Os melhores livros de 2023, para Barack Obama, R.F. Kuang e mais

Por: Beatriz Sertório a 2024-01-05

10%

A Guerra dos Chips
25,50€ 22,95€
PORTES GRÁTIS

10%

The Vaster Wilds
20,59€ 18,53€
PORTES GRÁTIS

10%

Monica
25,75€ 23,18€
PORTES GRÁTIS

10%

Not The End Of The World
21,88€ 19,69€
PORTES GRÁTIS

10%

The Song of the Cell
19,30€ 17,37€
PORTES GRÁTIS

10%

It
16,73€
10% CARTÃO LEITOR BERTRAND
PORTES GRÁTIS

10%

Impostora
18,50€ 16,65€
PORTES GRÁTIS

10%

As Virgens Suicidas
16,90€
10% CARTÃO LEITOR BERTRAND
PORTES GRÁTIS

10%

The Virgin Suicides
19,30€ 17,37€
PORTES GRÁTIS

10%

A Guerra Dos Chips
13,99€ 12,59€

Últimos artigos publicados

5 livros recomendados por Taylor Swift

Se for um verdadeiro “Swiftie”, de certeza que já está habituado a analisar todas as referências escondidas nas letras das canções de Taylor Swift. Mas será que sabe que elas são fortemente influenciadas pela literatura? Na semana em que Portugal recebe a cantora e compositora pela primeira vez, para dois concertos nos dias 24 e 25 de maio, partilhamos cinco livros recomendados por um dos maiores fenómenos de sempre do mundo da música.

“Deixemo-nos de tretas!” Duas ou três ideias sobre... a ilusão da comida saudável

“Quanto mais sabemos acerca de alimentação e de nutrição, pior as pessoas comem.”  Quem o afirma é Conceição Calhau, uma das mais prestigiadas investigadoras do país na área da nutrição e saúde, e autora do livro Deixemo-nos de tretas – A ilusão da comida saudável. Publicado pela Contraponto no passado mês de abril, este livro pioneiro procura desmascarar muitas das teorias que nos são vendidas sobre alimentação saudável e dietas milagrosas. Afinal, será que devemos mesmo comer tudo cozido e grelhado? Existem realmente alimentos “saudáveis”? Terão as calorias assim tanta importância? 

Cinco livros essenciais de Paul Auster

Ícone nova-iorquino, superestrela literária, santo padroeiro da cena literária de Brooklyn… Para várias gerações de leitores, Paul Auster foi isso e muito mais. A sua morte com 77 anos de idade, anunciada no passado dia 30 de abril, fez os cabeçalhos dos jornais do mundo, mas funcionou também como cruel lembrete de como o tempo, tema ao qual dedicou grande parte da sua obra, nem sempre lhe foi favorável. Autor de bestsellers como A Trilogia de Nova Iorque, Palácio da Lua e O Livro das Ilusões, nos quais se debruça de forma recorrente sobre temas como a memória, o envelhecimento, a solidão e a identidade, foi perdendo popularidade perante uma geração entre a qual acredita que: “já ninguém acredita que a poesia (ou a arte) pode mudar o mundo.”

O final do ano chegou com as últimas listas dos melhores livros de 2023, e alguns deles escolhidos por leitores muito especiais. Desde o ex-presidente dos EUA, Barack Obama, à escritora R.F. Kuang, estes são os livros de 2023 que ocuparam um lugar especial na estante dos famosos. Se ainda não os leu, está na hora de os colocar na sua TBR para 2024!


Na estante de Barack Obama

Como já vem sendo habitual, o 44º presidente dos EUA voltou a partilhar as suas leituras favoritas do ano. Escolhemos um romance e um livro de não ficção entre os seus preferidos, mas a lista completa pode ser encontrada aqui.

 


A Guerra dos Chips conta a fascinante história de como os minúsculos chips de silício surgiram para redefinir o mundo, desde os investigadores geniais que os inventaram até aos oficiais do Pentágono que os usaram para revolucionar o poder militar. 

Considerado o Livro do Ano pelo Financial Times, é um ensaio imperdível sobre o papel fulcral dos chips na política internacional da atualidade.

 


Da mesma autora de Matriz e Destinos e Fúrias, The Vaster Wilds é um romance explosivo sobre uma criada que foge de uma colónia e tenta sobreviver sozinha no deserto. Com ela, não leva nada a não ser a sua inteligência, alguns bens e a centelha de Deus que arde dentro dela. O que ela encontra ultrapassa os limites da sua imaginação e vai fazer com que deixe de acreditar em tudo o que a sua própria civilização lhe ensinou.

Igualmente destacado pela NPR como um dos Melhores Livros do Ano, ainda não se encontra traduzido para português. 


Na estante de Mitski

Cantora e compositora de êxitos como My love is mine all mine, a nipo-americana Mitski confessou o seu amor por histórias de casas assombradas à CNN e elegeu um livro “realmente assustador” como a sua melhor leitura do ano. Fique a conhecê-lo.

 


O romance de estreia da psicóloga Carissa Orlando foi uma “compra às cegas” para Mitski. “Comprei The September House às cegas, sem saber nada sobre a autora. Adoro histórias de casas assombradas e a capa do livro tinha uma fotografia de uma casa com um aspeto assustador (com uma torre!), por isso, claro que o comprei. Acabou por ser o romance de estreia da autora Carissa Orlando, e é uma abordagem única e refrescante do género. Atrai-nos com um sentido de humor agradavelmente irónico e depois torna-se gradualmente aterrador de formas completamente inesperadas. Durante o primeiro terço do livro, pensei com entusiasmo em todas as pessoas a quem o recomendaria. Depois, mais ou menos a meio do livro, quando começou a ficar realmente assustador, pensei: Bem... Talvez não o possa recomendar a toda a gente." Fica a recomendação para os leitores mais corajosos.

Na estante de Ari Aster

O premiado argumentista e realizador de filmes como Midsommar e Beau tem medo é também um leitor ávido. Entre as suas leituras de 2023, houve um livro que se destacou.

 


Do autor de novelas gráficas como Mundo Fantasma e Como uma Luva de Veludo Forjada em Ferro, chega Monica, o mais denso, o mais elegíaco e o mais desconcertante dos livros do grande cartoonista, considerado um mestre para Guillermo del Toro. 

Monica é a análise hipnotizante da vida de uma mulher que, depois de ter sido abandonada pelos seus pais na infância, consegue chegar ao topo
 apenas para perder tudo num golpe de azar. Uma deslumbrante e espetacular tapeçaria de narrativas interligadas que, em conjunto, contam a história de uma vida, por um dos mais icónicos contadores de histórias de todos os tempos.


Na estante de Bill Gates

Tal como a de Barack Obama, a lista anual de leituras favoritas de Bill Gates também já é uma tradição. Destacámos dois de entre os três livros que apontou como os melhores de 2023.

 


Para Bill Gates, este é o livro que “todos os que querem ter uma conversa informada sobre as alterações climáticas devem ler”. Tal como muitos ativistas ambientais, Hannah Ritchie acreditava que estava a "viver o período mais trágico da humanidade". Mas quando começou a olhar para os dados, apercebeu-se de que não era esse o caso. 

O cenário é mau e claramente pior do que no passado distante, mas, em praticamente todos os aspetos, as coisas estão a melhorar. Not the End of the World - How We Can Be The First Generation To Build A Sustainable Planet utiliza dados para contar uma história contraintuitiva que contradiz as teorias apocalípticos sobre o clima e outros temas ambientais, sem encobrir os desafios.

 


The Song of the Cell: An Exploration of Medicine and the New Human é o livro mais recente do autor de O Imperador de todos os males, Siddhartha Mukherjee. Depois de desmistificar a doença mais temida de todas, o cancro, ajuda agora os leitores a entender como funcionam as nossas células, os blocos de construção da vida. 

Começando por explicar como a vida evoluiu a partir de organismos unicelulares, mostra de seguida como todas as doenças humanas ou consequências do envelhecimento se resumem a algo que corre mal nas células do corpo. Um livro imperdível do oncologista e autor vencedor de um Prémio Pulitzer.


Na estante de Alexa Chung

Apresentadora de televisão e modelo, Alexa Chung é também autora do bestseller It. Como melhor leitura de 2023, elegeu um dos livros mais populares do ano, vencedor na categoria de Melhor Ficção dos prémios da plataforma Goodreads

 


Athena Liu é adorada no mundo literário e June Hayward é literalmente ninguém. Quando Athena morre num estranho acidente, June rouba o seu manuscrito não publicado e publica-o como se fosse seu sob o nome ambíguo de Juniper Song.

Este que é o quinto livro da jovem autora R. F. Kuang, explora questões como o racismo, apropriação cultural e até onde alguém está disposto a ir para atingir o sucesso. Para Alexa, que é parcialmente asiática, é uma história importante de representação cultural de um grupo que durante muito tempo foi marginalizado na literatura. A ler!


Na estante de R. F. Kuang

Coincidentemente, terminamos esta lista com o favorito de 2023 da autora de Impostora. Com apenas 27 anos, a autora chinesa conta já com cinco livros publicados e um número ainda maior de prémios literários. Como leitura preferida de 2023, escolheu o romance de estreia de um autor vencedor do Prémio Pulitzer de Ficção.

 


Embora não tenha sido originalmente publicado em 2023, As Virgens Suicidas de Jeffrey Eugenides conquistou novos leitores no ano que passou com a publicação de uma edição especial do seu 30ª aniversário. Adaptado ao cinema por Sofia Coppola, com Kirsten Dunst num dos principais papéis, esta é a história assombrosa e terna das breves vidas das cinco irmãs Lisbon  belas, excêntricas e obsessivamente vigiadas por todo o bairro , que se suicidam uma a uma no espaço de um ano.

Para R.F. Kuang, esta foi uma releitura surpreendente depois de um primeiro contacto pouco animador. "Achei As Virgens Suicidas, de Jeffrey Eugenides, muito desanimador quando o li na faculdade. Senti que nunca consegui compreender bem as raparigas. O que é que se passava na cabeça delas? Porque é que nunca nos aproximámos do ‘porquê’ final? Depois, por acaso e circunstância, gostei de reler Middlesex, de Eugenides, e de seguida gostei do filme Priscilla, de Sofia Coppola, o que me fez folhear a cópia de um amigo do Arquivo de Coppola, que incluía trocas de impressões entre Coppola e Eugenides sobre As Virgens Suicidas. Li o prefácio de Eugenides para a edição especial do 30º aniversário e apercebi-me de que a impossibilidade de saber a partir do exterior foi sempre o objetivo. Como somos afortunados por podermos voltar aos textos quando somos um pouco mais velhos, menos críticos e prontos para conhecer o autor nos seus próprios termos."

X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.