Bertrand.pt - As Raízes e os Frutos. Palavra - Desenho - Obra (1937- 2001)

As Raízes e os Frutos. Palavra - Desenho - Obra (1937- 2001)

"O meu caso" - Arquitectura, imperativo ético do ser 1937-1947 ( Volume I)

de Fernando Távora 

Editor: U.Porto Press
Edição: dezembro de 2020
Portes
Grátis
10%
70,00€
Poupe 7,00€ (10%) Cartão Leitor Bertrand
Em stock
portes grátis

Fernando Távora - As Raízes e os Frutos. Palavra - Desenho - Obra aborda o mundo de Fernando Távora, na rede das suas várias dimensões. A obra é una nas oito unidades que a integram: quatro volumes, dividindo-se os três primeiros em dois tomos cada; dividindo-se o tomo I do volume 1 em dois fascículos; o quarto, um volume simples.

O volume 1 considera as múltiplas iniciativas e estudos que, em tempo de identificação da vocação mais do que da procura duma originalidade, o jovem Távora empreende na ânsia de respostas à pergunta Porquê uma arquitectura diferente? A nova arquitectura não se formará em duas ou três gerações, como supõem os que supõem ter criado um estilo português. Chegar ao homem que não é máquina de calcular nem existência sem controle.

"Arre, estou farto de semi-deuses", escancara Távora no rosto de livro de Le Corbusier. É à bolina desse grito de Campos-Távora que o volume 2 expõe sobre o tempo da fuga da abstracção - Já é tempo de Portugal reencontrar a sua arquitectura; sobre a certeza resolvida - viver completamente, com arte, com saber, é produzir uma obra de arquitectura. A modernidade de um acontecimento mede-se pela relação que ele mantém com as condições dentro das quais se realiza. Sendo diferentes as condições serão diversas as soluções - mas deve ser comum a natureza das relações. A modernidade constante da harmonia do espaço contemporâneo, dimensão operativa da tradição.

O volume 3 versa sobre a continuidade de uma causa e de uma escola que Távora fez por renovar numa estreita relação entre ofício e pedagogia. A arquitectura materializa-se no dia a dia pela liberdade futurante do ofício: a unidade em cada momento - a diversidade ao longo de uma vida - posso estar paralelamente a projectar uma choupana e um palácio, com expressões arquitectónicas e fundamentos económicos, sociais e políticos completamente opostos e ser sincero em tudo… ou fingido em tudo, o que é sempre a mesma coisa… O pensamento de Távora em termos de arquitectura, e o como foi realizado é o tópico.

A realização na arquitectura sempre puxou Távora para a lição que se aprende pelo estudo da herança construída. O volume 4 arrisca uma projecção de As raízes e os Frutos. Num pressuposto que a afirmação Eu sou a arquitectura portuguesa enuncia a singularidade da acção de Távora face a dogmas do seu tempo, que edição-livro, para aflorar energia narrativa sobre a singularidade dessa viagem na esteia da modernidade?

As Raízes e os Frutos. Palavra - Desenho - Obra (1937- 2001)
"O meu caso" - Arquitectura, imperativo ético do ser 1937-1947 ( Volume I)
ISBN: 9789899985254 Ano de edição: 12-2020 Editor: U.Porto Press Idioma: Português Dimensões: 188 x 232 x 63 mm Encadernação: Capa mole Páginas: 737 Tipo de Produto: Livro Classificação Temática: Livros  >  Livros em Português  >  Arte  >  Arquitetura

Sugestões

Cara Senhora Tosoni
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
21,00€
Dafne Editora
Qualidade na Habitação em Portugal (1950 a 2010)
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
22,26€
Caleidoscópio
X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.