6 regras do Feng Shui para organizar a casa e a mente

Por: Beatriz Sertório a 2021-02-11 // Coordenação Editorial: Marisa Sousa

10%

Casa Com Alma
14,90€
10% CARTÃO LEITOR BERTRAND
PORTES GRÁTIS

10%

Uma Casa Feliz
18,99€
10% CARTÃO LEITOR BERTRAND
PORTES GRÁTIS

10%

O Especialista em Feng Shui
18,25€
10% CARTÃO LEITOR BERTRAND
PORTES GRÁTIS

10%

Vivemos em Palácios
9,98€
10% CARTÃO LEITOR BERTRAND
PORTES GRÁTIS

10%

Feng Shui da Mente
3,00€
10% CARTÃO LEITOR BERTRAND
PORTES GRÁTIS

A forma como nos relacionamos com o espaço que habitamos, tem sido objeto de estudo de diversas disciplinas e metodologias - desde a "poética do espaço" do filósofo e poeta francês Gaston Bachelard (autor do livro Poética do Espaço), que defendia uma arquitectura orientada pelas experiências sensíveis que um espaço pode proporcionar aos seus ocupantes, à mais recente "psicogeografia" do neurocientista Colin Elard, (autor do livro A Alma dos Lugares), têm sido várias as teorias que procuram explicar a forma como o nosso cérebro e corpo respondem aos espaços reais e virtuais que ocupamos. Uma das mais conhecidas é uma prática ancestral que, desde há cerca de quatro mil anos, tem funcionado como um guia para organizar o ambiente à nossa volta de modo a atrair boa sorte e proporcionar bem estar: o Feng Shui


Unsplash

 

O QUE É O FENG SHUI?

Tendo a sua origem na China, o Feng Shui (que significa, literalmente, "vento e água"), é uma disciplina que estuda o modo como os locais onde vivemos e trabalhamos, influenciam o nosso bem-estar. Segundo Rinoie Yuchiku, autora do livro Regras de Ouro do Feng Shui (com lançamento previsto para dia 9 de abril, pela Pergaminho, ), "a nossa fortuna é determinada pelo ambiente que nos envolve. Nesta conceção de ambiente pode incluir-se tudo: alimentos, roupa, habitação e até as nossas próprias ações. Quem vive num ambiente organizado segundo os princípios do Feng Shui tem boa sorte, quem não o faz tem má fortuna."

 

COMO FUNCIONA?

As bases do Feng Shui estão enraizadas no princípio das duas forças antagónicas do céu e da terra: o Yin e o Yang. Enquanto o Yin remete para coisas escuras frias ou velhas, o Yang remete para atributos como a luminosidade, o calor ou a novidade. Como em tudo, o essencial é o equilíbrio, sendo que na filosofia oriental, um equilíbrio adequado de Yin e Yan é fundamental para o Chi ("energia vital") de uma pessoa. Através do conhecimento de como essa energia flui pelo espaço, o Feng Shui procura analisar excessos e estagnações dessa mesma energia e reordená-la de modo a melhorar ou solucionar problemas emocionais, financeiros, profissionais e de saúde. 

 

Unsplash

 

6 REGRAS DO FENG SHUI PARA A CASA

 

1. COMEÇAR PELA ENTRADA 

Na prática do Feng Shui, a entrada de casa é muito importante porque é a partir da porta principal que a casa absorve a sua energia vital. Por esta razão, é importante que este espaço convide à entrada de energias positivas. Para além da importância de ter uma porta de casa grande e forte e uma entrada bem iluminada, o Feng Shui recomenda ainda evitar potenciais inibidores do fluxo de energia vital, como ter um espelho, uma escadaria, uma parede ou outro tipo de obstáculo diretamente em frente à porta principal. É igualmente importante que a porta não seja demasiado difícil de abrir e que o acesso à mesma não esteja congestionado.

 

2. MENOS É MAIS

Na tradição chinesa, todos os objetos têm um determinado período de vida. Por esta razão, considera-se que os objetos velhos ou que já não são utilizados deixam de atrair Chi positivo. Sendo assim, quem quiser ter uma casa de acordo com as regras do Feng Shui, deve desfazer-se de todos os objetos a que já não dá uso ou que se encontrem envelhecidos, com exceção daqueles com os quais tem um forte vínculo emocional. Para além de constituírem uma força de bloqueio que impede a energia positiva de fluir, pode também aproveitar a oportunidade para oferecer, a alguém que precise, objetos que já não lhe sejam úteis mas que ainda se encontrem em bom estado. 

 

3. REMOVER TRALHA DO QUARTO 

Acumular tralha em casa nunca é uma coisa positiva mas, sobretudo, no quarto, que deve ser um espaço de tranquilidade e sossego. Pode começar por retirar de debaixo da cama todos os objetos que podem estar perturbar o seu sono. O ideal é mesmo não ter quaisquer objetos debaixo da cama, contudo  se realmente precisa de utilizar este espaço para arrumação, o Feng Shui recomenda principalmente evitar arrumar sapatos, bagagem ou recordações de relações amorosas anteriores. A posição que a cama ocupa no quarto também é importante. Deve assegurar que quando se deita, consegue ver a porta do quarto, mas a cama não está diretamente alinhada com ela. Outro aspeto a ter em conta é a presença de equipamentos eletrónicos no quarto, algo que deve tentar manter no mínimo, uma vez que a radiação dos mesmos pode perturbar o sono e o ciclo circadiano. Opte por comprar um despertador em vez de utilizar o do telemóvel, e ocupe a sua mesinha de cabeceira com livros em vez de aparelhos eletrónicos.

 

4. SEPARAR TRABALHO E LAZER

Apesar de ser conveniente ter a secretária a dois passos da cama, de modo a poder começar logo a trabalhar, o Feng Shui defende que o repouso e o trabalho devem acontecer em divisões separadas da casa. Ter o computador e documentos do trabalho numa secretária no quarto, pode ser causador de stress e provocar insónias. Caso não tenha a possibilidade de ter a secretária numa divisão separada, tente pelo menos mantê-la o mais organizada possível, sem papelada à vista e, se possível, guardar o computador noutra divisão quando for dormir. O posicionamento da secretária no quarto também é importante, pois deve evitar que esta fique de frente para a porta do quarto. Para além disso, deve tentar não ficar de frente para uma parede, por constituir um obstáculo à energia vital e, consequentemente, à criatividade, enquanto trabalha ou, caso não tenha outra hipótese, decorar a parede em frente à secretária com arte.

 

5. DESARRUMAR O ROUPEIRO, PARA VOLTAR A ARRUMAR

Um roupeiro bem organizado é um elemento importante do Feng Shui, sendo algo que deve tentar fazer com alguma regularidade. Retirar as coisas do seu sítio e voltar a ordená-las é uma forma eficaz de regenerar o fluxo de Chi nos objetos que lá se encontram armazenados, dando-lhe também a possibilidade de deitar fora aqueles a que já não dá uso. Como no quarto, deve ter cuidado para não atulhar demasiado o roupeiro de forma a que consiga sempre encontrar facilmente aquilo de que precisa. Para tal, pode recorrer a algumas dicas de organização, como arrumar as peças de roupa de acordo com as estações do ano, optando por ter primeiro as roupas de verão e as peças mais leves, e só depois as roupas de inverno; ou ainda, organizá-las por cor, arrumando primeiro as de cor clara e ir avançado para as peças mais escuras. Deve também ter atenção à humidade, recorrendo a um desumidificador se necessário, de modo a proteger o Chi positivo no roupeiro e nos objetos neles armazenados. 

 

6. DESTACAR OBJETOS POSITIVOS E EVITAR OBSTÁCULOS

De modo a ter uma casa que atraia energia positiva, é importante que dê destaque às coisas que o deixam feliz. Por esta razão, o Feng Shui defende que os objetos de hobbies e lazer devem estar sempre à vista e prontos a usar. No caso dos livros, ao dispô-los numa prateleira, deve dar destaque aos que projetam aquilo a que aspira, ou aos seus livros favoritos, colocando-os ao nível dos olhos. De modo a facilitar o fluxo de energia vital, deve ainda evitar ter objetos móveis na entrada de casa e em corredores, algo que, para além de poder causar acidentes, pode agir como obstáculo à circulação da energia Chi.

X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.