Bertrand.pt - Estudos sobre Filosofia em Portugal na Época do Iluminismo

Estudos sobre Filosofia em Portugal na Época do Iluminismo

de Amândio Coxito 

Editor: INCM – Imprensa Nacional Casa da Moeda
Edição ou reimpressão: fevereiro de 2006
Portes
Grátis
10%
19,19€
Poupe 1,92€ (10%) Cartão Leitor Bertrand
Em stock - Envio 24H
portes grátis

Na presente obra, da autoria do professor catedrático de Filosofia da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, Amândio Coxito, reunem-se oito estudos dedicados à investigação dos temas filosóficos considerados fundamentais no âmbito do iluminismo português. O autor começa por abordar o cartesianismo e anticartesianismo na filosofia portuguesa dos séculos XVII e XVIII, afirmando que "está por realizar uma história da recepção dos ‘modernos’ no pensamento filosófico português a partir do século XVII". Dois autores portugueses determinantes na filosofia de setecentos merecem especial destaque nesta obra: Manuel de Azevedo Fortes e Luís António Verney. Manuel de Azevedo Fortes é o autor do primeiro tratado sobre lógica integralmente escrito em português, a Lógica Racional Geométrica e Analítica, publicada em Lisboa em 1744, obra em que tentou realizar um compromisso entre o sensismo de John Locke e o inatismo de Descartes. Introdutor do cartesianismo em Portugal, Fortes apresenta, segundo os especialistas, afinidades com o pensamento de Descartes, nomeadamente no que se refere ao dualismo da substância - espiritual e corpórea -, à admissão da res cogitans como evidência e ao desenvolvimento de uma concepção vincadamente mecanicista da física do corpo humano. Azevedo Forte é um crítico do empirismo, nomeadamente de John Locke, defendendo que são inatas as ideias que a alma tem da sua natureza e da sua existência, sendo também inatas certas verdades eternas como é o caso das ideias que fazemos da perfeição e da regularidade das formas geométricas, as quais se devem considerar como acto puro do espírito, «que a alma teria, ainda que não estivesse unida ao corpo». Luís António Verney, de origem francesa, é uma das mais notáveis figuras do iluminismo português. Foi o principal reformador do pensamento português no século XVIII, tendo contribuido fortemente para atenuar a influência da escolástica não apenas no ensino, mas também nas mentalidades. Nascido em Lisboa, estudou humanidades e filosofia em Lisboa e Évora, e teologia e direito em Roma onde, já ordenado sacerdote, desenvolveu uma reforma geral dos estudos portugueses, publicada anonimamente em 1746, sob o título de "O Verdadeiro Método de Estudar". O problema do inatismo é um dos mais abordados nesta obra, que, numa apreciação geral, pode dizer-se que enquadra o pensamento dos citados autores portugueses no panorama da filosofia europeia no século das luzes. A obra reveste-se de grande interesse sobretudo para os estudantes de filosofia, dada a compreensão generalizada que permite de questões centrais nas áreas da lógica e da teoria do conhecimento.

Estudos sobre Filosofia em Portugal na Época do Iluminismo
ISBN: 9789722714570 Ano de edição ou reimpressão: Editor: INCM – Imprensa Nacional Casa da Moeda Idioma: Português Dimensões: 150 x 241 x 18 mm Encadernação: Capa mole Páginas: 278 Tipo de Produto: Livro Coleção: Estudos e Temas Portugueses Classificação Temática: Livros  >  Livros em Português  >  Ciências Sociais e Humanas  >  Filosofia

Sugestões

O Mundo Às Avessas
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
10,60€
Opera Omnia
Animais
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
14,90€
Edições 70
X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.