Bertrand.pt - Do Romance Realista ao Romance Proletário

Do Romance Realista ao Romance Proletário

de Margarida Losa 

Editor: Campo da Comunicação
13,00€
Esgotado ou não disponível

Este movimento [neo-realismo] professava a necessidade do realismo na arte e defendia o empenho nas questões sociais, tendo-lhe sido atribuído denominações diferentes em diferentes países. Tanto Itália como Portugal adoptaram a designação de neo-realismo. Contudo, o Brasil preferiu uma caracterização regional: movimento nordestino. Nos Estados Unidos da América, a classificação como naturalismo alargou-se de forma a abranger vários autores deste período, embora se utilizasse igualmente a designação de romance proletário. O âmbito geral deste estudo é provar de que forma o auto-denominado romance do novo realismo social poderá ser caracterizado mais especificamente por elementos românticos, sobretudo quando os seus protagonistas são operários ou camponeses. A teoria crítica mais recente sobre o romance é analisada na primeira parte com o objetivo de determinar os aspectos pelos quais os romances do novo realismo social se distanciam do cânone realista. A conversão do herói a um novo credo e a sua opção por um caminho para a salvação cheio de perigos são elementos estruturais da intriga. O modo idílico e o modo melodramático emergem como elementos tanto da acção ficcional como da estratégia narrativa. Finalmente, a defesa de uma audácia altruísta em prol da comunidade é introduzida como parte integrante de uma nova moral de solidariedade social. O final aberto deste tipo de romance sugere que, se o leitor for persuadido do valor da causa do herói, ficará na disposição de prosseguir a luta inacabada, pelos seus meios. Um dos maiores desígnios dos autores de romances do novo realismo social parece ter sido o de gerar nos seus leitores um efeito de empenhamento em relação à mudança social. Este estudo defende que o romance neo-realista merece ser avaliado segundo o seu próprio programa romântico e pragmático, mais do que pelo facto de ter conseguido ou não ingressar nas fileiras da chamada grande tradição realista.

Do Romance Realista ao Romance Proletário
de Margarida Losa 
ISBN: 9789898465214 Editor: Campo da Comunicação Idioma: Português Dimensões: 150 x 224 x 19 mm Encadernação: Capa mole Páginas: 278 Tipo de Produto: Livro Classificação Temática: Livros  >  Livros em Português  >  Literatura  >  Monografias

Sugestões

História do Porto
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
99,90€
Poupe 9,99€
Porto Editora
Tomar
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
14,86€
Editorial Presença
X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.