Bertrand.pt - Discursos

Discursos

de Mark Twain 

Editor: Tinta da China
Edição ou reimpressão: outubro de 2019
Portes
Grátis
10%
24,90€
Poupe 2,49€ (10%) Cartão Leitor Bertrand
Pré-lançamento - envio a partir de 31-10-2019
portes grátis

Todos os discursos de um dos mais cómicos e sagazes oradores do seu tempo (e, quiçá, de sempre, embora ele discordasse ): Mark Twain

Pode ser mais conhecido por ter escrito as aventuras de Tom Sawyer e Huckleberry Finn, ou pelo muito citado desmentido «as notícias da minha morte são manifestamente exageradas», mas, no seu tempo, sempre que Mark Twain falava em público era um acontecimento. E um acontecimento muito divertido.

Feriados nacionais, aniversários, banquetes de homenagem, cerimónias de graduação, festas de pequenas associações ou grandes eventos de solidariedade – Mark Twain foi convidado para falar em todas estas ocasiões, e aqui, numa recolha de mais de quatro décadas de discursos, prova-se que conseguiu ser sempre memorável. Falou de cigarros, chapéus, bilhar, poesia, impostos e direitos das mulheres, fez brindes de celebração e ofendeu alguns celebrados, mas, acima de tudo, divertiu-se e fez rir. Felizmente, ainda faz.

«Por vezes, um determinado trecho do repertório torna-se incrivelmente relevante durante alguns anos, para depois arrefecer, no momento em que outros problemas sociais passam a ocupar o primeiro plano. É então, porém, que um outro monólogo, que até então ocupou um nicho modesto, útil mas não triunfante, entra em combustão espontânea e exibe com um sorriso irónico a sua compreensão intemporal do nosso mundo tresloucado.» – Hal Holbrook, Introdução

«O meu primeiro antepassado americano, meus senhores, foi um índio. Os vossos antepassados esfolaram-no vivo, e agora eis-me órfão. Eu nem criticaria esse gesto, caso precisassem da pele dele; mas vivo, meus senhores – vivo! Pensem só como o índio se deve ter sentido; é que ele era uma pessoa sensível, que se acanhava com muita facilidade. Deve ter-se sentido despido, depenado como um frango. E despido já ele andava normalmente: deve ter-se sentido duplamente despido.»
Mark Twain, discurso proferido no Primeiro Jantar Anual da Sociedade da Nova Inglaterra da Pensilvânia, 22 de Dezembro de 1881

«Quando Mark Twain entrou em palco com o seu cabelo revolto, dir-se-ia um halo a rodear-lhe a cabeça, e um semblante em que se lia um grande desalento, foi acolhido por uma prolongada salva de palmas. Aparentemente sem recuperar o ânimo, caminhou em passadas largas até ao palanque, apoiou-se nele com a mão direita e começou a falar.»
New York Sun, 19 de Novembro de 1884

Outros livros da coleção

Os Cadernos de Pickwick
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
18,00€
Tinta da China
Jacques, o Fatalista
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
14,90€
Tinta da China
Discursos
ISBN: 9789896715137 Ano de edição ou reimpressão: 10-2019 Editor: Tinta da China Idioma: Português Dimensões: 140 x 210 x 22 mm Encadernação: Capa dura Páginas: 400 Tipo de Produto: Livro Coleção: Ricardo Araújo Pereira Classificação Temática: Livros  >  Livros em Português  >  Literatura  >  Humor

Sugestões

Manual do Bom Fascista
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
15,50€
Ideias de Ler
Vai Correr Tudo Mal
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
14,50€
Manuscrito Editora
X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.