Ler para Viver | 5 sugestões da biblioterapeuta Sandra Barão Nobre para melhorar a sua vida

Por: Beatriz Sertório a 2024-04-23

10%

Ler para Viver
16,65€ 14,99€
PORTES GRÁTIS

20%

Capitães da Areia
16,60€ 13,28€
PORTES GRÁTIS

20%

Quartos de Final e Outras Histórias
16,95€ 13,56€
PORTES GRÁTIS

20%

O velho que lia romances de amor
13,30€ 10,64€
PORTES GRÁTIS

20%

Vita Nova
17,00€ 13,60€
PORTES GRÁTIS

20%

A Arte de Caminhar
16,60€ 13,28€
PORTES GRÁTIS

Últimos artigos publicados

5 livros recomendados por Taylor Swift

Se for um verdadeiro “Swiftie”, de certeza que já está habituado a analisar todas as referências escondidas nas letras das canções de Taylor Swift. Mas será que sabe que elas são fortemente influenciadas pela literatura? Na semana em que Portugal recebe a cantora e compositora pela primeira vez, para dois concertos nos dias 24 e 25 de maio, partilhamos cinco livros recomendados por um dos maiores fenómenos de sempre do mundo da música.

“Deixemo-nos de tretas!” Duas ou três ideias sobre... a ilusão da comida saudável

“Quanto mais sabemos acerca de alimentação e de nutrição, pior as pessoas comem.”  Quem o afirma é Conceição Calhau, uma das mais prestigiadas investigadoras do país na área da nutrição e saúde, e autora do livro Deixemo-nos de tretas – A ilusão da comida saudável. Publicado pela Contraponto no passado mês de abril, este livro pioneiro procura desmascarar muitas das teorias que nos são vendidas sobre alimentação saudável e dietas milagrosas. Afinal, será que devemos mesmo comer tudo cozido e grelhado? Existem realmente alimentos “saudáveis”? Terão as calorias assim tanta importância? 

Cinco livros essenciais de Paul Auster

Ícone nova-iorquino, superestrela literária, santo padroeiro da cena literária de Brooklyn… Para várias gerações de leitores, Paul Auster foi isso e muito mais. A sua morte com 77 anos de idade, anunciada no passado dia 30 de abril, fez os cabeçalhos dos jornais do mundo, mas funcionou também como cruel lembrete de como o tempo, tema ao qual dedicou grande parte da sua obra, nem sempre lhe foi favorável. Autor de bestsellers como A Trilogia de Nova Iorque, Palácio da Lua e O Livro das Ilusões, nos quais se debruça de forma recorrente sobre temas como a memória, o envelhecimento, a solidão e a identidade, foi perdendo popularidade perante uma geração entre a qual acredita que: “já ninguém acredita que a poesia (ou a arte) pode mudar o mundo.”

Neste Dia Mundial do Livro, lembramos a capacidade única dos livros e da literatura de salvar; o minuto, uma vida, o mundo. Foi o poeta e romancista James Baldwin quem afirmou: “Pensamos que a nossa dor e o nosso desgosto não conhecem precedentes na História do mundo, mas depois lemos.” Talvez seja por isso que a biblioterapia, que Clarice Caldin define como “o cuidado com o desenvolvimento do ser mediante a leitura, narração ou dramatização de histórias” tem vindo a conquistar cada vez mais praticantes. Afinal, "as coisas que mais nos atormentam, são as mesmas que nos fazem sentir ligados a todas as pessoas que já viveram".

No livro Ler para Viver, a biblioterapeuta Sandra Barão Nobre remonta às origens desta prática, explica as suas diferentes aplicações e funcionamento, e inclui ainda uma farmácia literária com mais de 200 sugestões de leitura capazes de transformar vidas. Fique com cinco sugestões neste dia tão especial para todos os que amam livros.


Para fazer face à adversidade
Capitães da Areia, de Jorge Amado

O livro mais vendido de um dos autores brasileiros mais traduzidos em todo o mundo, Capitães de Areia, narra o dia-a-dia dos meninos abandonados nas ruas de São Salvador da Bahia. Apesar de ter sido apreendida e queimada em praça pública pelas autoridades do Estado Novo, esta história inspiradora de coragem e resiliência continua a inspirar gerações de leitores e a servir de inspiração para todos aqueles que são confrontados com adversidade na vida. Se algum dia se sentir a perder a esperança, leia ou releia este clássico da literatura brasileira.  


Para melhorar o humor
Quartos de Final e Outras Histórias, de Cláudia Andrade

Por vezes, um livro não precisa de salvar a nossa vida, apenas o momento. Se procura uma história para ler naqueles dias em que tudo parece correr mal, Quartos de Final e Outras Histórias, de Cláudia Andrade, é remédio santo. Neste romance finalista do Prémio Literário Casino da Póvoa do Correntes d’Escritas e do Prémio Autores SPA, habitam uma noiva desesperada por chamar a atenção do seu noivo no dia do casamento, um homem plantado num jardim, uma prostituta de estrada que encontra a inesperada salvação numa cadela abandonada, uma moribunda indiscreta que, no leito de morte, atormenta as suas comadres; um violador de viúvas e de anjos, um poeta que procura adequar uma vida demasiado saudável à biografia que se espera dele. Visceral, irónico e carregado de pulsões, é o antídoto perfeito contra o mau humor.


Para aliviar a solidão
O velho que lia romances de amor, de Luis Sepúlveda

Quem é leitor sabe que não há melhor companhia do que a de um livro, mas alguns livros podem mesmo ajudar‑nos a sentirmo-nos menos sozinhos neste mundo. Em O velho que lia romances de amor, um dos romances mais memoráveis do chileno Luis Sepúlveda, Antonio José Bolívar Proaño vive em El Idilio, um lugar remoto na região amazónica dos índios shuar, com quem aprendeu a conhecer a selva e as suas leis. Até que, um certo dia, para ocupar as solitárias noites equatoriais da sua velhice anunciada, resolve começar a ler, com paixão, os romances de amor que, duas vezes por ano, lhe leva o dentista Rubicundo Loachamín. Esta história que conquistou o coração de milhões de leitores em todo o mundo, transformando-a num "clássico" da literatura latino-americana, é um verdadeiro bálsamo contra a solidão e o desamor.


Para superar crises de banalidade
Vita Nova, de Louise Glück

Existirá mal que não possa pelo menos ser aliviado pela poesia? Este Vita Nova de Louise Glück é considerado uma das mais significativas recolhas poéticas da Nobel da Literatura 2020. Traduzido pela poetisa Ana Luísa Amaral, dramatiza o final de uma relação e o início de uma vida nova, com uma acutilância tal que leva o leitor a abandonar as trivialidades do dia-a-dia e a conectar-se com algo superior. Para ler sem pressa, quando se sente desinspirado. 


Para combater o stress
A Arte de Caminhar, de Erling Kagge

É sabido que a leitura pode ajudar a aliviar o stress, mas alguns livros são mais eficazes do que outros. Os de Erling Kagge, explorador norueguês e a primeira pessoa a ter conseguido atingir os três polos
 o Polo Norte, o Polo Sul e o pico do Evereste  são um ótimo exemplo. Em A Arte de Caminhar, o autor explora a caminhada, prática que ganhou relevância nos tempos recentes, deixando de ser apenas uma atividade desportiva para se tornar uma atitude mais abrangente e rica perante a vida. Se sofre de stress, este livro pode ajudá-lo a acalmar os pensamentos intrusivos e a reencontrar-se com a sua verdadeira essência, um passo de cada vez.


Que livro vai ler hoje? Feliz Dia Mundial do Livro!
 

X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.