Bertrand.pt - A Holandesa
Opinião dos livreiros
(2)
Opinião dos leitores
(2)

A Holandesa

de Ellen Keith; Tradução: Maria João Ferro 

Editor: Editorial Presença
Edição ou reimpressão: junho de 2019
Formatos Disponíveis:
Portes
Grátis
10%
17,50€
Poupe 1,75€ (10%) Cartão Leitor Bertrand
Envio até 5 dias
portes grátis

Amesterdão, maio de 1943. Ao mesmo tempo que as túlipas florescem, os nazis intensificam a opressão à cidade ocupada e os últimos sinais da resistência holandesa vão sendo eliminados. Marijke de Graaf e o marido são detidos e deportados separadamente para campos de concentração na Alemanha. Em Buchenwald, Marijke é confrontada com uma escolha impiedosa: sujeitar-se aos cruéis trabalhos forçados impostos aos prisioneiros ou, numa tentativa de sobrevivência, tornar-se prostituta no bordel do campo.

Do outro lado do arame farpado, Karl Müller, oficial das SS, espera alcançar a glória militar que o seu pai acalenta. Porém, o encontro com Marijke muda radicalmente o seu destino.

Buenos Aires, 1977. Está-se em plena Guerra Suja, num cenário de repressão implacável sobre os dissidentes do regime que vigora então na Argentina. Luciano Wagner está detido numa cela, sem esperança de algum dia escapar ao cativeiro político.

Da Holanda à Alemanha, até à Argentina, a Holandesa é um romance soberbo que narra a história de três pessoas que partilham um segredo sombrio e que faz um relato impressionante de dois dos regimes mais violentos e repressivos da história moderna.

Um livro que fala de amor, da ténue linha entre o bem e o mal, e da resiliência de pessoas comuns para perseverarem e fazerem o impensável em circunstâncias insólitas.

  • Muito bom.
    Alexandra Silva - Bertrand Nova Arcada | 27-06-2019

    Um romance histórico com duas histórias paralelas. De um lado conta a história de um casal holandês, que viveu na Alemanha durante a Segunda Grande Guerra, que ajudava a resistência mas que acabaram presos e enviados para campos de concentração. Por outro lado conta o momento difícil da Argentina nos anos 70, onde muitos ativistas foram sequestrados, torturados e muitos deles mortos devido às suas crenças.

  • Começa (H) Holocausto, Termina (A) Argentina - A Holandesa
    José Bernardo - Livraria Parque Atlântico | 14-06-2019

    “A Holandesa” traz uma nova e feroz adição à literatura sobre o Holocausto. O romance segue três personagens: Marijke, uma presa política em 1943 na Alemanha. Karl, um oficial da SS, e Luciano um prisioneiro argentino. “Keith” inteligentemente une as histórias desses três indivíduos, questionando os temas da liberdade e da resistência. A Autora não explora apenas a liberdade física desses indivíduos, mas também a liberdade mental que é questionada. Este romance explora tópicos extremamente pesados e controversos. “A holandesa” é uma leitura obrigatória para os amantes da ficção histórica.

  • Duro de ler mas necessário.
    Teresa Silva | 06-09-2019

    A Holandesa é um livro complicado de ler. A autora é muito descritiva, o que por vezes se torna cansativo, mas que no final foi determinante para a caracterização histórica do livro. Três personagens cujas histórias estão incrivelmente ligadas, um casal holandês que é enviado para campos de concentração nazi e lá são separados, e em paralelo temporal a história de um preso político durante a Guerra Suja na ditadura militar na década de 70 na Argentina. Tenho de reconhecer que de meio para a frente vale muito pelo enredo e pelo rigor histórico, se bem que a autora se perde na linguagem que usa. Fiquei a perceber melhor o que foi a tortura nos tempos da ditadura na Argentina e o final da história é tudo menos bonito. As Mães de Maio são o reflexo dessa época, de filhos secrestrados e torturados, de netos roubados, que ainda hoje não apareceram. Aliás, os temas que este livro trata são muito pesados, quer pelas descrições das torturas quer pelos dramas psicológicos e conflitos pessoais das personagens. Não é um livro nada ligeiro e custa um pouco a ler ao pensarmos nas opções que o casal teve de fazer fazer para sobreviver no campo de concentração. No que os presos políticos da Argentina passaram e que ainda hoje muito pouco se sabe. Eu própria não sabia de nada disto e foi um murro no estômago. O que tem o Holocausto a ver com a ditadura na Argentina? Surpreendentemente muito. Muitos oficiais nazis figuram para a Argentina para evitarem serem julgados e mortos.O regime nazi tinha desaparecido mas a ideologia não. Nem os métodos... A Guerra Suja da Argentina foi filha do Holocausto. E é de filhos que este livro trata. Duro de ler mas interessante e até necessário. Para que a memória não se apague.

  • Um livro difícil mas importante.
    Teresa Silva | 06-09-2019

    Terminei ontem a Holandesa... Bem, tenho que reconhecer que de meio para a frente vaje pela história e pelo rigor histórico, se bem que a autora se perde na linguagem que usa. Quando fala de sexo creio que não sabe que linguagem usar mas vai passando a ideia do que quer dizer. Fiquei a perceber melhor o que foi a tortura nos tempos da ditadura na Argentina e o final da história é tudo menos bonito. Aliás, os temas que este livro trata são muito pesados, quer pelas descrições das torturas quer pelos dramas psicológicos e conflitos pessoais das personagens. Não é um livro nada ligeiro e custa um pouco a ler pelo enredo e demasiada descrição, mas vale pela história.

Outros livros da coleção

O Tatuador de Auschwitz
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
16,50€
Editorial Presença
O Buraco da Agulha
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
19,90€
Editorial Presença
A Holandesa
ISBN: 9789722363969 Ano de edição ou reimpressão: 06-2019 Editor: Editorial Presença Idioma: Português Dimensões: 148 x 229 x 21 mm Encadernação: Capa mole Páginas: 336 Tipo de Produto: Livro Coleção: Grandes Narrativas Classificação Temática: Livros  >  Livros em Português  >  Literatura  >  Romance

Quem comprou também comprou

Linhagem de Ouro
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
19,90€
Bertrand Editora
Eva
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
16,90€

Eva

Edições Asa
X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.