Bertrand.pt - Crónica do Pássaro de Corda
Opinião dos leitores
(1)

Crónica do Pássaro de Corda

Livro de Bolso

de Haruki Murakami 

Editor: BIS
Edição ou reimpressão: junho de 2015
Formatos Disponíveis:
Portes
Grátis
20%
9,95€
7,96€
Em stock - Envio 24H
portes grátis

Toru Okada, um jovem japonês que vive na mais completa normalidade, vê a sua vida transformada após o telefonema anónimo de uma mulher. Começam a aparecer personagens cada vez mais estranhas em seu redor e o real vai degradando-se até se transformar em algo fantasmagórico. A percepção do mundo torna-se mágica, os sonhos invadem a realidade e, pouco a pouco, Toru sente-se impelido a resolver os conflitos que carregou durante toda a sua vida.

Este livro conta com uma galeria de personagens tão surpreendentes como profundamente autênticas e, quase por magia, o mundo quotidiano do Japão moderno aparece-nos como algo estranhamente familiar.

  • Livro sobre a importância da solidão e do auto-conhecimento
    Frederico Ferreira | 05-07-2019

    Este é o segundo romance que leio deste autor. O primeiro que li foi o 1Q84. Este romance surpreendeu-me porque não tem nada a ver com o 1Q84. No 1Q84 há mais ação, mais intriga, mais suspense. Enquanto que este deu-me a sensação que a narrativa não avançava e houveram partes, que eu achei, que poderiam ter sido, eventualmente, cortadas e que em nada acrescentam à narrativa, como é o caso do sonho do menino, dos homens e da árvore. Muito embora, admirei imenso a capacidade de imaginação de Haruki Murakami para desenvolver histórias dentro da própria história. Ou seja, temos a história da personagem principal, Toru Okada, e ao longo da narrativa contam-se as histórias de outras personagens, como por exemplo: do sr. Honda, das irmãs Malta e Creta Kano, do tenente Mamiya, da May Kasahara, de Noz Moscada e do seu filho Canela. Quanto ao significado da história de Toru Okada li, recentemente, num artigo do El País do Brasil, intitulado “Cinco lições de Murakami para a vida” que uma das lições de Murakami é a de que a solidão é a melhor via para o conhecimento, do auto-conhecimento, acrescentaria eu. Diz no artigo “Quando nos vemos confrontados com a solidão depois de uma separação ou morte, ou quando a buscamos através de uma viagem iniciática, afloram partes de nós que antes estavam soterradas. Sem a proteção e o ruído dos outros, o encontro com nós mesmos é inevitável, com o que damos um salto adiante em nossa própria evolução”. Quando li isto pensei “Isto aplica-se que nem uma luva à Crónica do Pássaro de Corda. Neste romance temos um homem cuja mulher o abandona e, que de repente, vê-se confrontado com a triste realidade de que está só neste mundo e que não sabe muito bem o que quer fazer com a sua própria vida. Então inspirado pela história do tenente Mamiya, Toru, decide ir para dentro de um poço para refletir melhor. Ou seja, este foi, para mim, o momento em que Toru começa a sua viagem iniciática, o ponto de inflexão que vai alterar a sua vida, o momento que vai despoletar todos os acontecimentos que vêm a seguir: conhecer Noz Moscada, comprar a casa amaldiçoada, com a sua ajuda, a descoberta que pode transcender a uma outra realidade, ou mundo paralelo, através da sua mente. Li, no site Amálgama, que o poço, segundo o Dicionários de símbolos, de Chevalier e Gheerbrant, é uma via que liga “três ordens cósmicas: céu, terra e infernos”. Em relação à leitura deste livro, eu diria que há algo na forma de escrever de Murakami que me fascina e que o torna fácil de ler. Algo que me absorve e que me faz perder nas suas palavras. Algo que me faz lê-lo com sofreguidão desmesurada e que me deixam num estado de êxtase apoteótico. Como curiosidade, para os amantes de música, o título das três partes que constituem este livro são títulos de obras musicais. A primeira parte, Thieving Magpie ou La gazza ladra, é um melodrama ou ópera semiseria em dois atos de Gioachino Rossini, a segunda parte, The Prophet Bird, faz parte de nove composições para piano intituladas Waldszenen (Forest Scenes) Op. 82, de Robert Schumann e a terceira parte, The Birdcatcher, é uma canção que faz parte da ópera Flauta Mágica de Wolfgang Amadeus Mozart.

Crónica do Pássaro de Corda
Livro de Bolso
ISBN: 9789896603588 Ano de edição ou reimpressão: 06-2015 Editor: BIS Idioma: Português Dimensões: 123 x 188 x 33 mm Encadernação: Capa mole Páginas: 640 Tipo de Produto: Livro Classificação Temática: Livros  >  Livros em Português  >  Literatura  >  Romance

Quem comprou também comprou

As Núpcias de Cadmo e Harmonia
5,00€ 4,00€
Cotovia
A Ninfa Inconstante
30%
portes grátis
8,00€ 5,60€
11 X 17
X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.