Bertrand.pt - Crónicas da Cadeia

Crónicas da Cadeia

de Vítor Ilharco 

Editor: Coimbra Editora
Edição ou reimpressão: janeiro de 2014
20,14€
Esgotado ou não disponível

Sempre que um cidadão é apanhado pela Justiça cometendo um acto transgressor e grave das normas estabelecidas numa determinada sociedade, vai para a prisão. Enfim, mais ou menos… Dela, cada um de nós, desenha a ideia de uma casa onde o Estado põe o dito cidadão a marinar até que este esteja "preparado para ser reinserido" na dita. "A ver se se emenda, senhor fulano…" Nada mais falso! Ainda que dito muitas vezes até pareça verdade, facto é que ninguém sai melhor do que entrou na prisão! Mas não é sobre isso que aqui venho. Até porque em Portugal não há prisões, outrossim, há estabelecimentos prisionais, o que desde logo, marca toda a diferença… Certo é que os que por lá passam não são os que violaram a Lei, mas apenas os que foram apanhados nas malhas desta. Como todos sabemos, dependendo do dia, do combustível disponível na esquadra, do despacho e de outros imponderáveis que agora não vêm ao caso. Até porque malhas, há-as para todos os feitios. Limpinho como água é que de prisões, os legisladores, que lhes outorgam definições, nada sabem, os governantes, que lhes impõem regras de funcionamento, nunca viram, e os outros, presos, guardas, técnicos e funcionários, desenrascam-se, cada um a seu modo e de modo a que "passe depressa". Lá dentro, garantidamente e apenas, Gente como nós. E portanto, Gente que pensa, que ri, que chora e que sente e vive à medida que o tempo e o modo ditados permitem. O que o leitor aqui vai ler e encontrar, salvaguardados os caricatos, são factos ou ditos de quem sobrevive à vida e ao modo que cada um escolheu ou teve em sorte. Mas de novo e apenas, Gente como nós. Todos peroramos teoria sobre a forma como deveria ser a prisão. Mas lá, nesse outro universo onde todos se amontoam de razões a marinar, a vida, apesar de diferente, estranha e até contra natura, é apenas e ainda assim, apenas vivida por seres humanos. Técnicos, guardas e presos. É disso que bastas vezes nos esquecemos. Na prisão, mora apenas Gente. In prefácio

Crónicas da Cadeia
ISBN: 9789723222142 Ano de edição ou reimpressão: Editor: Coimbra Editora Idioma: Português Dimensões: 0 x 0 x 12 mm Encadernação: Capa mole Páginas: 208 Tipo de Produto: Livro Classificação Temática: Livros  >  Livros em Português  >  Direito  >  Geral
Livros  >  Livros em Português  >  Literatura  >  Crónicas

Sugestões

Dos Baldios, até à Lei 75/2017, de 17 de agosto
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
17,50€
Edições Esgotadas
Humor Jurídico - As Melhores Anedotas
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
13,12€
Edição do Autor
X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.