Bertrand.pt - A Propósito da Quinta da China dos Bessa do Porto, Ferraz de Prado e da Pintora Aurélia de Sousa

A Propósito da Quinta da China dos Bessa do Porto, Ferraz de Prado e da Pintora Aurélia de Sousa

de Maria Emília A. Tavares e João Machado Lima 

Editor: Chiado Books
Edição ou reimpressão: abril de 2016
12,00€
Esgotado ou não disponível

O presente trabalho parte de um artigo do conhecido cronista Germano Silva, publicado no JN em 2013, que por volta de 1780 dava a Quinta da China - "velha de muitos séculos"- como pertencente a João Lopes Ferraz.
Procurou-se então conhecer a sua história e quem foram ao longo do tempo os seus detentores, para além dos Bessa e dos Ferraz, bem como a sua importância como retiro ou entreposto de mercadorias do oriente e do vinho do porto.
Dá-se especial destaque à sua posição estratégico-militar, no contexto das guerras que envolveram a cidade do Porto no Séc. XIX, pelo que se descrevem episódios bélicos lá ocorridos durante a invasão francesa de Soult (onde no dia da invasão de 1809 um filho de João Lopes Ferraz ali foi morto por um soldado francês) e nas guerras liberais (1828-1834).
Nesta procura deparamos com informações sobre um outro irmão, Manuel Lopes Ferraz, ido em jovem para o Rio de Janeiro, onde casou e que mais tarde se veio também a radicar no Porto. Na sua descendência encontramos personalidades que muito se destacaram, designadamente uma bisneta, a Baronesa de Santos, que foi a mãe do Cardeal D. Américo (2º Cardeal do Reino e Bispo do Porto) e uma trineta que casou com Raoul Mesnier du Ponsard, grande engenheiro da passagem do Séc XIX para o XX, responsável pela construção do funicular do Bom Jesus e do projecto dos vários elevadores de Lisboa como o de Santa Justa ou do Carmo.
Testemunha-se também a saída da posse da propriedade dos descendentes Bessa Ferraz para os pais das pintoras Aurélia e Sofia de Sousa, onde tanto se inspiraram e que tantas vezes retrataram a Quinta e a bela paisagem envolvente.
Actualmente a propriedade, que passou em 1975 dos familiares de Aurélia de Sousa para a família do empresário António da Mota, permanece bem restaurada e mantendo as magníficas vistas para o Douro, agora entrecortadas pelos perfis de esbeltas Pontes do Séc XXI.

A Propósito da Quinta da China dos Bessa do Porto, Ferraz de Prado e da Pintora Aurélia de Sousa
de Maria Emília A. Tavares e João Machado Lima 
ISBN: 9789895171002 Ano de edição ou reimpressão: Editor: Chiado Books Idioma: Português Dimensões: 137 x 215 x 12 mm Encadernação: Capa mole Páginas: 162 Tipo de Produto: Livro Coleção: Ecos da História Classificação Temática: Livros  >  Livros em Português  >  Ciências Sociais e Humanas  >  História e Metodologia Científica

Sugestões

Como fazer trabalhos académicos
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
14,90€
Porto Editora
Investigação Científica e Trabalhos Académicos
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
14,00€
Edições Sílabo
X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.