Combater a pandemia com livros | Uma multa original

Por: Beatriz Sertório a 2020-09-14 // Coordenação Editorial: Marisa Sousa

E se a multa por não utilização da máscara em Portugal fosse ler? Na Turquia, uma província no noroeste do país chamada Sakarya, decidiu experimentar uma multa inovadora, com vista a fazer face ao crescente número de infetados por covid-19. Por decisão do governador da província, Çetin Oktay Yildirim, anunciada no passado dia 10 de setembro na sua conta do Twitter, todos aqueles que se encontrem em incumprimento no que concerne à utilização de máscara nos espaços públicos e postos de trabalho, terão que pagar uma multa de 100€, cumprir três dias de quarentena e comprometer-se a ler, pelo menos, dez livros. 

Estas medidas foram já aplicadas a 65 pessoas, no seguimento de inspeções conduzidas nesse mesmo dia nas 81 províncias do país. Segundo o governador, continuarão a ser impostas medidas rigorosas e novas fiscalizações enquanto se verifique necessidade das mesmas. De acordo com o ministro da saúde turco, Fahrettin Koca, o país encontra-se no segundo pico da pandemia de covid-19, contando com uma média oficial de 1500 casos diários, sendo que o número de falecimentos por dia triplicou nas últimas semanas. O primeiro-ministro turco, Binali Yildirim, é um dos que se encontra entre os casos positivos deste vírus.

 

 

Nas redes sociais, a medida tomada pelo governador de Sakarya tem vindo a ser elogiada, embora a maioria das pessoas considere que ficar em casa a ler não seria punição nenhuma.

E o leitor, o que acha deste castigo?

X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.