Bertrand.pt - 15 Meses no Ministério dos Negócios Estrangeiros

15 Meses no Ministério dos Negócios Estrangeiros

de Diogo Freitas do Amaral 

Editor: Edições Almedina
Edição ou reimpressão: dezembro de 2006
Portes
Grátis
10%
15,04€
Poupe 1,50€ (10%) Cartão Leitor Bertrand
Em stock - Envio 24H
portes grátis

Prefácio

Este livro foi escrito e é publicado a pensar nas pessoas de boa fé que acreditam, na minha rectidão e integridade. As outras não vale a pena dizer nada, porque sempre me atacarão.
Apesar de, na semana que antecedeu o anúncio público dos Ministros que fariam parte do Governo de José Sócrates, o meu nome ter sido citado em quase todos os jornais portugueses, quando se soube que eu era efectivamente o Ministro dos Negócios Estrangeiros do 17.° Governo Constitucional (4 de Março de 2005), toda a Comunicação Social referiu o facto como sendo uma "grande surpresa".
O então director do "Expresso", José António Saraiva, escreveu mesmo que a escolha do meu nome era um erro, porque eu só conhecia e apreciava a Europa, não tinha amigos no Brasil, não conhecia África nem me interessava pelos PALOP's, e estava em maus lençóis com os Estados Unidos da América por causa das críticas à guerra do Iraque.
Um conhecido dirigente empresarial, Eng.º Francisco Van Zeller, cuja confederação nada tinha a ver (directamente) com assuntos de política externa, foi ao ponto de declarar, na TV, que eu era a "nódoa negra" do Governo e, mesmo, uma "batata podre". (Felizmente que, durante os quinze meses em que estive no MNE, todas as sondagens sobre a popularidade dos Ministros o desmentiram, mês após mês).
No desempenho do cargo que me foi atribuído (e que durou de Março de 2005 a Julho de 2006), as críticas intensificaram-se e diversificaram-se, a propósito e a despropósito.
E, na hora do anúncio da minha demissão (30 de Junho de 2006), várias mentiras foram proclamadas, pondo em dúvida (ou dando mesmo como inventada) a única causa que de facto a motivou — o estado grave da minha coluna vertebral e, em consequência, a necessidade urgente de uma ou mais intervenções cirúrgicas e a impossibilidade de viajar de avião ao ritmo hoje exigido por aquele cargo.
Assim, o conhecido professor universitário e cronista televisivo, Marcelo Rebelo de Sousa, afirmou que a minha nomeação tinha sido um erro de "casting", prontamente corrigido pelo Primeiro-Ministro (o que significava que eu mentira ao dizer que tinha pedido a demissão por motivos de saúde, antes fora demitido, por inadequação ao cargo, pelo chefe do Governo); o ilustre político e professor universitário, José Medeiros Ferreira, escreveu que eu só entrara para o Governo do PS, com o cargo de Ministro dos Negócios Estrangeiros, com a esperança (ou a ambição) de ser o candidato do PS às eleições presidenciais e que, não o tendo sido, deixei passar um período de decência e logo que pude saí, pois já de nada servia lá estar; e, por último, foi também dito, por diversos comentadores, que eu fora um fraco Ministro dos Negócios Estrangeiros, e que nada fizera de positivo para o País, não tendo deixado obra.

O direito de crítica aos governantes é um elemento essencial da Democracia; mas o direito de defesa dos criticados não o é menos. Resolvi, pois, defender-me perante o Pais.
Sem ataques pessoais, sem injúrias e sem calúnias (de que fui, aliás, constantemente objecto), contarei aqui a minha versão dos acontecimentos - sempre que possível, apoiada em documentos.
O leitor julgará.
DIOGO FREITAS DO AMARAL
Cascais, Setembro/Novembro de 2006.

Índice

I . A entrada para o Governo
II. As três prioridades da política externa portuguesa
III. Principais novidades na política externa do XVII Governo Constitucional
IV. Síntese da actuação dos Secretários de Estado e Subsecretário Adjunto do MNE
V. Os casos mais "polémicos" da minha actuação no MNE
VI. Reformas internas feitas no MNE
VII. Os meus problemas da coluna e o pedido de de¬missão do Governo
VIII. Conclusão

Anexos:
I. Pareceres clínicos sobre o estado da minha coluna vertebral
II. As minhas viagens, como MNE, ao estrangeiro
III. Anúncio público da minha demissão (30-6-06)

15 Meses no Ministério dos Negócios Estrangeiros
ISBN: 9789724030159 Ano de edição ou reimpressão: Editor: Edições Almedina Idioma: Português Dimensões: 160 x 231 x 15 mm Encadernação: Capa mole Páginas: 224 Tipo de Produto: Livro Classificação Temática: Livros  >  Livros em Português  >  Política  >  Política em Geral

Sugestões

Quinta-feira
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
19,90€
Porto Editora
O Presidente dos Afetos
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
13,90€
Paulus
X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.