Bertrand.pt - Diálogos com o Padre Borga

Diálogos com o Padre Borga

de Padre Borga 

Editor: Paulus
Edição ou reimpressão: dezembro de 2005
Portes
Grátis
10%
12,00€
Poupe 1,20€ (10%) Cartão Leitor Bertrand
Envio até 5 dias
portes grátis

José Luís Fernandes Borga é o seu nome completo.
Nasceu em Lapas, uma aldeia situada junto à cidade de Torres Novas, no dia 19 de Novembro de 1964, cerca de uma hora após o seu irmão, Luís Manuel.
Na sua família havia já duas meninas e o irmão primogénito que, por essa altura, já frequentava o Seminário de Santarém para vir a ser padre. Existem, portanto, em Portugal dois padres Borga que são irmãos e têm 11 anos de diferença: o João e o José.
Nascido de uma família profundamente católica, tinha 12 anos quando participou na ordenação sacerdotal do seu irmão, o que fez desta opção de entrega ao serviço da Igreja uma bonita e possível escolha. Em 1980 entrou para o Seminário de Almada, do Patriarcado de Lisboa. Depois foi para o Seminário dos Olivais e em 1990 recebeu a ordenação sacerdotal, integrando o presbitério da Diocese de Santarém.
A música era uma presença permanente em casa e na igreja paroquial. Integrou-se no serviço da liturgia da sua comunidade, tendo assumido a função de organista do coro paroquial até à sua entrada no Seminário.
No trabalho pastoral, particularmente nos encontros de jovens, era "animador de serviço" para que a música fizesse a sua função de afirmar, comunicar e celebrar a Fé.
No Ano Santo Jubilar de 2000 é confrontado com o projecto de uma editora discográfica que deseja apostar em música com mensagem religiosa. Após uma peregrinação a Roma, o Padre José Luís Borga arrisca aparecer com esta sua faceta perante o público português.
É colaborador habitual da revista Família Cristã, onde assina a coluna "Diálogos com o Padre", que deu origem a este livro, com prefácio de Marcelo Rebelo de Sousa.

Excertos

Conversas são encontros de simples convivência onde as pessoas se podem aproximar e revelar pelo diálogo que estabelecem. Nelas ressaltam dores, alegrias e esperanças! Os assuntos escolhidos e a forma como são abordados espelham as almas dos interlocutores porque na sua boca, espontaneamente, manifesta-se a abundância dos seus corações!
A vida, no seu sentido mais abrangente ou nos episódios mais pequenos e situados do nosso viver, apresenta-se-nos envolta em grande mistério que nos desafia, permanentemente, a procurar desvendar o verdadeiro sentido da nossa história. "Pequenos nadas", de tão significativos, agigantam-se dentro de nós e grandes acontecimentos, de contentamento ou provação, bem capazes de nos arrebatar ou esmagar, num exercício inspirado são colocados e dimensionados à nossa melhor e cada vez maior capacidade de lidar justamente com eles. Tudo, sabiamente, se coloca no patamar da nossa real resposta amorosa à vida, abraçando-a tal como ela é. Felizmente!
Somos chamados a saber ver e saborear a vida real descobrindo as riquezas que nos são oferecidas e reveladas pela luz que nos vem da Fé, embora, tantas vezes, envoltas em dores "de parto". Apoiados na memória que tem, nela, bem registados os acontecimentos fundamentais que sustentam a nossa esperança, exercitamo-nos a apurar o nosso lugar e condição, proclamando o sentido desta vida, que devemos assumir.
Temos ouvidos para escutar e, assim, aprendermos a proclamar. Temos olhos para ver e, assim, aprendermos a contemplar. Temos pensamento para discernir tudo e, assim, aprenderemos a simplificar e operacionalizar mais e melhor a nossa conduta de vida. Aprendemos a viver buscando a maior sabedoria de vida: procuramos "saber viver".
A Fé permite-nos melhor ver e escutar a vida apoiados na nossa relação com a pessoa de Jesus, nosso Redentor. Sua história, palavras e gestos; sua vida, paixão, morte e ressurreição, enchem-nos da Luz Divina. A "noite" vai cedendo à "luz", nascendo um "novo dia". A vida surge-nos, assim, já não como castigo mas como uma enorme tarefa. Aprendemos a percorrer, em comunidade, os caminhos que nos conduzem à verdadeira felicidade. Percorrê-los é já sermos possuídos pela felicidade prometida!
Demasiadas coisas da nossa vida, pelas dificuldades maiores que nos causam, incomodam e entristecem, colocando à prova a nossa real maturidade pessoal. Cresceremos, precisamente, na medida em que aprendemos as lições da vida, capacitando-nos a enfrentar bem e por bem cada prova do nosso caminhar.
Agora, pensemos como é admirável o trabalho de um investigador revelando a sua capacidade de pensar cada vez mais e melhor, através de simples e elementares sinais, insignificantes e até desprezíveis para quem os não entende ou nem sequer os vê, provando e aprofundando os seus conhecimentos. Com muita humildade e com muito trabalho, prudente e sabiamente, progride e aproxima-se da verdade que busca. Um simples cabelo pode, então, fornecer indícios suficientes, fortes e fundamentais, para denunciar e identificar quem esteve envolvido em determinada acção. Uma análise ao sangue denuncia e sustenta a identificação segura de uma determinada pessoa e do seu real estado de saúde. Conculsão: é preciso trabalhar para saber muito e estar muito bem preparado para lidar positivamente com os enigmas que a vida nos faz enfrentar!
Agora e aqui se publicam algumas das muitas respostas que fui dando às cartas enviadas por leitores da nossa revista Família Cristã que desencadearam as reflexões que puderam ser lidas nas suas edições. Devido ao lugar, ao espaço disponível e aos destinatários, são textos muito breves e pontuais, resultantes dos "estados de alma" de quem se veio expor, por um lado, e da minha condução sacerdotal, por outro. Não são, portanto, tratados alargados sobre os assuntos visados mas simples e limitados exercícios de pensar, primeiros esboços comparáveis aos que um investigador elabora perante um determinado enigma, levantando várias hipóteses para uma possível justa resposta. Discorro a partir de pequenos sinais colhidos numa carta breve, no desejo de ajudar os muitos leitores a pensar bem, segundo as várias vertentes que cada situação, do meu ponto de vista, pode conter. Aqui não se concluem ou se fecham as questões levantadas.
Admitindo que, em muitos casos, até nem consegui definir bem e claramente o caso concreto que despoletou a reflexão, confesso que quis somente ajudar a aproximarmo-nos proveitosamente da verdade em causa. O mais importante é fornecer pistas seguras para acreditarmos mais e melhor na verdade da nossa condição de pessoas amadas por Deus, que nos fala e nos surge no caminho a caminhar connosco!
Resta-me agradecer à Direcção da Revista esta sua iniciativa de colocar agora todo este trabalho em livro, esperando que sirva o seu propósito.
Que estas pequenas e simples peças de reflexão, uma vez mais, sirvam quem deseja crescer exercitando-se a saber ler e lidar com a vida concreta segundo a Verdade, o Caminho e a Vida que é a Pessoa de Jesus, Cristo, na luz e força do Seu Espírito, o Dom de Deus que nos revela o sentido do Amor Misericordioso do Pai do Céu que nos salva. Esta é a razão da nossa Esperança: a felicidade que nos vem da possibilidade de sermos, verdadeiramente, filhos de Deus, em Cristo Senhor!

Diálogos com o Padre Borga
de Padre Borga 
ISBN: 9789723011722 Ano de edição ou reimpressão: Editor: Paulus Idioma: Português Dimensões: 140 x 210 x 18 mm Encadernação: Capa mole Páginas: 262 Tipo de Produto: Livro Classificação Temática: Livros  >  Livros em Português  >  Literatura  >  Epístolas e Cartas
Livros  >  Livros em Português  >  Religião e Moral  >  Catolicismo

Sugestões

Cartas Perdidas da 2ª Guerra Mundial
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
17,00€
Luz da Razão Editora
Cartas Reencontradas de Fernando Pessoa a Mário de Sá-Carneiro
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
14,40€
Assírio & Alvim
X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.