15 coisas que pode (e deve) fazer por um futuro melhor | Um plano de ação

Por: Beatriz Sertório a 2020-09-24 // Coordenação Editorial: Marisa Sousa

Tom Rivett-Carnac

Tom Rivett-Carnac, nascido em Londres em 1977, é um perito internacional nos domínios da diplomacia, política energética e alterações climáticas. De 2013 a 2016 foi consultor de estratégias políticas da secretária executiva da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas, Christiana Figueres.

VER +

Christiana Figueres

Christiana Figueres, nascida em 1956 em San José, na Costa Rica, é uma autoridade a nível mundial nas alterações climáticas globais. Foi secretária executiva da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas entre 2010 e 2016. Assumindo a mais alta responsabilidade pelas negociações logo a seguir ao fracasso da Conferência de Copenhaga sobre alterações climáticas de 2009, Christiana recusou-se a aceitar a impossibilidade de um acordo global. Com Tom Rivett-Carnac, fundou a Global Optimism Ltd., uma organização que se dedica a promover a mudança social e ambiental. Impulsionadora do projeto Mission 2020, é copresidente da coligação internacional de cidades Global Covenant of Mayors.

VER +

10%

O Futuro que Escolhermos
16,60€
10% CARTÃO LEITOR BERTRAND
PORTES GRÁTIS

Últimos artigos publicados

5 recomendações de Bill Gates para evitar um desastre climático

Quando, em 2015, Bill Gates alertou o mundo para os perigos de um novo surto epidémico global, os políticos não agiram com a urgência necessária para o prevenir. Prova disso mesmo é a situação de pandemia em que vivemos atualmente e que poderia ter sido evitada, ou pelo menos, controlada mais cedo, caso o tivessem feito. Este ano, o fundador da Microsoft e filantropo, voltou os seus esforços para um desafio ainda maior. 

O mundo em casa | Duas práticas sustentáveis a adotar

“O espaço e a natureza são uma necessidade, não um luxo.” Quem o diz é a arquiteta, vencedora do Prémio Stirling, Amanda Levete, no âmbito da série de ensaios da BBC Radio, Rethink, que explora a forma como a pandemia mudou as nossas vidas e como podemos aproveitar essas mudanças da melhor forma, num mundo pós-covid-19. Amanda propõe que no futuro se criem espaços onde as pessoas redescubram a arte de viver, avaliados não pela eficácia, mas pelo bem-estar.

O "foram felizes para sempre" depende de nós

À medida que se torna cada vez mais evidente que a possibilidade de um futuro mais sustentável está nas mãos de cada um de nós, principalmente no que diz respeito à alteração de hábitos de consumo, a Livraria Bertrand tem vindo a assumir o compromisso de adoção de medidas que revelam a sua crescente preocupação ecológica. Uma das decisões mais relevantes passa pela substituição dos sacos de plástico, utilizados nas nossas 56 livrarias, por sacos de papel, a partir do mês de dezembro. Com esta alteração, conseguimos reduzir consideravelmente o nosso consumo anual de plástico, diminuindo assim a pegada ecológica e assumindo o nosso papel na solução do maior e mais complexo desafio ambiental da atualidade.

O que antes podia parecer uma mera profecia de alguns cientistas e ativistas climáticos, é hoje uma realidade bem visível, com consequências reais que nos afetam a todos. Desastres naturais como os ciclones, as cheias, os incêndios e as ondas de calor mortais, ligados às alterações climáticas, são cada vez mais frequentes em todo o mundo, e torna-se impossível ignorar os perigos da crise climática que enfrentamos. Embora possa parecer que já é tarde demais, Christiana Figueres, autoridade mundial em matéria de alterações climáticas, e Tom Rivett-Carnac, perito internacional nos domínios da diplomacia, política energética e alterações climáticas, defendem que ainda vamos a tempo de escolher qual o futuro que queremos para nós e para o nosso planeta. Juntos, escreveram o livro O Futuro que escolhermos - Como sobreviver à crise climática, que Yuval Noah Harari, autor de 21 regras para o século XXI, classificou como "um dos livros mais inspiradores" que já leu.

Nele apresentam um conjunto de ações concretas que fazem parte do movimento Ativistas Teimosos do Clima e que todos podemos começar a adotar para criarmos um futuro melhor para todos os habitantes do planeta Terra. Partilhamos consigo algumas destas ações, juntamente com um apelo dos autores: "Temos de agir agora. A importância do momento que vivemos não tem precedentes. Cada dia é uma oportunidade que não se repete."


O QUE PODE FAZER PARA COMEÇAR A CRIAR UM FUTURO MELHOR? 

 

AGORA MESMO

 

1. Respire fundo e decida que, em conjunto, podemos fazer isto e que irá fazer o que lhe compete;

2. Decida que fará parte da política do futuro. Votará, fará campanha e apoiará candidatos que defendam a redução das emissões;

3. Comprometa-se a reduzir em mais de metade o seu impacto no clima até 2030. 

 

HOJE OU AMANHÃ

 

4. Perceba bem o que pensam os seus principais representantes eleitos sobre as alterações climáticas. Escreva-lhes a dar conta dos seus próprios compromissos e diga-lhes que está atento;

5. Escolha um dia da semana, pelo menos, para não comer carne e decida quando é que vai acrescentar mais dias da semana a esse seu compromisso;

6. Explique aos outros os seus compromissos, pessoalmente ou nas redes sociais, e convide-os a imitarem-no. O seu exemplo pode motivá-los.

 

 

ESTA SEMANA

 

7. Divulgue o seu plano pessoal de redução das emissões, em mais de metade, à pessoa que ama, aos seus filhos e amigos e convide-os todos a fazerem o mesmo. Defender o futuro de toda a vida tem de ser uma alegria. Divirta-se ao fazê-lo;

8. Reduza o uso diário da eletricidade, ande de bicicleta em vez de utilizar um carro, mude de fornecedor de eletricidade para uma empresa que seja 100% limpa.

 

ESTE MÊS 

 

9. Descubra quem é que, na sua zona, está a organizar a ação política em torno das alterações climáticas. Vá às reuniões e fale com os outros cidadãos preocupados. Vá a manifestações e desfiles, e inspire-se naqueles que estão decididos a mudar o mundo;

10. Comece uma conversa com alguém que não tenha uma postura ativa relativamente às alterações climáticas com o objetivo de perceber o seu silêncio e, de forma amável, amplie a consciência que essa pessoa já tenha da crise a partir da perspetiva dela.

11. Ponha em causa o seu próprio consumismo. Olhe bem para o que comprou e pergunte a si próprio se isso lhe traz alegria. Questione os impulsos que sente para comprar mais coisas e comece a ver como é libertador comprar menos;

12. Plante árvores. Todas as que puder. Procure um grupo local que ande a plantar árvores. Vá ter com ele quando puder e, não podendo, motive outros a irem.

 

 

ESTE ANO

 

13. Aja politicamente na sua vida diária. Procure oportunidades coletivas para fazer avançar a causa da redução de emissões. Ganhará inspiração com isso e sentirá que faz parte de um empreendimento partilhado. Dedique-se, com regularidade, à ação direta, se isso for possível onde vive. VOTE!;

 

ATÉ 2030

 

14. Já cumpriu o seu plano de reduzir as suas emissões em mais de metade. Festeje o seu feito e ponha em prática o plano de reduzir outra vez as suas emissões em mais de metade na década que se segue.

 

ATÉ 2050

 

15. Alcance o objetivo das emissões zero, enquanto membro da geração que optou por um futuro melhor por todos nós.

X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.