Bertrand.pt - A Grande Guerra em Moçambique

A Grande Guerra em Moçambique

Diário do Tenente Frederico Marinho Falcão (1916-1918)

de Francisco António Lourenço Vaz 

Editor: Edições Colibri
Edição ou reimpressão: abril de 2018
Portes
Grátis
10%
12,00€
Poupe 1,20€ (10%) Cartão Leitor Bertrand
Em stock - Envio 24H
portes grátis

Dada a escassez de testemunhos escritos na primeira pessoa sobre a Grande Guerra em África, pensamos que o diário de Frederico Marinho Falcão apresenta um valor histórico, que importa divul-gar e trazer a lume. Com efeito, as notas que foi escrevendo, desde início da sua viagem para Moçambique e que relatam alguns dos factos e momentos que viveu, entre 3 de Junho de 1916 e 3 de Fevereiro de 1918, apresentam a perspetiva de um combatente sobre a guerra, as dificuldades que teve de enfrentar, desde o início do seu embarque para Africa e sobretudo o tempo em que foi prisioneiro dos alemães, entre 29 de Novembro de 1916 e 18 de Novembro de 1917. Frederico Marinho Falcão (1887-1956) - nasceu em Lisboa, seguiu a carreira militar e em 1916 integrou a terceira Força Expedicionária Portuguesa a Moçambique, com o posto de Tenente de Artilharia, para combater na Grande Guerra contra os alemães na fronteira norte, nas margens do Rovuma. Em 19 de Outubro de 1916 participou no assalto e cerco do forte de Nevala, sendo nessa ação militar feito prisioneiro pelos alemães. O seu cativeiro duraria mais de um ano, até à sua libertação pelos ingleses em 18 de Novembro de 1917. O diário, que agora se publica, escrito na íntegra por Frederico Marinho Falcão, relata com pormenor a sua campanha em África, desde a viagem para Moçambique até ao longo e dramático deambular pelo mato africano como prisioneiro dos alemães e na companhia de outros combatentes portugueses, belgas e ingleses. Os registos caracterizam-se pela objetividade, com indicação de dados numéricos sobre os mais variados aspetos: as refeições, os safaris, os quilómetros percorridos e os preços dos produtos alimentares adquiridos aos indígenas. A objetividade está também presente nos numerosos dados qualitativos, como a descrição da falta de mantimentos, vestuário, calçado, as doenças e falta de higiene, ou os desabafos sobre a má qualidade das choupanas onde os prisioneiros tinham de pernoitar nas mais variadas situações.

A Grande Guerra em Moçambique
Diário do Tenente Frederico Marinho Falcão (1916-1918)
ISBN: 9789896897291 Ano de edição ou reimpressão: Editor: Edições Colibri Idioma: Português Dimensões: 160 x 228 x 13 mm Encadernação: Capa mole Páginas: 186 Tipo de Produto: Livro Classificação Temática: Livros  >  Livros em Português  >  História  >  História da África

Sugestões

Uma História Inacabada
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
19,90€
Livraria Pedro Cardoso
Um Império Projectado pelo Silvo da Locomotiva
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
25,44€
Edições Colibri
X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.