A Trilogia da eterna Hilary Mantel

Por: Sónia Rodrigues Pinto a 2022-10-05 // Coordenação Editorial: Marisa Sousa

Hilary Mantel

Hilary Mantel

Hilary Mantel (Glossop, Inglattera, em 1952, DBE - 22 de setembro, 2022) estudou direito na London School of Economics and Sheffield University. Trabalhou como assistente social, viveu cinco anos no Botswana e outros quatro anos na Arábia Saudita. Regressou ao Reino Unido nos anos 80.

Considerada uma das melhores escritoras britânicas da atualidade, várias das suas obras receberam prémios literários. Destacam-se os títulos "Eight Months on Ghazzah Street" (1988); "Fludd" (1989), vencedor do Winifred Holtby Memorial Prize, do Cheltenham Prize e do Southern Arts Literature Prize; "A Place of Greater Safety" (1992), vencedor do Sunday Express Book of the Year; "A Change of Climate" (1994); "An Experiment in Love" (1995), vencedor do Hawthornden Prize 1996; "The Giant" (1998); "Giving Up the Ghost: A Memoir" (2003); "Learning to Talk: Short Stories" (2003); "Beyond Black" (2005), finalista do Commonwealth Writers Prize e do Orange Prize for Fiction em 2006; e "Wolf Hall" (2009) que lhe valeu o Man Booker Prize for Fiction 2009.

VER +

20%

Wolf Hall
24,90€ 19,92€
PORTES GRÁTIS

20%

O Livro Negro
19,90€ 15,92€
PORTES GRÁTIS

20%

O Espelho e a Luz
29,90€ 23,92€
PORTES GRÁTIS

Hilary Mantel recebeu o Man Booker Prize em 2009 e 2012 pelos dois primeiros volumes da sua trilogia sobre Thomas Cromwell, "Wolf Hall" e "O Livro Negro", respetivamente, tornando-se a primeira mulher a receber o galardão duas vezes seguidas. "Wolf Hall" foi adaptado ao teatro, pela Royal Shakespeare Company, e à televisão, pelo canal BBC, tendo recebido um Globo de Ouro em 2016, entre outros.


Embora se saiba bastante sobre Thomas Cromwell — uma das figuras centrais na história de Inglaterra, durante a Reforma Anglicana — a partir daquilo que deixou em papel, pouco se conhece da sua vida pessoal. Hilary Mantel, valendo-se de uma pesquisa intensa que durou mais de cinco anos, procurou preencher as lacunas, da forma mais factual possível, ao passar Thomas Cromwell para a ficção. Wolf Hall, O Livro Negro e O Espelho e a Luz (Presença) compõem a trilogia que oferece o outro lado da história de um homem que foi odiado e julgado por muitos, dando luz à humanidade que sempre pareceu faltar aos relatos ao longo dos séculos.
 

"A história [de Thomas Cromwell] não foi bem apresentada por biógrafos ou escritores de ficção. Faltava-lhe imaginação. (...) Ele foi o homem que conquistou o sistema por dentro."
— Hilary Mantel (The Guardian 2019)


Em Wolf Hall acompanhamos a ascensão proeminente de Cromwell, desde o adolescente que fugiu de uma casa sem poder ou nome na sociedade, até chegar a conselheiro pessoal do Rei de Inglaterra. N’O Livro Negro, é apontado como primeiro-ministro, vigilante às mudanças de humor de Henry VIII e ao seu enamoramento por Jane Seymour, que acabará por condenar Anne Boleyn a um fim trágico. A jornada fascinante deste homem termina em O Espelho e a Luz, com nada mais do que a sua inteligência para lidar com as conspirações e traições da corte em pleno século XVI.

Foi no espaço entre a ficção e a realidade que Mantel criou esta personalidade singular da História. Apesar de alguns historiadores contestarem a veracidade dos motivos do servo fiel de Henry VIII, é importante relembrar a frase de Thomas Cromwell: “Algumas destas coisas são verdade e outras são mentira. Mas todas elas são boas histórias.”

X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.