Bertrand.pt - Um Amor Cortês

Um Amor Cortês

de Filomena Cabral 

Editor: Campo das Letras
Edição ou reimpressão: abril de 1996
4,04€
Esgotado ou não disponível

Termina Um Amor Cortês a "trilogia da ilusão", uma peregrinação histórica e geográfica, concebida a tríade, fundamentalmente, como uma constelação presente-passado, a História vista como um labirinto, e este como a pátria dos que humanamente hesitam, logo e também sobre um destino português, romântico e poético.

Assiste-se em Um Amor Cortês, entre muitos outros acontecimentos, à chegada de D. Valdevino e D. Beltrão, de Entre Douro e Minho, da Cruzada, no séc. XIV, tendo sido precisamente no lugar vago deixado pelo amor e que seria preenchido pelo instrumento lírico - não podendo nunca estar a ideia musical afastada da linguagem em geral - que haveria de ser urdida a "textura do afecto", enfeitada de suspiros, respirações, prantos, sonoridades dos andaços de amor, as donas tecendo a melancolia da arte e do ser, enquanto aguardavam a chegada dos cavaleiros, Portugal em plena expansão, numa narrativa fantástica que, na semelhança por simulacro, concorda com o maravilhoso e com a ficção. "Os clarins, estridentes, rasgavam a neblina, por mágicas artes surgiam os cavaleiros seguidos por uma pequena multidão, escravos moiros dançando, assegurada a independência da coroa de D. Afonso I, recuadas as fronteiras sarracenas para além do Tejo e do Guadiana; o melhor, opinavam, seria a mercancia com os moiros, lá nas Africas. Quanto aos bretões e germanos, alguma tinta, selos mui ornamentados, enfim, Tratados..." Que entre suseranias, ousadias, manhas de fosseiros, magias, incursões no ultramar, íamos afirmando no mundo nome de Portugal, novos sistemas económicos haveríamos de conhecer e adoptar, como hoje, e também, como então, a competição de Portugal haveria de concretizar-se pela internacionalização, quer quisessem quer não, assim ia crescendo predestinado, sem tal prever, a uma dimensão atlântica, essa seria uma constante: depende da geografia, não da nossa vontade, senão onde iria, teria sido vendida a peso, para mais leve ficar a soberania...

Um Amor Cortês
ISBN: 9789728146719 Ano de edição ou reimpressão: Editor: Campo das Letras Idioma: Português Dimensões: 150 x 230 x 20 mm Páginas: 228 Tipo de Produto: Livro Coleção: Campo da Literatura Classificação Temática: Livros  >  Livros em Português  >  Literatura  >  Romance

Sugestões

O Tatuador de Auschwitz
16,50€
Editorial Presença
O Ano da Morte de Ricardo Reis
20%
portes grátis
20% Cartão Leitor Bertrand
17,70€
Porto Editora, S.A.
X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.