Bertrand.pt - O Marinheiro de Fernando Pessoa

O Marinheiro de Fernando Pessoa

Heranças Clássicas no Drama Estático

de Thiago Sogayar Bechara 

Editor: Edições Colibri
Edição ou reimpressão: novembro de 2018
Portes
Grátis
10%
15,00€
Poupe 1,50€ (10%) Cartão Leitor Bertrand
Em stock - envio até 48 horas
portes grátis

Toda pátria, hoje sei, é também uma espécie disfarçada de argonauta. Como todo navio hasteia pelas vagas o sabor pátrio da sua bandeira. Como Odisseu não cessou de buscar regresso até sua Ítaca; como Eneias errou pelos mares até cumprir seu destino de fundar como Roma sua nova Tróia; como Vasco da Gama navegou para além da Taprobana que era o limite conhecido também das nossas almas; como o marinheiro da peça de Pessoa é modo de recriação onírica de uma nação em vias de se refundar, por sermos todos, ante a perspectiva da morte, pátrias inteiras sempre em busca de ressurreição na esperança baldada de compreender algo sobre o porquê de cá estarmos antes do naufrágio; como cruzei anônimo o Atlântico, também em busca de orientes, na terra de Amália - que também esta cumpriu Portugal, não num idealizado Quinto Império, mas na sua maneira concreta e eterna de fundir à voz o sentir profundo do seu povo, que lava no rio.

Povo do qual Camões e Pessoa fazem parte soberanamente. E também lavam. Assim como a cada renascimento de nós, pomo-nos a velar nossos simbolismos já defuntos, e a velejar por pátrias totalmente reinauguradas após ganharmos e perdermos guerras - assim também se deu este livro. Sair do meu país para achar cá também a minha raiz é o mesmo que navegar do estatismo para o centro tectônico do movimento. 1755 particular. Do acomodado para o felizmente incomodado que me abala a cada dia as certezas e treina, com sismos, meu eixo de equilíbrio.

Pelos conceitos de drama e páthos, tragicidade clássica e moderna, estático e extático e pela tensão vibrante gerada pela inevitabilidade de perguntas irrespondíveis - perguntas sagradamente malditas do Homem desde que sua consciência de si próprio fê-lo digno desse estatuto -, pude mergulhar como em tempos sonhava ter ensejo de fazer na homérica e supracamoniana obra desta pedra de Lisboa que foi e segue sendo Fernando Pessoa.

O Marinheiro de Fernando Pessoa
Heranças Clássicas no Drama Estático
ISBN: 9789896898007 Ano de edição ou reimpressão: 11-2018 Editor: Edições Colibri Idioma: Português Dimensões: 159 x 229 x 15 mm Encadernação: Capa mole Páginas: 200 Tipo de Produto: Livro Classificação Temática: Livros  >  Livros em Português  >  Literatura  >  Ensaios

Quem comprou também comprou

Conferências do Chiado - 2.º Ciclo
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
24,50€
CidSenior
Diacrítica 32/1
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
15,00€
Edições Humus
X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.