Bertrand.pt - Da Botica à Universidade

Da Botica à Universidade

Continuidades e Mudanças na Construção da Profissão Farmacêutica em Portugal

de Maria Cristina Teles da Rocha 

Editor: Legis Editora
Edição ou reimpressão: abril de 2004
24H
Portes
Grátis
10%
10,00€
Poupe 1,00€ (10%) Cartão Leitor Bertrand
Em stock - Envio imediato
portes grátis

A profissão farmacêutica é, neste trabalho, abordada a partir de um cruzamento de perspectivas disciplinares que se procuram articular nas suas várias interconexões, destacando-se os contributos da história social, da história da farmácia e da sociologia, esta nas suas vertentes das profissões, dos sistemas de formação, da educação e da família, enquanto contributos parcelares que estruturaram a decomposição analítica do objecto de estudo e guiaram a pesquisa empírica.
A consulta documental incidiu em monografias, jornais farmacêuticos e estatísticas nacionais disponíveis para consulta e na pesquisa em arquivos até então não disponíveis. Estamos a referir-nos ao arquivo da Escola Médico-Cirurgica do Porto, onde realizámos uma pesquisa original sobre os seus Livros de Registo.
O Inquérito por questionário foi aplicado aos Farmacêuticos e Farmacêuticas de Oficina exercendo na zona norte, abrangida pela respectiva Secção Regional da Ordem dos Farmacêuticos. As entrevistas foram realizadas como instrumento de pesquisa auxiliar e incidiram em profissionais cuja formação e exercício se reportou ao momento em que se deram as mudanças mais decisivas na profissão em Portugal. Cada uma das partes desta obra é subsidiária das opções metodológicas e técnicas enunciadas e cuja operacionalização foge à natureza desta publicação.
O conteúdo deste livro está organizado em três partes. Na primeira parte, designada Da botica à universidade: transformação do conhecimento farmacêutico e das instâncias de formação, ensaia-se uma análise socio-histórica das transformações que presidiram à escolarização dos saberes artesanais no Ocidente, bem como as suas condições e consequências no caso farmacêutico. Assim, o objecto da primeira parte é a transformação do conhecimento farmacêutico e das instâncias de formação que estiveram na base da passagem da oficina-botica, como instância de formação e de trabalho, à universidade, como instância de formação distinta da prática e do trabalho.
Na segunda parte, designada por Contradições e ambiguidades da constituição de uma profissão, o objecto em análise é o processo de constituição dos farmacêuticos em profissão, num contexto político, social e profissional adverso. Assim, entre os anos 30 e os anos 50 vamos deparar-nos com uma classe profissional ameaçada na sua identidade e na sua base material por um conjunto de profundas transformações e de protagonistas que põem em causa a necessidade social dos farmacêuticos. Assistiremos ao movimento protagonizado pelo Estado Novo tendente à imposição do modelo corporativo e às suas consequências no caso farmacêutico, como sejam o fechamento da profissão e a sua forma de representação profissional.
Na terceira parte, que se designa por O acesso das mulheres à profissão farmacêutica. Génese e desenvolvimento de um processo de feminização, vai estar em análise o acesso das mulheres à formação e à profissão farmacêutica, a sua emergência e condições sociais de desenvolvimento. Por esta razão, a escrita desta terceira parte assemelha-se, parcialmente, a uma reescrita de partes anteriores, percorrendo um caminho já conhecido, que nos leva novamente para o sistema de ofício e para a sua transformação profissional, procurando agora identificar a presença das mulheres, por forma a reconstituir as condições que a tornaram possível no passado e que a tornam possível no presente.
Por último, fechando um círculo aberto há muito tempo atrás, vai estar em análise a origem social dos farmacêuticos e das farmacêuticas, as condições sociais que presidem à construção e reprodução da vocação que conduz às Faculdades de Farmácia, nomeadamente o papel da família, e ainda a forma como a feminização e as contradições e ambiguidades, que desde longa data atravessam a sua prática e o discurso deste grupo profissional, são representadas e vividas nos nossos dias.

Da Botica à Universidade
Continuidades e Mudanças na Construção da Profissão Farmacêutica em Portugal
de Maria Cristina Teles da Rocha 
ISBN: 9789728082543 Ano de edição ou reimpressão: Editor: Legis Editora Idioma: Português Dimensões: 155 x 226 x 31 mm Tipo de Produto: Livro Classificação Temática: Livros  >  Livros em Português  >  Medicina  >  Farmacologia

Sugestões

Terapêutica medicamentosa e suas bases farmacológicas
20%
portes grátis
20% Cartão Leitor Bertrand
91,50€
Poupe 18,30€
Porto Editora
Nutracêuticos e Alimentos Funcionais
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
22,65€
Lidel
X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.