Prémio Literário José Saramago 2022 atribuído a Rafael Gallo

Por: Bertrand Livreiros a 2022-11-16

Rafael Gallo

Rafael Gallo

Rafael Gallo nasceu e vive em São Paulo, no Brasil, onde publicou o romance Rebentar (2015), vencedor do Prémio São Paulo de Literatura, e Réveillon e outros dias (2012), livro de contos vencedor do Prémio Sesc de Literatura. Tem ainda diversos textos em antologias e coletâneas, incluindo publicações em países como França, Estados Unidos, Cuba, Equador e Moçambique. Com Dor fantasma, foi laureado vencedor do Prémio Literário José Saramago 2022.

VER +

10%

Réveillon E Outros Dias
5,49€
10% CARTÃO LEITOR BERTRAND

Últimos artigos publicados

Os leitores e livreiros Bertrand elegeram os melhores livros de 2023: conheça os vencedores

Os livros do ano 2023 já foram escolhidos pelo júri mais exigente. Leitores e livreiros Bertrand elegeram as obras vencedoras em cada uma das sete categorias que foram a votos: Melhor Livro de Ficção Lusófona, Melhor Livro de Ficção Estrangeira, Melhor Livro de Não Ficção (lusófona e estrangeira), Melhor livro de Poesia, Melhor Reedição de Grandes Obras da Literatura, Melhor Livro Infantil e Melhor BD e Novela Gráfica. 

Os seis livros na shortlist do Booker Prize, e porque deve lê-los

Já são conhecidos os seis finalistas da edição de 2024 do Booker Prize e entre eles encontra-se um autor lusófono. Itamar Vieira Junior, autor vencedor do Prémio Leya 2018 e do Prémio Oceanos 2020 pela obra Torto Arado, figura de uma lista de quatro mulheres e dois homens, de países tão distantes quanto a Argentina, a Alemanha, a Suécia, a Coreia do Sul, os Países Baixos, e o Brasil. O que os une? Uma abordagem “implicitamente optimista” à literatura e a possibilidade de ganhar um prémio de 50 mil libras, repartido em partes iguais pelo autor e pelo tradutor.

Estão abertas as votações para a 8.ª edição do Prémio Livro do Ano Bertrand

Já está em marcha a 8ª edição do primeiro prémio literário português atribuído por livreiros e leitores, o Prémio Livro do Ano Bertrand, lançado há oito anos pela Livraria Bertrand. No seguimento desta 8.ª edição, tal como no ano anterior, será atribuído o Prémio Livreiros Bertrand para Autores Lusófonos, elegido pelos Livreiros Bertrand a partir das obras de autores lusófonos mais votadas.

O escritor brasileiro Rafael Gallo é o vencedor do Prémio Literário José Saramago, no valor de 40.000 euros, pelo seu romance Dor fantasma, que será publicado em Portugal pela Porto Editora. O anúncio da distinção decorreu esta segunda-feira, dia 14, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, nas vésperas de se comemorar o centenário do Nobel da Literatura, distinguido em 1998.

A obra vencedora vai ser também editada no Brasil, pela Globo Livros, e distribuída em todos os países da lusofonia, uma das condições previstas no prémio, promovido pela Fundação Círculo de Leitores, com o apoio da Fundação José Saramago, da Porto Editora e da Globo Livros.

Nascido em 1981, na cidade de São Paulo, no Brasil, Rafael Gallo tem criado histórias e inventado personagens desde pequeno, conforme destacam os promotores do prémio, acrescentado que as suas primeiras incursões na área da literatura foram os contos que acabou por compilar num volume intitulado Réveillon e Outros Dias, que propôs a várias editoras, sem nunca ter sido aceite ou publicado.


Depois de concorrer ao Prémio SESC de Literatura, um concurso brasileiro para autores de obras inéditas, viria a publicar o livro pela editora Record. Seguiu-se em 2015, o lançamento do seu primeiro romance, Rebentar, publicado pela mesma editora, e distinguido com o Prémio São Paulo de Literatura, na categoria de autores estreantes com menos de 40 anos.


Não voltou a publicar desde então, até que aos 40 anos de idade decidiu candidatar-se para a mais recente edição do Prémio Literário José Saramago, do qual se tornou agora vencedor. Recorde-se que o prémio passou, este ano, a contemplar obras de ficção inéditas de autores até aos 40 anos (até agora o limite de idade era 35 anos) e aumentou o valor a atribuir em 15 mil euros (o prémio pecuniário era de 25 mil euros).


O Prémio Literário José Saramago foi instituído em 1999 e tem uma periodicidade bienal, pelo que a última edição deveria ter‑se realizado em 2021, o que não aconteceu devido à pandemia, obrigando ao adiamento para 2022. Entre outros, o prémio já distinguiu os escritores Paulo José Miranda, Adriana Lisboa, Valter Hugo Mãe, Andréa del Fuego, Ondjaki, Bruno Vieira Amaral e Afonso Reis Cabral, o último consagrado, em 2019.

Fonte: Lusa

X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.