Dor Fantasma

de Rafael Gallo 

Bertrand.pt - Dor Fantasma
Opinião dos livreiros
(1)
Opinião dos leitores
(1)

Descubra mais

Música e literatura “As mãos pousam ao piano. Na brancura do teclado, os dedos se deixam deslizar, potentes cavalos-marinhos de volta à água aonde pertencem. Lançada de cima, a luz do palco o divisa da escuridão, abre cortinas por entre as cortinas.” Assim começa a história de Rômulo Castelo, um pianista virtuoso, inteiramente dedicado à busca da perfeição na sua arte. Todas as manhãs, ao acordar, fecha-se na sua sala de estudos e ensaia aquela que é considerada a peça intocável de Franz Liszt, o Rondeau Fantastique. Em breve, Rômulo irá oferecê-la ao mundo, numa tournée pela Europa que o sagrará como o maior intérprete daquele compositor.  Entrevista | Rafael Gallo Ao longo de seis anos, Rafael Gallo escreveu Dor Fantasma, a obra que lhe iria valer, em 2022, o Prémio Literário José Saramago. No processo de escrita criou diferentes versões e chegou a pensar em abandonar o seu ofício literário, mesmo já depois de ter publicados vários livros no Brasil, entre eles um romance e um livro de contos. Chega assim ao panorama literário nacional, mantendo o sotaque brasileiro, para se afirmar como um dos mais vibrantes autores contemporâneos.  Dor Fantasma, de Rafael Gallo | Bula Literária Rômulo Castelo, um pianista virtuoso, dedica-se inteiramente a buscar a perfeição na sua arte e, todas as manhãs, ao acordar, fecha-se na sua sala de estudos e ensaia aquela que é considerada a peça intocável de Liszt, o Rondeau Fantastique. Em breve, Rômulo irá oferecê-la ao mundo, numa tournée pela Europa que o sagrará como o maior intérprete daquele compositor. A vida, porém, tem outros planos.
Editor: Porto Editora
Edição: março de 2023
Formatos Disponíveis:
Portes
Grátis
10%
18,85€
16,97€
Em stock online

Rômulo Castelo, um pianista virtuoso, dedica-se inteiramente a buscar a perfeição na sua arte e, todas as manhãs, ao acordar, fecha-se na sua sala de estudos e ensaia aquela que é considerada a peça intocável de Liszt, o Rondeau Fantastique. Em breve, Rômulo irá oferecê-la ao mundo, numa tournée pela Europa que o sagrará como o maior intérprete daquele compositor. A vida, porém, tem outros planos.

Críticas
Romance inquietante com música dentro, e também dor e desespero. A ânsia de alcançar a perfeição cruza-se com todas as fragilidades humanas. Uma leitura que prende. Absolutamente.

Pilar del Río

A mão de Rafael Gallo […] é mão cirúrgica, aplicando incisões seguras e sábias, é mão de pintor, na pincelada criativa e intencional, é mão de maestro segurando a batuta e guiando a orquestra num crescendo de som e fúria a culminar no magistral desenlace do romance.

Bruno Vieira Amaral

Uma escrita e uma história que carregam dor, mas também ironia e uma certa alegria que paira, apesar de tudo, por ali, como um outro fantasma, benigno, na sala.

Gonçalo M. Tavares

Dor Fantasma é um belíssimo romance […]. O cruzamento entre a música, a literatura e a fragilíssima condição humana (representada, neste livro, pelo atavismo) é absolutamente brilhante.

João Tordo

Estamos em presença de um texto seguro, que guia quem lê por caminhos que provocam diversas reflexões contemporâneas e de todos os tempos, como é o caso do contraste entre o humano e a arte, entre a imperfeição e o ideal.

José Luís Peixoto

Rafael Gallo tem um enorme talento, uma grande experiência narrativa e, sem dúvida, ele é um herdeiro das portas da imaginação, que Homero abriu.

Nélida Piñon

O livro de Rafael Gallo é brilhante. Este romance é ele mesmo educado, no sentido em que as feras podem ser eruditas na sua própria caçada, no rigor de sua mordida, no exercício de seus temores.

Valter Hugo Mãe

Críticas de imprensa
A caneta de Gallo, confundida com uma batuta, guia a história por caminhos intensos e audíveis. Um livro feito numa autêntica trilha sonora clássica. E, repito, o autor brasileiro consegue tudo nesta obra. Transforma acontecimentos corriqueiros em narrações profundas. Sentem-se as ironias do autor perante a figura de Deus e pressente-se, ao longo de todo o livro, a frágil condição humana a acompanhar toda a música das palavras.

João Carvalho, Diário do Alentejo

  • Sobre o inesperado
    João Moreira | 11-10-2023

    Uma trama incrível, uma espécie de ensaio sobre os limites da condição humana quando o inesperado acontece. A obsessão pela perfeição, pela grandiosidade, perante obstáculos incorrigíveis é muitas vezes uma porta aberta para a loucura. E é sobre isso que Rafael Gallo nos fala com este livro. Porém, apesar de a história em si brutal, a leitura do livro tornou-se maçante, e foi muito arrastada. não fiquei particularmente fã deste tipo de escrita (à Saramago style!).

  • caminho até à autodestruição
    Florinda Capitão - Livreira Alameda Shop & Spot | 10-02-2024

    Gosto de personagens que causam desconforto, que mexem com o nervoso miudinho. Rômulo Castelo, além de inesquecível, é uma delas. Egocêntrico, arrogante, mesquinho, obsessivo, egoísta e muitas outras características que o tornam um ser execrável, mesmo quando se vê manietado e incapaz de brilhar na sua arte, mesmo quando se vê necessitado do outro. Louvo o brilhantismo de Rafael Gallo na construção desta personagem que, no limiar da loucura, caminhou até à autodestruição.

Dor Fantasma
ISBN:
978-972-0-03638-4
Ano de edição:
03-2023
Editor:
Porto Editora
Idioma:
Português
Dimensões:
152 x 235 x 21 mm
Encadernação:
Capa mole
Páginas:
280
Tipo de Produto:
Livro
Classificação Temática:

Quem comprou também comprou

Os Malaquias
10%
portes grátis
16,65€ 14,99€
Companhia das Letras
O Parque dos Cães
10%
portes grátis
23,95€ 21,56€
Alfaguara Portugal
X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.