Bertrand.pt - Escravos e Libertos no Brasil Colonial

Escravos e Libertos no Brasil Colonial

de A. J. R. Russell-Wood 

idioma: Português do Brasil, Português
Editor: Civilização Brasileira
Edição ou reimpressão: junho de 2005
25,44€
Esgotado ou não disponível.

O trabalho do professor A. J. R. Russell-Wood é o resultado de uma vida dedicada aos estudos sobre o Brasil, que fizeram com que ele se tornasse o que os americanos chamam de "brasilianista". Ser brasilianista é pesquisar e publicar sobre o Brasil, mas também conhecer o país e sua história a fundo. É falar português, conviver com o mundo universitário, passar meses sendo visto trabalhando em silêncio nos arquivos. É colaborar na formação de novos pesquisadores, fazer amigos e trocar idéias. Mais que tudo, é escrever sobre temas que mesmo concebidos distante de nossa realidade trazem à tona questões que são importantes para nós aqui. Ser brasilianista é escrever sobre o Brasil e também ser lido pelos brasileiros.
Com Escravos e Libertos no Brasil Colonial, o professor oferece ao leitor brasileiro a preciosa oportunidade de conhecer uma obra que já é um marco na historiografia da escravidão no Brasil. Publicado originalmente em 1967, o objetivo inicial de Russel-Wood era oferecer com o livro uma nova abordagem da escravidão no país, analisando a condição dos negros escravos de forma clara e sincera. Em 1714, a capital do Brasil, na época o Rio de Janeiro, foi descrita pelo engenheiro francês François Froger como uma "Nova Guiné", com 95% de indivíduos de ascendência africana. Os europeus não eram estranhos à instituição da escravatura, mas a situação dos escravos negros no Brasil causava-lhes muitas vezes perplexidade, nojo e compaixão. Condenavam as lojas cheias de escravos nus de ambos os sexos, expostos à venda como animais e se perguntavam como os portugueses conseguiam conciliar tamanha barbaridade com o catolicismo, que professavam com tanta ostentação. Assim como o estilo de vida permissivo e luxuoso da aristocracia dos fazendeiros, a dura realidade dos escravos no país foi vista e retratada por inúmeros estrangeiros - além de François Froger, o mineralogista inglês John Mawe, o engenheiro de Luís XIV, Amédée François, e o geólogo alemão W. L. von Eschwege, apresentaram suas opiniões sobre o assunto. A disparidade entre a situação dos ricos e as condições de vida do escravo foi inclusive resumida por Frézier num único objeto: o palanquim. Ou seja, a cadeirinha na qual os cidadãos mais importantes eram transportados por escravos pelas ruas do Brasil colonial. Um símbolo da distância entre escravos e libertos, negros e brancos.

Escravos e Libertos no Brasil Colonial
ISBN: 9788520006269 Ano de edição ou reimpressão: Editor: Civilização Brasileira Idioma: Português do Brasil, Português Dimensões: 157 x 227 x 40 mm Encadernação: Capa mole Páginas: 472 Tipo de Produto: Livro Classificação Temática: Livros  >  Livros em Português  >  História  >  História do Brasil

Sugestões

1889
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
18,80€
Porto Editora
1808
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
18,80€
Porto Editora
X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.