Comer "Espécies" de São Jorge, com Rúben Pacheco Correia

Por: Bertrand Livreiros a 2020-03-05 // Coordenação Editorial: Marisa Sousa

Rúben Pacheco Correia

Rúben Pacheco Correia

Rúben Pacheco Correia nasceu nos Açores, em 1997. Autor publicado desde os 14 anos, conta já com cinco obras editadas. Neto e filho de chefes de cozinha, abriu o primeiro negócio aos 18 anos, o Botequim Açoriano, que hoje constitui já uma referência na restauração local. Frequenta a Faculdade de Direito de Lisboa e, nos últimos anos, tem-se dedicado à gastronomia. Colabora, desde 2018, com a revista Nova Gente, como crítico gastronómico, e foi júri do III Concurso da Francesinha, no Porto, e da Pós-graduação de Gastronomia Criativa da Universidade Europeia.

VER +

20%

Comer à Moda dos Açores
17,70€ 14,16€
PORTES GRÁTIS

O autor chama-lhes nove pedaços mágicos de terra. Os Açores são uma combinação de muitos fatores: os aromas de mel, maracujá e ananás, a qualidade única do peixe do mar azul, as pastagens verdes, a suavidade única do chá, o odor a funcho nas serras, a hortelã nos campos, a salsa nos jardins ou a amoras silvestres que gritam pelos muros das ilhas. Os Açores de Rúben Pacheco Correia sabem a angelica, a vinho de czares, a malassadas nas festas de freguesia, a sopas de Espírito Santo dos Impérios. São terras de temperos únicos, do queijo branco em folha de conteira e do bife flamejado em vinho e temperado com pimenta inteira.

Rúben Pacheco Correia nasceu numa família na qual os assuntos importantes são tratados à mesa. A mãe é cozinheira e ensinou-o a gostar de comer, a apreciar o que é bom e a distingui-lo do que é menos bom. Também a avó paterna é chefe de cozinha e uma grande pasteleira. Com a avó materna, que cozinha com aquilo que a terra e o mar dão, aprendeu o valor da comida que nos liga ao passado e a ela deve a paixão pela gastronomia açoriana.

Porque acredita que somos aquilo que comemos e que a gastronomia é a melhor forma de nos identificarmos enquanto povo, este livro de Rúben Pacheco Correia é muito mais do que um livro de receitas - é uma verdadeira carta de amor aos Açores e à sua cultura.

As Espécies são o doce mais emblemático da ilha de São Jorge. O nome deve-se à variedade de especiarias usadas na sua confeção, apesar de, antigamente, as espécies serem denominadas por "bichos doces". A origem deste doce remonta ao povoamento da ilha de São Jorge, no século XV.

 


 
INGREDIENTES

Para a massa:

1 kg de farinha;

125 g de manteiga;

2 ovos;

1 pitada de sal;

1 c. de sopa de banha.

 

Para o recheio:


1 kg de açúcar

1 ovo

500 g de farinha de pão ralado fino

cascas finas de 2 limões

cozidas e raladas

70 g de erva-doce moída

125 g de manteiga

40 g de canela

1 c. de café de pimenta branca moída.

 

PREPARAÇÃO

Comecemos pelo recheio: Bate-se o açúcar com o ovo. Num tacho, que não pegue, deitam-se em 1/3 de L de água as cascas dos limões, a canela, a pimenta, a manteiga, a erva-doce e o açúcar com o ovo. Vai ao lume, mexendo até engrossar um pouco. Passa-se numa peneira e quando estiver morno mistura-se a farinha (às vezes não chega a levar toda). Volta ao lume para cozer e engrossar para se poder tender. Fica em repouso de um dia para outro.

A massa faz-se misturando e amassando bem todos os ingredientes.

Com o recheio, tendem-se uns rolinhos, que depois se cortam ao tamanho das Espécies. Com o rolo, estica-se a massa e corta-se em tiras finas com cerca de 6 cm de largura, fazem-se uns cortes no meio com a carretilha, coloca-se no centro os rolinhos do recheio, dobra-se por cima deste, faz-se pressão e corta-se com a carretilha. Dá-se a forma de argola, fazendo ligeira pressão entre os golpes, para abrirem quando cozerem. Vão ao forno a cozer, em tabuleiro untado.

X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.