Bertrand.pt - Ernesto de Sousa e a Arte Popular

Ernesto de Sousa e a Arte Popular

Em torno da exposição «Barristas e Imaginários»

de Ernesto de Sousa 

Editor: Documenta
Edição ou reimpressão: julho de 2014
25,00€
Notifiquem-me quando disponível.

Catálogo publicado por ocasião da exposição «Ernesto de Sousa e a Arte Popular» [26 de Abril de 2014 - 6 de Julho de 2014, na Plataforma das Artes e da Criatividade / CIAJG, Guimarães], produzida pelo Centro Internacional das Artes José de Guimarães.

A exposição reactiva as investigações de Ernesto de Sousa [Lisboa, 1921-1988] em torno da arte popular e da escultura portuguesa e tem como pano de fundo a exposição «Barristas e Imaginários: quatro artistas populares do Norte», que o autor concebeu e apresentou na Galeria Divulgação, em Lisboa, em 1964, com obras de Rosa Ramalho, Mistério, Franklin Vilas Boas e Quintino Vilas Boas Neto. […] Estamos, assim, perante uma exposição sobre outra exposição. Faz coabitar fotografias e textos de Ernesto de Sousa com objectos dos artistas por ele estudados, procurando reactivar as múltiplas e fecundas relações e estratos de sentido que o inquieto investigador (ou operador estético, designação que mais tarde reivindicaria) produzia, a partir de métodos analíticos invulgarmente excêntricos para o contexto de então, dominado, no campo da história da arte, por leituras conservadoras e disciplinares. A arte popular ou, como Ernesto de Sousa preferia designar, «de expressão ingénua», foi alvo de um considerável interesse desde os últimos anos da década de 50, com diversos contactos e investigações, quer no campo da etnologia, quer da arquitectura, passando pelo interesse em artistas populares «descobertos» de forma mais ou menos ocasional por artistas como António Quadros (que foi o primeiro a reconhecer a idiossincrasia do trabalho de Rosa Ramalho) ou por diversos arquitectos. Vindo do neo-realismo, no qual pontifica Dom Roberto, filme que realizou em 1962, Ernesto de Sousa chega à arte popular através de um profícuo desvio pela arte primitiva africana, à qual, de resto, aproximará alguns objectos de Franklin, por exemplo. [Nuno Faria]

Ernesto de Sousa e a Arte Popular
Em torno da exposição «Barristas e Imaginários»
ISBN: 9789898566621 Ano de edição ou reimpressão: 07-2014 Editor: Documenta Idioma: Português Dimensões: 155 x 239 x 15 mm Encadernação: Capa mole Páginas: 320 Tipo de Produto: Livro Classificação Temática: Livros  >  Livros em Português  >  Arte  >  Fotografia

Sugestões

Fotografia com Câmara Digital e Smartphone
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
33,31€
FCA Design
Viagem Maior
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
33,00€
Museu da Paisagem
X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.