Quatro obras de Annie Ernaux, Prémio Nobel da Literatura, nas estantes das livrarias portuguesas

Por: Bertrand Livreiros a 2022-12-14

Annie Ernaux

Annie Ernaux

PRÉMIO NOBEL DA LITERATURA 2022

Annie Ernaux nasceu em Lillebonne, na Normandia, em 1940, e estudou nas universidades de Rouen e de Bordéus, sendo formada em Letras Modernas. É atualmente uma das vozes mais importantes da literatura francesa, destacando-se por uma escrita onde se fundem a autobiografia e a sociologia, a memória e a história dos eventos recentes. Galardoada com o Prémio de Língua Francesa (2008), o Prémio Marguerite Yourcenar (2017), o Prémio Formentor de las Letras (2019) e o Prémio Prince Pierre do Mónaco (2021) pelo conjunto da sua obra, destacam-se os seus livros Um Lugar ao Sol (1984), vencedor do Prémio Renaudot, e Os Anos (2008), vencedor do Prémio Marguerite Duras e finalista do Prémio Man Booker Internacional. Em 2022, Annie Ernaux foi distinguida com o Prémio Nobel de Literatura.

VER +

10%

Os Anos
16,65€
10% CARTÃO LEITOR BERTRAND
PORTES GRÁTIS

10%

Uma Paixão Simples
13,30€ 11,97€
PORTES GRÁTIS

10%

O Acontecimento
14,40€ 12,96€
PORTES GRÁTIS

10%

Um Lugar ao Sol seguido de Uma Mulher
16,65€ 14,99€
PORTES GRÁTIS

Últimos artigos publicados

Os leitores e livreiros Bertrand elegeram os melhores livros de 2023: conheça os vencedores

Os livros do ano 2023 já foram escolhidos pelo júri mais exigente. Leitores e livreiros Bertrand elegeram as obras vencedoras em cada uma das sete categorias que foram a votos: Melhor Livro de Ficção Lusófona, Melhor Livro de Ficção Estrangeira, Melhor Livro de Não Ficção (lusófona e estrangeira), Melhor livro de Poesia, Melhor Reedição de Grandes Obras da Literatura, Melhor Livro Infantil e Melhor BD e Novela Gráfica. 

Os seis livros na shortlist do Booker Prize, e porque deve lê-los

Já são conhecidos os seis finalistas da edição de 2024 do Booker Prize e entre eles encontra-se um autor lusófono. Itamar Vieira Junior, autor vencedor do Prémio Leya 2018 e do Prémio Oceanos 2020 pela obra Torto Arado, figura de uma lista de quatro mulheres e dois homens, de países tão distantes quanto a Argentina, a Alemanha, a Suécia, a Coreia do Sul, os Países Baixos, e o Brasil. O que os une? Uma abordagem “implicitamente optimista” à literatura e a possibilidade de ganhar um prémio de 50 mil libras, repartido em partes iguais pelo autor e pelo tradutor.

Estão abertas as votações para a 8.ª edição do Prémio Livro do Ano Bertrand

Já está em marcha a 8ª edição do primeiro prémio literário português atribuído por livreiros e leitores, o Prémio Livro do Ano Bertrand, lançado há oito anos pela Livraria Bertrand. No seguimento desta 8.ª edição, tal como no ano anterior, será atribuído o Prémio Livreiros Bertrand para Autores Lusófonos, elegido pelos Livreiros Bertrand a partir das obras de autores lusófonos mais votadas.

Com mais de duas dezenas de livros publicados, Annie Ernaux, escritora francesa de 82 anos, é a mais recente vencedora do Prémio Nobel da Literatura. Em Portugal, existem agora quatro obras traduzidas da autora.

Depois de Os Anos, Uma Paixão Simples, e O Acontecimento, estas últimas duas obras recentemente reeditadas, sendo todas publicadas pela Livros do Brasil, chega agora a vez de Um Lugar ao Sol seguido de Uma Mulher, obra conjunta de dois textos de Annie Ernaux, em que a autora disseca a mortes dos seus pais. O livro volta assim a estar disponível aos leitores portugueses depois de 20 anos esgotado.

Esta republicação de uma das obras mais emblemáticas da mais recente Prémio Nobel da Literatura aconteceu no passado dia 30 de novembro. Aborda duas mortes, “infinitamente marcantes, digeridas pela autora através da escrita”, a primeira, publicada em 1984 e vencedora do Prémio Renaudot, sobre a perda do pai, e a segunda, lançada quatro anos depois, sobre a mãe.

Dois meses depois de passar nos exames finais para se tornar professora, o pai de Annie Ernaux morreu. Revisitando a memória da sua vida, no que ela teve de mais particular, repleta de confiança no trabalho árduo e igual dose de sonhos frustrados, complexos de inferioridade e vergonha, a filha procura preencher um vazio, traçando em simultâneo um retrato coletivo sobre uma época, um meio social e uma ligação familiar.

Pouco depois, também a mãe desapareceu, após uma doença prolongada que lhe arrasou a existência, intelectual e física, e mais uma vez coube à filha restaurar, através da palavra escrita, a sua presença na história.

Nascida em Lillebonne, na Normandia, em 1940, Annie Ernaux estudou nas universidades de Rouen e de Bordéus, sendo formada em Letras Modernas. É considerada atualmente uma das vozes mais importantes da literatura francesa, destacando-se por uma escrita onde se fundem a autobiografia e a sociologia, a memória e a história dos eventos recentes. Foi finalista do Prémio Man Booker Internacional e distinguida ao longo do seu percurso com diversos prémios, entre eles o Prémio de Língua Francesa (2008), o Prémio Marguerite Yourcenar (2017) e o Prémio Formentor de las Letras (2019).

 

X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.