Bertrand.pt - Os Novos Movimentos Sociais e os Media

Os Novos Movimentos Sociais e os Media

Os Movimentos Antiglobalização nas Páginas do Público

de Ana Isabel Cabo 

Editor: Livros Horizonte
Edição ou reimpressão: fevereiro de 2008
Portes
Grátis
10%
11,66€
Poupe 1,17€ (10%) Cartão Leitor Bertrand
Em stock - Envio 24H
portes grátis

Quando recentemente jovens de uma associação ecológica invadiram um milheiral em protesto contra a introdução de organismos geneticamente modificados, qual foi a impressão causada nos media e na opinião pública? Lançou o debate sobre os perigos das culturas e da alimentação geneticamente modificada, para a saúde e biodiversidade? Ou o que se reteve foi a invasão e destruição de propriedade privada? É só através da violência que as mensagens dos novos movimentos sociais saltam para a agenda mediática? Mas, por outro lado, não acontece que o uso da violência turve e obscureça a mensagem que se pretende passar? Este é o conflito em análise no livro Os Novos Movimentos Sociais e os Média.

Novos movimentos sociais - de cariz ecológico, ou social, de defesa dos direitos humanos, ou de outro âmbito - recebem a designação generalista (e imprecisa) de "Movimentos AntiGlobalização". Para os Media é um desafio novo abordar as acções destes movimentos, obtendo um retrato relativamente fiel da sua realidade. E para estes, é-o o de conseguir passar a imagem pretendida. Como acontece este complexo equilíbrio de forças contraditórias? Ana Isabel Cabo foi saber isso através de um estudo de análise de cerca de duas centenas de notícias publicadas no jornal Publico ao longo de um período de quatro anos (1999-2003). Os resultados são surpreendentes…

Quando um jornal faz manchete com a morte de um jovem durante os confrontos entre a polícia e Movimentos Antiglobalização, ou quando rádios e televisões abrem os blocos informativos com esta mesma notícia, que imagem pública fica daqueles movimentos? Provavelmente uma imagem de incitação à desobediência e ao conflito. Mas estes movimentos também sabem que este poderá ser o preço a pagar para garantir o preenchimento dos critérios de noticiabilidade. Os Movimentos Antiglobalização estariam assim dependentes do poder dos media para que as suas iniciativas pudessem brilhar num espaço público cada vez mais mediatizado. Foi esta relação de aparente desequilíbrio que Ana Isabel Cabo procurou analisar neste livro a partir de cerca de duas centenas de notícias publicadas no jornal Público ao longo de um período de quatro anos (1999-2003). No fundo, procurou perceber como é construída a imagem final daqueles movimentos (e de uma forma mais ampla dos novos movimentos sociais) a partir do confronto entre a mensagem que querem difundir e aquela que são ‘‘obrigados’’ a construir. A autora quis perspectivar até que ponto os Movimentos Antiglobalização conseguem marcar a agenda mediática, impondo-se como actores relevantes num espaço público global.

Os Novos Movimentos Sociais e os Media
Os Movimentos Antiglobalização nas Páginas do Público
ISBN: 9789722415385 Ano de edição ou reimpressão: Editor: Livros Horizonte Idioma: Português Dimensões: 171 x 240 x 6 mm Páginas: 126 Tipo de Produto: Livro Classificação Temática: Livros  >  Livros em Português  >  Ciências Sociais e Humanas  >  Sociologia

Sugestões

O Bairro dos Jornais
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
19,90€
Quetzal Editores
Correspondência em Português
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
9,90€
Porto Editora
X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.