5 livros que prometem boas gargalhadas

Por: Beatriz Penedos a 2022-01-18 // Coordenação Editorial: Marisa Sousa

10%

Woke
14,00€ 12,60€
PORTES GRÁTIS

10%

Separados de Fresco
16,60€ 14,94€
PORTES GRÁTIS

10%

Terapia de Casal
15,90€ 14,31€
PORTES GRÁTIS

10%

Idiotas Úteis e Inúteis
15,90€
10% CARTÃO LEITOR BERTRAND
PORTES GRÁTIS

10%

Do Assassínio Como uma das Belas-Artes
13,00€ 11,70€
PORTES GRÁTIS

Últimos artigos publicados

Em memória das vítimas do Holocausto

Localizado no sul da Polónia, Auchwitz que foi o maior campo de concentração operado pela Alemanha Nazi, funcionou com uma verdadeira fábrica de morte, de maio de 1940 a janeiro de 1945. Embora o número exato de mortos seja impossível de determinar, estima-se que mais de um milhão de prisioneiros (entre eles, judeus — a maioria —, mas também prisioneiros políticos e criminosos comuns) perdeu as suas vidas neste campo, sendo que a estimativa do número total de mortos no Holocausto chega aos 6 milhões.

Cinco livros de banda desenhada de autores nacionais

Ao longo dos últimos anos, foram vários os autores que se destacaram na publicação de obras de banda desenhada ou de novelas gráficas em Portugal. Neste campo de representação de uma linguagem universal, há histórias para miúdos e graúdos, que amplificam horizontes e a nossa capacidade imaginativa. Por isso recomendamos cinco livros de autores portugueses cuja obra deve conhecer. 

6 Curiosidades sobre Eugénio de Andrade

A propósito da data em que se celebra o centenário do poeta e tradutor Eugénio de Andrade, nascido a 19 de janeiro de 1923, partilhamos cinco curiosidades importantes sobre a sua vida. Ao longo dos seus 82 anos de vida, Eugénio de Andrade foi um dos nomes mais prestigiados da literatura portuguesa, embora tenha vivido distanciado da chamada vida social, literária ou pública, tendo o próprio justificado as suas raras aparições públicas com “essa debilidade do coração que é a amizade”.


É cada vez mais urgente saber usar o riso, como arma de combate e resistência, nos dias não - e na vida em geral. A história de amor entre o humor e a literatura é antiga: se rir é bom, rir enquanto lê é ainda melhor. A propósito do Dia Internacional do Riso, que se assinala hoje, partilhamos cinco sugestões de livros que, certamente, lhe vão arrancar boas gargalhadas. 
 



1. Do Assassínio Como uma das Belas-ArtesThomas de Quincey

Se gosta de humor cru e visceral, este clássico de Thomas Quincey é para si. A obra, que influenciou várias gerações de escritores, de Poe a Baudelaire, de Gogol a Borges, estabelece uma relação improvável entre a estética e o crime, a partir de uma panóplia de homicidas exemplares, do bíblico Caim a novos aficionados com provas dadas na área. A promessa é clara: rir do início ao fim.


2. Separados de Fresco, Ana Garcia Martins e David Cristina

Se existisse um manual de instruções sobre divórcio, provavelmente seria muito semelhante a Separados de Fresco. Depois do sucesso do podcast homónimo, Ana Garcia Martins e David Cristina oferecem-nos um testemunho na primeira pessoa, temperado com uma boa dose de sarcasmo, sobre o fim do casamento, um processo difícil, que pode ser um verdadeiro luto. O livro, que segue a máxima “mais vale rir do que chorar”, promete ser uma excelente ferramenta para ensinar a relativizar, a rir do fracasso e a sofrer menos  - ou, pelo menos, tentar. 


3. Terapia de Casal, Rita da Nova e Guilherme Fonseca

As discussões por “coisinhas insignificantes” fazem parte do dia-a-dia de qualquer casal. Gerir as manias, os hábitos, os vícios e até alguns traços de personalidade do outro, pode ser um exercício difícil. No podcast Terapia de Casal, Rita da Nova e Guilherme Fonseca discutem (sim, discutem mesmo) sobre os pormenores que os dividem, temas e situações da vida quotidiana, abordados com muito amor e até com alguma agressividade. Este livro dá continuidade à cómica rivalidade do casal de autores, que nos oferece trinta temas polémicos e trinta direitos de resposta, para que possamos decidir se somos #TeamRita ou #TeamGuilherme. As gargalhadas são garantidas. Já agora: tente ler o livro até ao fim sem pensar em divórcio. 



4. Idiotas Uteis e Inúteis, Ricardo Araújo Pereira

Este livro é uma compilação de mais de cem crónicas humorísticas de Ricardo Araújo Pereira, publicadas no jornal brasileiro Folha de São Paulo, que abordam uma infinidade de temas, que vão desde a vida política brasileira, à ditadura do politicamente correto, todos com um denominador comum: o humor inconfundível a que RAP já nos habituou. "Toda a gente tolera os idiotas úteis — que são, aliás, o melhor tipo de idiota. Os idiotas inúteis, pelo contrário, geram muito menos simpatia, uma vez que juntam a inutilidade à idiotice." .Uma sátira dos costumes modernos, difícil de ler sem rir compulsivamente.


5. Woke - Um guia para a justiça social, Titania Mcgrath

Titania McGrath assegura-nos que a justiça social se conquista juntando uma bandeira arco-íris no perfil do Facebook; intimidando quem diga desconhecer o significado de “não binário” ou chamando nazi a quem pense votar num partido conservador. Titania é a genial invenção do comediante Andrew Doyle, o verdadeiro autor de um livro, que satiriza a “loucura ativista destes tempos” e defende que a melhor forma de desconstruir o perigo do radicalismo é a sátira. Assume-se como o “livro cómico mais sério do ano” e Ricky Gervais classificou-o como uma “sátira maravilhosa”

X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.