Bertrand.pt - Eu Matei Xerazade

Eu Matei Xerazade

Confissões de Uma Mulher Árabe em Fúria

de Joumana Haddad 

Editor: Sibila Publicações
Edição ou reimpressão: setembro de 2017
24H
Portes
Grátis
10%
14,90€
Poupe 1,49€ (10%) Cartão Leitor Bertrand
Em stock - Envio imediato
portes grátis

A fúria inspirou a escritora e poeta libanesa Joumana Haddad a criar a primeira revista erótica do mundo árabe. A visão que o Ocidente tem da mulher árabe parece-lhe terrível, e a imagem transmitida pela maioria das mulheres do Médio Oriente, revoltante.

Na carta dirigida ao caro ocidental que abre este livro, a autora previne: "Se vem aqui em busca de verdades que supõe já saber e de provas que acredita já ter; se alimenta a esperança de ser reconfortado nas suas visões orientalistas, ou de ver reconfirmados os seus preconceitos anti árabes; se espera ouvir a cantilena interminável do choque de civilizações, é melhor parar já. Porque, neste livro, vou fazer tudo o que puder para o ‘desapontar’".

Eu Matei Xerazade, desafia as ideias-feitas sobre a feminilidade árabe e, ao fazê-lo, esmaga o antiquíssimo estereótipo de Xerazade, a virginal heroína que passou Mil e Uma Noites a seduzir o rei para que ele não a matasse.

Ardente e desassombrado, este ensaio poético e provocador onde a reflexão se cruza com as memórias da infância e da adolescência da autora, precoce leitora do Marquês de Sade que cresceu em Beirute em plena guerra, é um vendaval que vem revolucionar o pensamento contemporâneo sobre as questões de género.

Críticas
“Um livro muitíssimo corajoso e esclarecedor sobre as mulheres no mundo árabe. Abre-nos os olhos, destrói-nos os preconceitos e é muito divertido.”
Mario Vargas Llosa, Prémio Nobel de Literatura

“Valente…Haddad quebra o tabu da Mulher Árabe Silenciosa e Ausente.”
Elfriede Jelinek, Prémio Nobel de Literatura

Críticas de imprensa
“Este livro é muitas coisas: contém memórias de infância e adolescência, um debate polémico sobre sexo e uma exortação às mulheres árabes para que lutem pelos seus direitos. Há nele também reflexões para as mulheres ocidentais… O destino das árabes sujeitas a crimes-de-honra, queimadas com ácido e encerradas em burcas tem implicações para o estatuto das mulheres no mundo inteiro.”
New York Times Magazine

“Surpreendentemente divertido”
Publishers Weekly

“Este livro tem coragem para dar e vender. A autora expõe metodicamente as suas teorias. Como descobriu Sade aos 12 anos, aconselha todas as adolescentes dessa idade a que o leiam. Efeito garantido: uma líbido não-conformista. Os homens ficam avisados. Os barbudos ficam nervosos.”
Le Nouvel Observateur

Eu Matei Xerazade
Confissões de Uma Mulher Árabe em Fúria
ISBN: 9789899994607 Ano de edição ou reimpressão: Editor: Sibila Publicações Idioma: Português Dimensões: 155 x 234 x 13 mm Encadernação: Capa mole Páginas: 178 Tipo de Produto: Livro Coleção: Mulheres de Palavra Classificação Temática: Livros  >  Livros em Português  >  Literatura  >  Ensaios
Livros  >  Livros em Português  >  Literatura  >  Poesia

Sugestões

Volta a Portugal
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
19,90€
Edições Contraponto
X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.