Bertrand.pt - O Que Lacan Dizia das Mulheres

O Que Lacan Dizia das Mulheres

de Colette Soler 

idioma: Português do Brasil, Português
Editor: Jorge Zahar
Edição ou reimpressão: janeiro de 2005
Portes
Grátis
10%
24,38€
Poupe 2,44€ (10%) Cartão Leitor Bertrand
Sujeito a confirmação no Editor
portes grátis

Com um olhar penetrante, Colette Soler mistura teoria com especialidade clínica. Ela explica de forma sedutora o que Lacan pensou sobre a controversa questão de diferença sexual. Com o cuidado que esse tópico merece, a autora discorre sobre questões como a concepção de mulher e a relação com o masoquismo, a ligação entre feminilidade e histeria e entre amor e morte, e a relação sexual impossível de que Lacan fala. Além dos conceitos comuns lacanianos, O que Lacan dizia das mulheres também explora o papel da mãe no inconsciente, a compreensão lacaniana de depressão e a razão por que os depressivos não se sentem amados.
Não é preciso ser feminista para perceber os preconceitos de Freud, muito característicos do fim do século XIX. Os debates pós-freudianos da primeira metade do século XX, inspirados numa preocupação totalmente inversa com a eqüidade, não fizeram a questão avançar.
Foi preciso chegar à segunda metade do século e a Jacques Lacan para que algo novo se fizesse ouvir. A subversão sexual já estava em curso na civilização, e era impossível ignorar, neste começo de século XXI, o que por pouco a psicanálise deixou escapar.

"Colaboradora próxima de Lacan, Colette Soler é uma psicanalista conhecida no Brasil (onde vem regularmente há vinte anos) por sua transmissão clara e precisa da psicanálise, tanto em suas palestras quanto em seus textos. Em O que Lacan dizia das mulheres - livro que recebeu o prêmio Psyché 2002, concedido pela Association Française d'Etudes et Recherches Psychiatriques -, a autora aborda a posição feminina a partir da teoria de Lacan, que vai além da abordagem falocentrista e edipiana de Freud e propõe que as mulheres têm acesso a um outro gozo por não estarem totalmente absorvidas na lógica fálica e patriarcal."
Antonio Quinet

SUMÁRIO

Prólogo: Anna O., a primeira

Parte I - Che vuoi?

1. Uma mulher
A resposta do Édipo | As manifestações do não-todo | Que quer essa mulher? | A marca da mulher | Programa clínico

2. Que diz dela o inconsciente?
A mulher freudiana | Lacan freudiano? | A lei do desejo | Elementos de clínica | "Ares de sexo" | O desejo feminino interpretado | A mulher não é a mãe | O Outro absoluto

Parte II - Clínica Diferencial

Introdução
1. Histeria e feminilidade
A estrutura de linguagem | O sonho é uma metáfora | A metonímia no sonho | O sujeito do inconsciente | Três identificações | Histeria e posição feminina | Fazer desejar... | O amor, feminino

2. A mulher, masoquista?
A metáfora do masoquismo | Ares de masoquismo | Ares de mulher | "Masoquismo moral"?

3. Aflição feminina
A querela da depressão | Sinal do tempo | Esses deprimidos de quem não gostamos | Os ditos da depressão | A causa do desejo tomada pelo avesso | Eficácia da castração | Clínica diferencial | Um suplemento de melancolia | Um fiapo de tristeza | Benefícios do bem-dizer

Parte III - A mãe

1. A mãe no inconsciente
O debate sobre a mãe | As recriminações feitas à mãe | Potência materna | O filho-objeto | O filho intérprete | A mãe, Outro

2. A angústia da mãe
Questionamento do amor materno | A mãe, a mulher | A dupla ausência | A angústia | "O serviço da mãe" | Um amor nomeável

3. Uma neurose infantil
A interpretação encarnada | Procurem a neurose infantil | Piggle e Hans | Piggle pré-interpretada | As palavras do inconsciente | A questão da transferência | "Nós, as meninas..." | O supereu | Winnicott intérprete

Parte IV - As mulheres na civilização

1. A histérica da época da ciência
Hystória | Repercussões da ciência | Hoje e amanhã

2. Novas figuras da mulher Mudanças pelo avesso | A "recuperação fálica" | Voltando à mulher freudiana | Fantasias inéditas | Sintomas inéditos

3. Éticas sexuadas
As aporias do sexo | Identificação ou sexuação | A maldição | A perversão generalizada ou o Outro | O amor "homossexual" | A ética do celibatário | Abonados do inconsciente homossexual | Nada de contrato sexual | Foraclusão redobrada | A ética da diferença

4. "Incidência social da sexualidade feminina"
Por que ainda casar? | As recorrentes do amor

Parte V - A maldição

1. O amor não louco
Maldição/má-dicção | Figuras do amor | "Altos feitos" do amor e crônica do cotidiano | Antecipações | Extravio | Inventário | O Outro que existe | Função do amor | Fazendo as contas

2. Por causa dos gozos
A hipótese do falasser | Sintoma generalizado | O sintoma pai | Desejo de paternidade? | Uma mulher, sintoma | Gozar com o inconsciente | A loucura do amor | O homem-devastação | Absolutização do amor

Parte VI - A análise

1. Sintoma de separação
Uma posição revista, segundo Freud | Identificar-se com o próprio sintoma? | Duas identificações de término | Sem o Outro | A função do sintoma | O sintoma na transferência | Acreditar nisso | Amar seu sintoma? | Um amor ateu

2. Fins... do amor
A batalha da transferência | Soluções do amor transferencial? | Os dois amores | O nome do sintoma | Sintoma-prótese

Conclusão
Efeitos sociais | Na psicanálise | Disparidade dos fins

Anexo
A diferença entre os sexos na análise

Nota da autora
Notas

O Que Lacan Dizia das Mulheres
ISBN: 9788571108882 Ano de edição ou reimpressão: Editor: Jorge Zahar Idioma: Português do Brasil, Português Dimensões: 160 x 229 x 11 mm Encadernação: Capa mole Páginas: 245 Tipo de Produto: Livro Coleção: Transmissão da Psicanálise Classificação Temática: Livros  >  Livros em Português  >  Ciências Sociais e Humanas  >  Psicanálise

Sugestões

O Inconsciente Está no Cérebro
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
12,90€
Climepsi Editores
Psicanálise
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
10,00€
Edições Colibri
X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.