Bertrand.pt - Discursos Memorialistas Africanos e a Construção da História

Discursos Memorialistas Africanos e a Construção da História

de Inocência Mata 

Editor: Edições Colibri
Edição ou reimpressão: julho de 2018
Portes
Grátis
10%
16,00€
Poupe 1,60€ (10%) Cartão Leitor Bertrand
Em stock - Envio 24H
portes grátis

O regular e sistemático surgimento de alguns textos memorialistas de atores sociais (biografias, autobiografias, testemunhos, depoimentos, entrevistas, cartas), a partir da 2ª. metade dos anos 90 do século passado e sobretudo nos anos 2000, quando se pensaria estarem solapados os parâmetros de uma confrontação discursiva entre a linguagem colonial e a anticolonial, ao mesmo tempo que tem possibilitado uma articulação com o discurso historiográfico, vem fornecendo matéria para o agenciamento psicossocial e histórico de cada espaço nacional em sintonia com a dinâmica da história contemporânea. Por outro lado, ao analisar esses textos, entra-se num corpus que permite ver até que ponto a fronteira ocidental entre fala e escrita se torna, nesses textos-relatos, muito fluída pelas ostensivas manifestações específicas do universo da oralidade, podendo afirmar-se, com temerária ousadia, que este parâmetro tem de ser considerado na constituição da memória histórica e da construção da africanidade enquanto discurso de identidade.

«É muito conhecida a afirmação do escritor queniano Ngugi Wa Thiong’o, em Writers in Politics (de 1981, mas em contínuas edições revistas) segundo a qual fala sobre o passado porque está sobretudo interessado no presente. Porém, Ngugi acrescenta a seguir que não se deve ficar fascinado com o passado (na verdade, o que ele refere são as ruínas do passado) a ponto de esquecer o presente…
O Presente é, pois, o que nos impele a estudar o Passado, levando-nos a investigar a percepção dos atores (e autores) sobre a sua própria época, pois essa percepção ajuda-nos a entender a sua visão do Presente, sobretudo tendo em conta que muitos dos autores ainda são activos agentes sociais. É neste contexto que este conjunto de ensaios considera textos memorialistas (biografias, autobiografias, testemunhos, depoimentos, entrevistas, cartas) nos Cinco países africanos de língua oficial portuguesa que têm sido publicados e, a partir deles, busca engendrar o conhecimento do processo histórico em que participaram esses atores, não desconsiderando as suas funções primordiais no registo histórico, ontem e hoje, com vista ao processo da construção da nação, nas suas diferentes modalidades discursivas.
Através dessas narrativas memorialistas, enquanto arquivos historiográficos que constituem o legado de memórias a serem tomados em consideração na elaboração historiográfica, os treze ensaios deste conjunto buscam perceber a dinâmica da história contemporânea. Trata-se de uma investigação que vem sendo realizada no âmbito do projeto Discursos Memorialistas e a Construção da História, a ser desenvolvido no Centro de Estudos Comparatistas da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (CEC) e que se insere no grupo CITCOM - Cidadania, Cosmopolitanismo Crítico e Modernidade(s), (Pós-)Colonialismo.»
[Inocência Mata]

Discursos Memorialistas Africanos e a Construção da História
ISBN: 9789896897338 Ano de edição ou reimpressão: Editor: Edições Colibri Idioma: Português Dimensões: 161 x 227 x 17 mm Encadernação: Capa mole Páginas: 284 Tipo de Produto: Livro Classificação Temática: Livros  >  Livros em Português  >  História  >  História da África

Sugestões

Uma História Inacabada
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
19,90€
Livraria Pedro Cardoso
Ferreiros e Fundidores da Ilamba
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
25,00€
Fundação Dr. António Agostinho Neto
X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.