Bertrand.pt - A Comunicação nos Arquivos Municipais

A Comunicação nos Arquivos Municipais

Área metropolitana de Lisboa

de Gisela Garcia Gabriel 

Editor: Edições Colibri
Edição ou reimpressão: setembro de 2019
Portes
Grátis
10%
15,00€
Poupe 1,50€ (10%) Cartão Leitor Bertrand
Esgotado temporariamente
(pode encomendar, confirmação de disponibilidade em 15 dias)
portes grátis

Diz-se da comunicação que é informação em potência, uma vez que não há comunicação sem informação. Daqui resulta a relação intrínseca entre os dois conceitos, pelo processo comunicacional, tratado no contexto dos Arquivos Municipais, que mantêm, como sempre mantiveram, a sua dimensão custodial, quer em contexto analógico, quer em contexto eletrónico e digital. As tecnologias ampliaram este processo, permitindo a comunicação distante.

Do excelente estudo, destacamos as seguintes conclusões: o papel-chave da comunicação no cumprimento da missão do arquivo; a facilitação do alargamento do campo dos profissionais dos arquivos na potenciação da comunicação através das tecnologias; a comunicação como promotora da informação enquanto ativo estratégico organizacional; o guia enquanto instrumento de acesso à informação menos presente nos arquivos, contrariamente ao que seria natural; a permanência dos arquivos municipais ainda distante das ferramentas da web 2.0; o nível de excelência da Comunicação da informação arquivística alcançado pelos arquivos de Cascais e Lisboa. Ingredientes suficientes para que esta obra possa acolher o interesse de todos os técnicos que trabalham nos arquivos municipais, ainda que o seu interesse não se esgote neste universo, e posicionar este estudo, de referência, no âmbito da ciência da informação, justificando, por si só, a sua integração nesta coleção.
[Carlos Guardado da Silva]

* * *

A comunicação da informação é reveladora da transparência ativa(ou não!) das instituições, sendo usada como instrumento de accountability, responsabilização e prestação de contas, e de promoção do acesso à informação, quando o foco é, como deve ser, o cidadão-utiliza-dor. Nesta medida, a comunicação é também fator estratégico do desenvolvimento e, consequentemente, da melhoria da qualidade de vida dos cidadãos (Freitas, Sousa, 2009). Assim a comunicação é contemplada pelos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 das Nações Unidas, uma vez que o acesso à informação é considerado fator de redução das distintas vulnerabilidades e potenciador da realização plena da cidadania.

A comunicação é também a forma de incrementar, quer a visibilidade dos arquivos, verdadeiros centros de gestão de informação, quer o acesso à informação.

A Comunicação nos Arquivos Municipais
Área metropolitana de Lisboa
de Gisela Garcia Gabriel 
ISBN: 9789896898908 Ano de edição ou reimpressão: 09-2019 Editor: Edições Colibri Idioma: Português Dimensões: 160 x 228 x 10 mm Encadernação: Capa mole Páginas: 172 Tipo de Produto: Livro Classificação Temática: Livros  >  Livros em Português  >  Ciências Sociais e Humanas  >  Sociologia

Sugestões

Falar com Desconhecidos
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
18,90€
Dom Quixote
A Ditadura da Felicidade
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
17,70€
Temas e Debates
X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.