Bertrand.pt - Por Menor Que Eu Seja

Por Menor Que Eu Seja

de Maria Teresa Mota 

Editor: Zéfiro
Edição ou reimpressão: junho de 2009
24H
Portes
Grátis
10%
10,00€
Poupe 1,00€ (10%) Cartão Leitor Bertrand
Em stock - Envio imediato
portes grátis

«Às vezes as palavras têm função semelhante às do escultor. Em Por Menor Que Eu Seja, o primeiro livro da Teresa, as palavras escorrem de uma vida feita de dias, de tempo. Com e sem tempo, porque sendo da autora, da Teresa, são também de quem, no bosque, no vale, na colina, na savana ou na estepe, se inquieta com o sentido da viagem. E este, reflectido pela Teresa, com as suas marcas e os seus sulcos profundos, poderá decerto sugerir outros sentidos, de outras vidas, que na deriva e nas esquinas do tempo não se expressam por palavras mas às vezes por olhares, gestos, sorrisos ou lágrimas, mais ou menos distantes, mais ou menos vãos para uns, mas não para todos os outros, para todos nós. Na praia deserta, na praia habitada, há sempre areia, há silêncio, há marés cheias, há marés baixas, ventos e sol, chuva e nevoeiro, que a atenção dos olhares é capaz de romper. Parte da vida ou a vida inteira pode ser um poema, não bastando, porém, para isso, apenas escrevê-lo, mas sobretudo senti-lo, sê-lo… Por Menor Que Eu Seja decorre sobretudo do sentir, do sentir expresso por olhares captados pelo Sérgio Pinto, o autor das imagens que acompanham e podem completar estas palavras, como, ainda, sugerir outras. Quantas imagens dispensam palavras? É que a linguagem das imagens pode bastar-se a si própria. Aqui, neste livro, co-habitam com Amor.»

Excertos
«Às vezes as palavras têm função semelhante às do escultor. Em Por Menor Que Eu Seja, o primeiro livro da Teresa, as palavras escorrem de uma vida feita de dias, de tempo. Com e sem tempo, porque sendo da autora, da Teresa, são também de quem, no bosque, no vale, na colina, na savana ou na estepe, se inquieta com o sentido da viagem. E este, reflectido pela Teresa, com as suas marcas e os seus sulcos profundos, poderá decerto sugerir outros sentidos, de outras vidas, que na deriva e nas esquinas do tempo não se expressam por palavras mas às vezes por olhares, gestos, sorrisos ou lágrimas, mais ou menos distantes, mais ou menos vãos para uns, mas não para todos os outros, para todos nós.
Na praia deserta, na praia habitada, há sempre areia, há silêncio, há marés cheias, há marés baixas, ventos e sol, chuva e nevoeiro, que a atenção dos olhares é capaz de romper. Parte da vida ou a vida inteira pode ser um poema, não bastando, porém, para isso, apenas escrevê-lo, mas sobretudo senti-lo, sê-lo…
Por Menor Que Eu Seja decorre sobretudo do sentir, do sentir expresso por olhares captados pelo Sérgio Pinto, o autor das imagens que acompanham e podem completar estas palavras, como, ainda, sugerir outras. Quantas imagens dispensam palavras? É que a linguagem das imagens pode bastar-se a si própria. Aqui, neste livro, co-habitam com Amor.»
Maria Celeste Natário

Por Menor Que Eu Seja
ISBN: 9789896770129 Ano de edição ou reimpressão: Editor: Zéfiro Idioma: Português Dimensões: 146 x 207 x 5 mm Encadernação: Capa mole Páginas: 74 Tipo de Produto: Livro Coleção: Ventos de Poesia Classificação Temática: Livros  >  Livros em Português  >  Literatura  >  Poesia

Sugestões

Poesia
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
44,00€
Assírio & Alvim
Horto de Incêndio
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
12,20€
Assírio & Alvim
X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.