A Bibliotecária de Auschwitz

Edição aumentada

de Antonio G. Iturbe 

Editor: Editorial Planeta
Edição ou reimpressão: outubro de 2020
Formatos Disponíveis:
Portes
Grátis
10%
18,85€
Poupe 1,89€ (10%) Cartão Leitor Bertrand
Em stock
portes grátis

Um romance comovente: uma história extraordinária e pungente.
Nova edição enriquecida com um epílogo em que o autor e a protagonista falam dos anos que passaram desde a publicação do livro.


Sobre a lama negra de Auschwitz, que tudo engole, Fredy Hirsch ergueu uma escola. Num lugar onde os livros são proibidos, a jovem Dita esconde debaixo do vestido os frágeis volumes da biblioteca pública mais pequena, recôndita e clandestina que jamais existiu. No meio do horror, Dita dá-nos uma maravilhosa lição de coragem: não se rende e nunca perde a vontade de viver nem de ler porque, mesmo naquele terrível campo de extermínio nazi, «abrir um livro é como entrar para um comboio que nos leva de férias». Um emocionante romance baseado em factos reais, que resgata do esquecimento uma das mais comoventes histórias de heroísmo cultural.

Excertos
«Haverá quem não partilhe este fascínio pelo facto de alguns terem arriscado a vida para manterem aberta uma escola secreta e uma biblioteca clandestina em Auschwitz-Birkenau. Haverá quem pense que foi um acto de coragem inútil num campo de extermínio, quando há outras preocupações mais prementes: os livros não curam doenças nem podem ser usados como armas para derrotar um exército de verdugos, não enchem o estômago nem matam a sede. É verdade: a cultura não é necessária para a sobrevivência do homem, bastam o pão e a água. Se o homem não se emociona com a beleza, se não fecha os olhos e põe em marcha os mecanismos da imaginação, se não é capaz de interrogar-se e vislumbrar os limites da sua ignorância, é homem ou é mulher, mas não é pessoa; nada o distingue de um salmão, de uma zebra ou de um boi-almiscarado.»

  • E, afinal, o que é o Homem sem livros?
    José Carlos Fernandes - Livraria Bertrand Porto Alameda Shop & Spot | 26-02-2020

    Em plena prisão de horrores os livros são arma letal contra a mente pobre, maliciosa e demoníaca dos líderes da II Guerra Mundial. Assombroso. Um livro a não perder!

  • Leitura do livro mais que aconselhada
    Ana Gomes Gonçalves | 03-05-2020

    Muitas histórias do horror e sofrimento testemunhados dentro dos campos de concentração nazistas são contadas e recontadas, já estão gravadas e arquivadas. É difícil, nesses relatos, encontrar atos de esperança e força diante de todo o mal registrado durante o Holocausto. 'A Bibliotecária de Auschwitz' é um livro diferente. É uma história verdadeira e cheia de detalhes a respeito de um professor judeu, Fredy Hirsh, que criou uma escola secreta dentro do bloco 31, no campo de concentração de Auschwitz, dedicando-se a lecionar para cerca de 500 crianças. Criou também uma biblioteca de poucos volumes com a ajuda de Dita Dorachova, uma menina judia de 14 anos que se arriscava para manter viva a esperança trazida pelo conhecimento e escondia os livros embaixo do vestido. É um registro de uma época sofrida da História, mas que também mostra a coragem de pessoas que não se renderam ao terror e se mantiveram firmes usando os livros como 'arma'. "

A Bibliotecária de Auschwitz
Edição aumentada
ISBN: 9789897773327 Ano de edição ou reimpressão: 10-2020 Editor: Editorial Planeta Idioma: Português Dimensões: 153 x 233 x 28 mm Páginas: 464 Tipo de Produto: Livro Classificação Temática: Livros  >  Livros em Português  >  Literatura  >  Romance

Quem comprou também comprou

As Cartas Perdidas de Auschwitz
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
18,79€
TopSeller
A Parteira Alemã
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
18,50€
Editorial Planeta
X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.