Al Berto

Al Berto

Biografia

Poeta e editor português, de nome completo Alberto Raposo Pidwell Tavares, nasceu a 11 de Janeiro de 1948, em Coimbra, e faleceu a 13 de Junho de 1997, em Lisboa. Tendo vivido até à adolescência em Sines, exilou-se, entre 1967 e 1975, em Bruxelas, dedicando-se, entre outras actividades, ao estudo de Belas-Artes. Publicou o primeiro livro dois anos depois de regressar a Portugal.
Em mais de vinte anos de actividade literária, a expressão poética assumida por Al Berto, o pseudónimo do autor, distingue-se de qualquer outra experiência contemporânea pela agressividade (lexical, metafórica, da construção do discurso) com que responde à disforia que cerca todos os passos do homem num universo que lhe é hostil. Trazendo à memória as experiências poéticas de Michaux ou de Rimbaud, é no próprio sofrimento, na sua violenta exaltação, na capacidade de o tornar insuportavelmente presente (nas imagens de uma cidade putrefacta, na obsidiante recorrência da morte e do mal, sob todas as suas formas) que a palavra encontra o seu poder exorcizante, combatendo o mal com o mal. É neste sentido que Ramos Rosa fala de uma "poesia da violência do mundo e da realidade insuportável": "a opacidade do mal ou a agressividade do mundo é tão intensa que provoca um choque e um desmoronamento geral", mas "à violência desta destruição responde o poeta com uma violenta negatividade que é uma pulsão de liberdade absoluta, que procura por todos os meios o seu espaço vital.", sublinhando ainda a forma como esta espécie de "grito de fragilidade extrema e irredutível do ser humano, do seu desamparado infinito, da sua revolta absoluta e sem esperança", se consubstancia, ao nível do estilo, num ritmo "ofegante, precipitado, como um assalto contínuo feito de palavras tão violentas como instrumentos de guerra" (cf. ROSA, António Ramos - A Parede Azul. Estudos Sobre Poesia e Artes Plásticas, Lisboa, Caminho, 1991, pp. 120-121). No domínio editorial, a sua actividade pautou-se pela isenção e certa ousadia relativamente às políticas comerciais livreiras dominantes.
Inicialmente seguindo uma estética surrealizante de temática erótica, em O Anjo Mudo (1993) funde prosa e poesia, exprime intertextualidades, numa viagem marginal e purificadora. A quase totalidade da sua obra poética encontra-se coligida em O Medo.
Foi galardoado com o Prémio Pen Club de Poesia em 1987.
partilhar
Lunário
30%
portes grátis
13,00€ 9,10€
Assírio & Alvim
Diários
30%
portes grátis
22,00€ 15,40€
Assírio & Alvim
O Anjo Mudo
30%
portes grátis
13,00€ 9,10€
Assírio & Alvim
O Medo
20%
portes grátis
40,00€ 32,00€
Assírio & Alvim
Horto de Incêndio
20%
portes grátis
12,20€ 9,76€
Assírio & Alvim
Vigílias
30%
portes grátis
20,00€ 14,00€
Assírio & Alvim
Projectos 69
20%
portes grátis
15,00€ 12,00€
Assírio & Alvim
O Último Coração do Sonho
20%
portes grátis
9,95€ 7,96€
Quasi Edições
Dispersos
12,00€ 9,60€
Assírio & Alvim
Apresentação da Noite
10,00€ 8,00€
Assírio & Alvim
Wordsong
17,12€ 13,70€
101 Noites - Criação de Produtos Culturais
La Secreta Vida De Las Imagenes
20%
portes grátis
8,91€ 7,13€
AMARU
Canto Del Amigo Muerto
20%
portes grátis
11,68€ 9,34€
CELYA
Existencia De Papel, Una
20%
portes grátis
11,21€ 8,97€
PRE-TEXTOS
Jardin D'Incendie
16,22€ 12,98€
ESCAMPETTE
X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.