Bertrand.pt - Crateras

Crateras

de Gastão Cruz 

Editor: Assírio & Alvim
Edição ou reimpressão: abril de 2001
Portes
Grátis
20%
10,00€
8,00€
Em stock - Envio 24H
portes grátis

Gastão Cruz (n. 1941), poeta e ensaísta, foi um dos animadores da colectânea "Poesia 61". Desde o seu primeiro livro, "A Morte Percutiva", publicado aos 19 anos, que a sua escrita evidencia um grande rigor de linguagem, que Maria Alzira Seixo define assim: "a sua secura lírica (...) é quase sempre cortada por velada ironia e reduções de tipo frásico ou semântico (...) e por um messianismo vocabular que encara a palavra como invenção do mundo."

"Crateras", o seu livro mais recente, foi distinguido com o Prémio D. Dinis, da Casa de Mateus, e Fernando Pinto do Amaral, poeta e ensaísta que integrava o júri que premiou a obra, referiu-se-lhe assim: "Começando a percorrer estas "Crateras", nota-se desde logo que uma parte considerável do livro consiste num roteiro pessoal, numa viagem de regresso à infância, arrastando consigo imagens e sons, ecos e reflexos, paisagens geográficas e humanas graças às quais se configura um universo entretanto degradado ou perdido, essa "vã cidadezinha" ou "pequena cidade da infância" onde o sujeito já não pode voltar, mas que se reconstitui através daquilo que se propaga no tempo e se repercute no presente." Como poderá constatar pelo poema em prosa que a seguir se transcreve:

RECORDAÇÃO EM FARO

Gritam na tarde quente de novembro os pavões.
Uma palmeira e um plátano tocam-se junto ao lago.
Ele vinha falar de rosas às rosas (Estamos no mês de maio - e convém falar de rosas, Notas Contemporâneas), e ao plátano ler, de Valéry, a ode ao plátano: Dobras-te, grande plátano, e branco te ofereces, / nu como um jovem Cítio, / mas a tua candura está presa e obedeces / só à força do sítio.
Uma noite bebera um pouco mais e agredira o busto, sobre o piano, de Lizt, que o irritava. Talvez lhe aceitasse a Sonata, uma excepção. Gostava de Fauré, Ravel, Debussy. No Jardim, volteava, com a valsa, brandindo o guarda-chuva.
Os colegas, no Grémio de Panificação, vingavam-se das suas fantasias de esteta, atirando-lhe tapetes, que manchavam de pó o fato impecável.
Mas ao cair da noite regressava ao Jardim para escutar o concerto dos pássaros recolhendo às grandes árvores.

Crateras
ISBN: 978-972-37-0600-0 Ano de edição ou reimpressão: Editor: Assírio & Alvim Idioma: Português Dimensões: 146 x 206 x 10 mm Encadernação: Capa mole Páginas: 96 Tipo de Produto: Livro Coleção: Poesia Inédita Portuguesa Classificação Temática: Livros  >  Livros em Português  >  Literatura  >  Poesia

Sugestões

Poesia
20%
portes grátis
44,00€ 35,20€
Assírio & Alvim
Ofício de Paciência
20%
portes grátis
11,00€ 8,80€
Assírio & Alvim
X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.