Bertrand.pt - O Nome Daquele que não tem Nome
Opinião dos leitores
(1)

O Nome Daquele que não tem Nome

de Kabir 

Editor: Assírio & Alvim
Edição ou reimpressão: fevereiro de 2018
Formatos Disponíveis:
Portes
Grátis
20%
7,70€
6,16€
Em stock - Envio 24H
portes grátis

Foi Tagore (com a assistência de Evelyn Underhill) quem efectuou a primeira tradução dos poemas de Kabir para uma língua ocidental (1914). Trata-se já de uma tradução em segunda mão, feita a partir da tradução do hindi para bengali de K. M. Sen. Dizia John Stratton Halley que «as traduções são como rios — as suas nascentes muitas vezes escondidas e os seus destinos potencialmente oceânicos». Essa tradução encontrou eco de imediato em Yeats e em muitos outros poetas.

Não será alheio ao sucesso que esses poemas encontraram no ocidente, o facto de terem sido traduzidos por um poeta com a qualidade de Tagore. As «Songs of Kabir» serviram de base (e continuam a servir) para outras traduções e recriações nas mais diversas línguas (entre elas as de Robert Bly, André Gide e Czeslaw Milosz). Também Ezra Pound sucumbiu ao encanto de Kabir (há dez poemas seus nas «Translations», embora a fonte não tenha sido Tagore). Mais recentemente surgiram traduções académicas, entre as quais convém assinalar as de Charlotte Vaudeville («Au cabaret de l`amour»),de Linda Hess («The Bijak of Kabir») e a de V.K. Sethi («Kabir — the Weaver of God´s Name». As traduções apresentadas neste livro beberam de várias fontes (sendo também a principal a de Tagore).

Pouco se sabe sobre a vida de Kabir, para além do que deixam adivinhar os seus poemas, as hagiografias e as lendas. Terá vivido em Varanasi (Benares), o mais sagrado dos lugares sagrados hindus e simultaneamente um centro de comércio e peregrinação, na primeira metade do século XV. Nascido de uma viúva brâmane e adoptado por uma família da casta dos tecelões, convertida à fé islâmica, Kabir revela nos seus poemas um profundo conhecimento quer do hinduísmo quer do islamismo (e dentro deste do sufismo). De Varanasi, uma cidade que prometia a salvação a todos os que nela morressem, ter-se-á retirado no fim da vida para uma obscura cidade chamada Magahar.

A vida de Kabir confunde-se com a lenda. Desses episódios lendários da vida de Kabir há especialmente dois que gostaria que tivessem sido reais: o primeiro é o do encontro entre Kabir e Mirabai. O segundo tem a ver com a sua morte: hindus e muçulmanos teriam disputado o seu corpo, uns para cremá-lo, outros para enterrá-lo. Quando abriram o caixão, o que restava de Kabir era uma coroa de flores, que hindus e muçulmanos dividiram entre si.

  • A vibração da mais alta voz
    Henrique Fialho - Livreiro Bertrand La Vie Caldas da Rainha | 11-03-2017

    Independentemente da origem das palavras contidas neste pequeno volume, sobre as quais o poeta Jorge Sousa Braga presta um serviço impagável de tradutor, o que mais importa é utilizar um duplo sublinhado para a excelência de muitos destes setenta e três poemas. São diversos os motivos de interesse, podendo o primeiro considerar-se de suprema pertinência. Vislumbramos aqui uma espécie de sincretismo que funde numa só instância espiritual os ensinamentos do hinduísmo e do islamismo, transcendendo o sentimento do divino as paredes do templo e as da mesquita. Há versos porventura mais esotéricos que induzem as limitações da linguagem enquanto meio capaz de definir o processo de revelação, tornando-se assim claro estarmos na presença de uma fé que não se transmite tanto quanto se conquista em solidão. O propósito não é, portanto, evangelizador, mas sim poético, supremamente poético.

O Nome Daquele que não tem Nome
de Kabir 
ISBN: 978-972-37-1884-3 Ano de edição ou reimpressão: Editor: Assírio & Alvim Idioma: Português Dimensões: 117 x 185 x 8 mm Encadernação: Capa mole Páginas: 96 Tipo de Produto: Livro Classificação Temática: Livros  >  Livros em Português  >  Literatura  >  Poesia

Sugestões

Agon
10%
portes grátis
13,30€ 11,97€
Assírio & Alvim
Obra Poética I
10%
portes grátis
44,00€ 39,60€
Assírio & Alvim
X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.