Bertrand.pt - Expressionismo

Expressionismo

de Shulamith Behr 

Editor: Editorial Presença
Edição ou reimpressão: junho de 2001
Portes
Grátis
10%
10,07€
Poupe 1,01€ (10%) Cartão Leitor Bertrand
Em stock - Envio 24H
portes grátis

De todos os "ismos" do princípio do século XX, o Expressionismo é um dos mais difíceis de compreender e complicados de definir. A palavra entrou para a linguagem corrente e hoje em dia qualquer pintor pode ser considerado "expressionista" se distorcer as formas de uma maneira exagerada a aplicar a tinta de um modo subjectivo, intuitivo e espontâneo. De facto, quando a revista Life popularizou o "Expressionismo" em Maio de 1958, fê-lo na suposição de que o excesso emocional seria a norma da arte expressionista. No entanto, este conceito fundamental do "expressivo" - da primazia do processo criativo à custa da verosimilhança - não pode ser reduzido a uma questão de temperamento de um artista. A tendência em questão representa apenas o panorama global da pesquisa inovadora desses anos, ou seja, um mosaico de múltiplas experiências e maneiras de ser.
Historicamente, o Expressionismo nasce e propaga-se nos países de língua alemã entre 1900 e 1910, e depressa envolve - através de vastas redes de influência - outras nações do Ocidente europeu. Quando muito, poder-se-ia falar de um conjunto de propostas interligadas de uma certa forma, que compreende não só o grupo expressionista por excelência, Die Brücke, fundado em Dresda em 1905, mas também as obras dos Países Baixos, certas experiências parisienses ou eslavas, e também as telas e gravuras do norueguês Munch.
A arte expressionista entrega-se a uma profunda incongruência: a que existe entre o significante utilizado e o conteúdo expresso. A imagem é simplificada, deformada e brutalizada. Remete com insistência para modelos arcaicos ou infantis, mas sempre fortemente "regressivos". Em contrapartida denota-se a actualidade dos temas retratados, uma vez que o objectivo último é a denúncia da civilização moderna e da sociedade burguesa. Por outras palavras, o que se produz na obra é uma contradição entre a "forma", enquanto restauração de elementos não actuais, e o "significado", enquanto análise política imediata.
Ilustrado com reproduções de telas de artistas consagrados, esta colecção é uma exploração fascinante da cor e da forma, que podem agora ser fruídas e compreendidas pelo leitor. A presente colecção "Movimentos da Arte Contemporânea", na qual lançamos agora o seu 7º título dedicado ao movimento artístico expressionista, é editada conjuntamente com a Tate Gallery, um dos mais famosos museus de arte contemporânea do mundo.

Expressionismo
ISBN: 9789722326117 Ano de edição ou reimpressão: Editor: Editorial Presença Idioma: Português Dimensões: 170 x 239 x 17 mm Encadernação: Capa mole Páginas: 80 Tipo de Produto: Livro Coleção: Movimentos de Arte Contemporânea Classificação Temática: Livros  >  Livros em Português  >  Arte  >  Pintura

Sugestões

História da Arte em Portugal - O Pombalismo e o Romantismo
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
23,90€
Editorial Presença
Desenho a Carvão, Giz e Sanguina
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
12,90€
Editorial Presença
X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.