Bertrand.pt - O Destino do Eu

O Destino do Eu

Ascensão e Queda do Indivíduo na Modernidade

de José Manuel Teixeira da Silva 

Editor: Instituto Piaget
Portes
Grátis
10%
12,59€
Poupe 1,26€ (10%) Cartão Leitor Bertrand
Em stock
portes grátis

O Destino do Eu analisa e discute o conceito de indivíduo em íntima articulação com o tema do individualismo em geral, incidindo preferencialmente nas formas de que este se reveste no mundo contemporâneo.
Reconstitui-se assim o nascimento da noção moderna de indivíduo, a partir da sua «invenção» no século XIX pelos hegelianos de esquerda: Max Stirner, Feuerbach e Karl Marx, que a criam a partir da desconstrução sistemática e metódica do hegelianismo, então hegemónico. A emergência desta noção moderna atribui-se à Alemanha do século xix, mas o tema é tão antigo como o homem, e conheceu destaque no neoplatonismo com Plotino, passando, entre outros, por Santo Agostinho, Leibniz e Descartes, para chegar a Kant, que funda uma noção de cidadão compaginável com os propósitos da Revolução Francesa.
Esta «dupla nacionalidade» da noção de indivíduo ? por um lado cidadão da república igual a todos os outros (uma cabeça um voto); por outro ser único e irrepetível totalmente diferente dos seus semelhantes e que persegue os seus próprios fins (que é a concepção stirnerneana, e também, actualmente, neoliberal), é apontada como fonte de muitas das contradições e angústias que vive o indivíduo moderno. Este é chamado, enquanto o mesmo, a cumprir dois papéis opostos: cidadão com deveres e direitos iguais a todos os outros; e indivíduo com direito absoluto a lutar pela felicidade própria e sucesso pessoais, ainda que à custa da dos outros. Ora cumprir simultaneamente as duas tarefas é manifestamente impossível, e os consultórios dos terapeutas, a abarrotar de disfunções narcísicas, bem o demonstram.
Por fim, a obra constata as dificuldades que esta espécie de esquizofrenia fundacional do Eu transpõe para a contemporaneidade, onde se verifica o desabar da orgulhosa concepção stirnerneana do eu. O paradoxo que a contemporaneidade alimenta pode resumir-se da seguinte forma: quanto mais o peso e poder das formas individualistas se afirma nas sociedades ocidentais, mais o indivíduo é oprimido e fica à mercê de forças que não controla nem domina. Este o drama da moderna condição ocidental: o excesso de individualismo está a destruir o indivíduo, reduzindo-o à condição de objecto manipulável por forças que lhe são estranhas.

Outros livros da coleção

A Teoria do Sistema Geral
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
24,60€
Instituto Piaget
Curso de Filosofia Biológica e Cognitivista
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
35,00€
Instituto Piaget
O Destino do Eu
Ascensão e Queda do Indivíduo na Modernidade
de José Manuel Teixeira da Silva 
ISBN: 9789727717668 Editor: Instituto Piaget Idioma: Português Dimensões: 159 x 233 x 13 mm Encadernação: Capa mole Páginas: 196 Tipo de Produto: Livro Coleção: Pensamento e Filosofia Classificação Temática: Livros  >  Livros em Português  >  Ciências Sociais e Humanas  >  Filosofia

Sugestões

O Príncipe
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
6,00€

de Maquiavel 

11 X 17
O Erro de Descartes
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
19,90€
Temas e Debates
X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.