Três autores portugueses entre os finalistas do Prémio Oceanos

Por: Bertrand Livreiros a 2020-11-25 // Coordenação Editorial: Marisa Sousa

Djaimilia Pereira de Almeida

Djaimilia Pereira de Almeida

(Luanda, 1982) Vencedora do Prémio Novos 2016 - categoria Literatura, estreou-se no romance em 2015 com Esse Cabelo (Teorema). Ajudar a Cair, um retrato ensaístico do Centro Nuno Belmar da Costa, foi publicado, em 2017, pela Fundação Francisco Manuel dos Santos. Em 2018, publicou Luanda, Lisboa, Paraíso (Companhia das Letras Portugal). Licenciada em Estudos Portugueses na Universidade Nova de Lisboa, doutorou-se em Teoria da Literatura, na Universidade de Lisboa, em 2012. Em 2013, foi uma das vencedoras do Prêmio de Ensaísmo serrote, atribuído pela Revista serrote (Instituto Moreira Salles, Brasil); em 2016, esteve entre os finalistas do 8º ciclo da Rolex Mentor and Protégé Arts Initiative. Publicou em Common Knowledge, Granta.com, Granta Portugal, Ler, Revista Pessoa, Quatro Cinco Um, Revista serrote, Words Without Borders, Revista Zum, entre outras.

VER +
José Luís Peixoto

José Luís Peixoto

José Luís Peixoto nasceu em Galveias, em 1974.
É um dos autores de maior destaque da literatura portuguesa contemporânea. A sua obra ficcional e poética figura em dezenas de antologias, traduzidas num vasto número de idiomas, e é estudada em diversas universidades nacionais e estrangeiras.
Em 2001, acompanhando um imenso reconhecimento da crítica e do público, foi atribuído o Prémio Literário José Saramago ao romance Nenhum Olhar. Em 2007, Cemitério de Pianos recebeu o Prémio Cálamo Otra Mirada, destinado ao melhor romance estrangeiro publicado em Espanha. Com Livro, venceu o prémio Libro d'Europa, atribuído em Itália ao melhor romance europeu publicado no ano anterior, e em 2016 recebeu, no Brasil, o Prémio Oeanos com Galveias. As suas obras foram ainda finalistas de prémios internacionais como o Femina (França), Impac Dublin (Irlanda) ou o Portugal Telecom (Brasil). Na poesia, o livro Gaveta de Papéis recebeu o Prémio Daniel Faria e A Criança em Ruínas recebeu o Prémio da Sociedade Portuguesa de Autores. Em 2012, publicou Dentro do Segredo, Uma viagem na Coreia do Norte, a sua primeira incursão na literatura de viagens. Os seus romances estão traduzidos em mais de trinta idiomas.
Para saber mais sobre o autor: https://www.joseluispeixotoemviagem.com

VER +

10%

A Cidade Inexistente
4,49€
10% CARTÃO LEITOR BERTRAND

10%

A Ocupação
15,90€
10% CARTÃO LEITOR BERTRAND
PORTES GRÁTIS

10%

As Durações Da Casa
4,49€
10% CARTÃO LEITOR BERTRAND

10%

Autobiografia
17,70€
10% CARTÃO LEITOR BERTRAND
PORTES GRÁTIS

10%

A Visão das Plantas
17,00€
10% CARTÃO LEITOR BERTRAND
PORTES GRÁTIS

10%

Obnóxio
15,90€
10% CARTÃO LEITOR BERTRAND
PORTES GRÁTIS

Após a edição de 2019 ter distinguido a autora portuguesa Djaimilia Pereira de Almeida, o Prémio literário Oceanos volta a contar com três autores portugueses entre os finalistas  — entre eles, novamente, Djaimilia. 


Os dez finalistas do prémio literário que distingue anualmente os melhores livros publicados em língua portuguesa e nos PALOP foram anunciados ontem, dia 24 de novembro, através de uma transmissão em direto pela internet. São eles:

 

  • A Cidade Inexistente, de José Rezende (ed. 7 Letras)
  • A Ocupação, de Julián Fuks (ed. Companhia das Letras)
  • As Durações da Casa, de Julia de Souza (ed. 7 Letras)
  • As solas dos pés de meu avô, de Tiago D. Oliveira (ed. Patuá)
  • Autobiografia, de José Luís Peixoto (ed. Quetzal e TAG)
  • A Visão das Plantas, de Djaimilia Pereira de Almeida (ed. Relógio d’Água)
  • Carta à Rainha Louca, de Maria Valéria Rezende (ed. Alfaguara)
  • Obnóxio, de Abel Barros Baptista (ed. Tinta da China)
  • Sombrio Ermo Turmo, de Veronica Stigger (ed. Todavia)
  • Torto Arado, de Itamar Vieira Junior (ed. Todavia e Leya).

 

Assista aqui à transmissão online.

 

Estes foram escolhidos a partir de uma primeira lista de 54 semifinalistas, que incluía 37 escritores brasileiros, 15 autores portugueses, um escritor moçambicano e um autor cabo-verdiano. A  seleção coube a um júri formado pelos portugueses Clara Rowland, Gustavo Rubim e Isabel Pires de Lima, pelo cabo-verdiano Nataniel Ngomane e pelos brasileiros Ana Paula Maia, Edimilson Pereira de Almeida e José Castello.

Um júri final irá agora avaliar as dez obras finalistas da edição de este ano do prémio, para eleger os três vencedores.

X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.