Bertrand.pt - Ulisses

Ulisses

de James Joyce 

Editor: Livros do Brasil
Edição ou reimpressão: abril de 2003
20,19€
Esgotado ou não disponível

Obra-prima de Joyce, o melhor romance do século XX para muitos dos amantes da literatura, "Ulisses" viria a revolucionar a escrita de ficção e a tornar-se o mais idolatrado dos livros do século XX (só rivalizando com a "Recherche..." de Proust). E, como todas as obras-primas, alguns receberam-no mal no seu tempo (foi recusado por Virgínia Woolf para publicação na sua editora - "aquelas páginas tresandavam a indecência" - referido como "a coisa mais porca que alguém já escreveu", por D.H.Lawrence, proibido por muitos anos nos EUA). Mas hoje Joyce é autor consagrado e o próprio governo irlandês promove a sua obra. No dia 16 de Junho celebram-se os primeiros cem anos do Bloomsday, o dia em que se situa a acção de "Ulisses", com uma série de eventos um pouco por todo o mundo.

"Há obras que nos convocam imperativamente para os sentidos do acto de ler. 'Ulisses' é uma delas. Tal como o texto de Joyce transforma os que o precedem, não há leitor que não se torne um leitor diferente depois de ler 'Ulisses'. [...]
"A viagem do Ulisses modernos, Leopold Bloom, ocorre em Dublin, no dia que a história literária consagrou como Bloomsday. De Calipso a Ítaca (de sua casa a sua casa) se alonga a solitária errância que o reconduz ao ponto de partida. Pelo dia fora descansa numa igreja, lê a carta da mulher com quem se corresponde, assiste ao funeral de um amigo, passa pelo jornal onde trabalha, almoça num 'pub', compra um livro pornográfico para sua mulher, Molly, vê o amante desta partir para o encontro na sua própria casa, enfrenta um xenófobo bronco, masturba-se na praia em frente de uma rapariga, vai a uma maternidade e a um bordel, acompanha Stephen Dedalus, embriagado e agredido por soldados ingleses, e reentra noite dentro na sua cama, ao lado de Molly, que acorda, rememora a tarde ali passada com o amante e os amores antigos em Gibraltar, antecipa o concerto onde cantará 'Là ci darem la mano' e readormece junto do homem com quem não tem relações sexuais completas há mais de dez anos, desde a concepção do filho morto, Rudy."
Abílio Hernandez Cardoso, Público, Mil-Folhas

Ulisses
ISBN: 9789723810332 Ano de edição ou reimpressão: Editor: Livros do Brasil Idioma: Português Dimensões: 150 x 220 x 40 mm Encadernação: Capa mole Páginas: 848 Tipo de Produto: Livro Coleção: Dois Mundos Classificação Temática: Livros  >  Livros em Português  >  Literatura  >  Romance

Sugestões

Todos os Dias são para Sempre
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
15,50€
Manuscrito Editora
Quem Nunca Morreu de Amor
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
16,00€
Lua de Papel
X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.