Bertrand.pt - Bilhetes de Colares

Bilhetes de Colares

1982 -1998

de A. B. Kotter 

Editor: Assírio & Alvim
Edição ou reimpressão: julho de 2009
24H
Portes
Grátis
10%
24,00€
Poupe 2,40€ (10%) Cartão Leitor Bertrand
Em stock - Envio imediato
portes grátis

Numa das quatro crónicas que, em começos de 1997, e assinando José Cutileiro, escreveu para O Independente, lemos: «Vivo no estrangeiro. […] Na minha cabeça, Portugal tende a ser uma recordação fixa, como quem, viajando num túnel, imaginasse a paisagem exterior a partir da sua memória dela. Falta-me o embate constante como o que se passe e com o que os outros forem achando daquilo que se passe».
Haveria, pois, aqui e ali, sobreposições do cronista Kotter com o antropólogo Cutileiro. Poderão ter sido os dois a afirmarem, num bilhete: «Há muito tempo que não faço excursões pela província.» E noutro: «Já não tenho idade nem saúde para calcorrear Portugal de lés a lés e, pelo que me dizem, talvez não o reconhecesse.» Parece admissível que os «Bilhetes» tenham cessado no quadro de uma remodelação no último semanário onde saíam. Mas eles já haviam sobrevivido a outras convulsões. Pode igualmente admitir-se que o cronista via, ao fim de 16 anos, satisfatoriamente consumada essa aventura que nunca cessara de espantar Freddy Kotter: a de uma intervenção regular, e visível, em prestigiados pódios de opinião. Sem a ilusão de influir, decerto, mas com não menos disposição de afrontar.
Podemos ir mais longe, e supor que os «Bilhetes» serviram a divulgação — sob a adorável cifra de uma autoria estrangeira — de convicções e alvitres que o diplomata tinha de reservar aos gabinetes, quem sabe sob que mais elaborados códigos ainda. Álibi sofisticado, à falta de ser perfeito, os Bilhetes de Colares tiravam forças desta recusa de um mundo de palavras medidas que era, dia e noite, o de José Cutileiro.

Críticas de imprensa
«Sem os "Bilhetes de Colares" sabíamos todos muito menos sobre este país que tão generosamente nos acolhe no seu seio. E seríamos ainda mais sisudos do que já somos.»
Pedro Mexia, Público

Bilhetes de Colares
1982 -1998
ISBN: 978-972-37-1258-2 Ano de edição ou reimpressão: Editor: Assírio & Alvim Idioma: Português Dimensões: 159 x 221 x 23 mm Encadernação: Capa mole Páginas: 352 Tipo de Produto: Livro Coleção: Peninsulares Classificação Temática: Livros  >  Livros em Português  >  Literatura  >  Crónicas
Livros  >  Livros em Português  >  Literatura  >  Memórias e Testemunhos

Sugestões

Só Acontece aos Outros
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
15,90€
Sibila Publicações
A Namorada Infiel, o Amigo Incompetente
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
16,50€
Inquietud'Edições
X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.