Bertrand.pt - O Meu Pipi

O Meu Pipi

Diário

de Anónimo 

Editor: Oficina do Livro
Edição ou reimpressão: abril de 2003
13,12€
Esgotado ou não disponível

Não aconselhável a menores de 18 anos.
"O Meu Pipi" é um diário de um jovem português, que, pela descrição pormenorizada e criativa das suas proezas sexuais, provoca a inveja nos homens e a curiosidade nas mulheres. N' "O Meu Pipi" encontramos sátiras ao estilo de autores portugueses como António Lobo Antunes e José Saramago, teorias absurdas sobre a homossexualidade dos animais, a heterossexualidade e a joanetofilia, tudo sempre explicado e desenvolvido num português sem mancha, merecedor da atenção de um Rodrigo de Sá Nogueira. Muitos falaram já sobre O Meu Pipi, como José Pacheco Pereira, no jornal Público: "Nenhuma história da obscenidade nacional (uma velha tradição portuguesa, de Bocage a Vilhena) pode prescindir d'O Meu Pipi." Ou Miguel Esteves Cardoso no seu site Pastilhas; "O Meu Pipi: O melhor blog! O melhor português! O melhor blog português!" Este livro é prefaciado pelo jornalista e cronista Carlos Quevedo.

Excertos
Excerto
"What's in a name?", escreveu Shakespeare, provavelmente entre duas punhetas. E, realmente, a pergunta faz pensar. A designação é tudo. "Fazer amor" não é o mesmo que, digamos, "foder". Há nuances importantes que distinguem "dar uma trancada" de "saltar para a espinha", por exemplo. No entanto, todas as expressões designam a mesma acção. Ora, o que é certo é que a nossa disposição muda. Se me disserem "come-me a rata", a alma de camionista que em mim habita dá sinal à picha para que arrebite. Mas se me dizem "degusta-me o pipi", tal não sucede. Bom, pensando bem, até sucede. A mim, tudo me serve para arrebitar a picha. É um tema que retomarei, pois vale a pena pensar nisto."

Excerto
"What's in a name?", escreveu Shakespeare, provavelmente entre duas punhetas. E, realmente, a pergunta faz pensar. A designação é tudo. "Fazer amor" não é o mesmo que, digamos, "foder". Há nuances importantes que distinguem "dar uma trancada" de "saltar para a espinha", por exemplo. No entanto, todas as expressões designam a mesma acção. Ora, o que é certo é que a nossa disposição muda. Se me disserem "come-me a rata", a alma de camionista que em mim habita dá sinal à picha para que arrebite. Mas se me dizem "degusta-me o pipi", tal não sucede. Bom, pensando bem, até sucede. A mim, tudo me serve para arrebitar a picha. É um tema que retomarei, pois vale a pena pensar nisto."

O Meu Pipi
Diário
ISBN: 9789895550517 Ano de edição ou reimpressão: Editor: Oficina do Livro Idioma: Português Dimensões: 150 x 230 x 30 mm Encadernação: Capa mole Páginas: 176 Tipo de Produto: Livro Classificação Temática: Livros  >  Livros em Português  >  Literatura  >  Humor

Sugestões

Reaccionário com Dois Cês
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
15,90€
Tinta da China
O Caderno das Piadas Secas
10%
portes grátis
11,90€ 10,71€
Manuscrito Editora
X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.