Bertrand.pt - Anulação de Actos Administrativos e Relações Jurídicas Emergentes

Anulação de Actos Administrativos e Relações Jurídicas Emergentes

de Mário Aroso de Almeida 

Editor: Edições Almedina
Edição ou reimpressão: abril de 2002
52,00€
Esgotado ou não disponível.

Qual o alcance da anulação de um acto administrativo, sobretudo quando entretanto muito tempo passou e muita coisa pode ter acontecido que, em maior ou menor medida, dificulta a reconstituição da situação que deveria existir se o acto ilegal nunca tivesse sido praticado ? Em que moldes se deve proceder ao restabelecimento da situação actual hipotética, nomeadamente no domínio da reconstituição da carreira de funcionários públicos e no que se refere ao dever de pagar os vencimentos que estes teriam auferido na ausência do acto ilegal? Como interpretar o regime dos actos consequentes de actos anulados e resolver as complexas questões que se colocam a propósito do destino destes actos? Como interpretar o regime do artigo 128.°, n.° l, alínea b), do Código do Procedimento Administrativo a respeito da eficácia temporal dos actos que são praticados após a anulação de um acto administrativo e, em particular, que resposta dar à delicada questão de saber se (ou em que medida) os actos administrativos anulados podem ser renovados com eficácia retroactiva ? Como enquadrar o fenómeno da renovação de actos administrativos anulados e articular o poder de renovar com o dever de reconstituir a situação que existia sem o acto anulado? Qual o regime jurídico aplicável aos actos administrativos que deviam ter sido praticados em determinado momento, mas foram ilegalmente omitidos ou recusados, se entretanto tiverem surgido novas normas (em particular, novos instrumentos urbanísticos) que não teriam sido aplicáveis se aqueles actos tivessem sido praticados no momento devido? Que enquadramento dar à indemnização devida quando já não é possível extrair consequências da anulação de um acto administrativo? Estas são algumas das questões analisadas no trabalho que agora se publica e que, com diversas adaptações, corresponde à dissertação de doutoramento em Ciências Jurídico-Políticas (Direito Administrativo) apresentada, sob o título "Anulação contenciosa de actos administrativos e relações jurídicas daí emergentes", na Faculdade de Direito da Universidade Católica Portuguesa, sob a orientação do Professor Doutor Diogo Freitas do Amaral.

Outros livros da coleção

Da Boa Fé no Direito Civil
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
69,90€
Poupe 6,99€
Edições Almedina
Constituição, Lei e Regulação dos Media
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
53,90€
Poupe 5,39€
Edições Almedina
Anulação de Actos Administrativos e Relações Jurídicas Emergentes
ISBN: 9789724016764 Ano de edição ou reimpressão: 04-2002 Editor: Edições Almedina Idioma: Português Dimensões: 161 x 230 x 47 mm Encadernação: Capa mole Páginas: 896 Tipo de Produto: Livro Coleção: Teses de Doutoramento Classificação Temática: Livros  >  Livros em Português  >  Direito  >  Direito Administrativo

Sugestões

Novo Procedimento e Processo Administrativo
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
14,40€
Porto Editora
Registos e Notariado - Edição Académica
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
18,90€
Porto Editora
X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.