux, ao queniano Ngugi wa Thiong’o, ao japonês Haruki Murakami e à canadiana Margaret Atwood. Mia Couto perfilava-se, também, como um provável vencedor. O anúncio apanhou muitos de surpresa: o Prémio Nobel da Literatura 2021 foi atribuído a Abdulrazak Gurnah, pela sua capacidade de "penetrar de forma intransigente, mas compassiva, nos efeitos do colonialismo e nos destinos de refugiados". É o primeiro negro africano a receber o prémio desde que Wole Soyinka entrou para a história, em 1986.

X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.