Bertrand.pt - Canto Primeiro

Canto Primeiro

de Manuel Alegre 

Prémio Camões
Editor: Padrões Culturais
Edição ou reimpressão: junho de 2009
3,58€
Esgotado ou não disponível.

Colecção Comemorativa dos 15 anos da Associação e da Revista CAIS, a Revista que Desperta Consciências e Ajuda os Sem-Abrigo.
15 Anos, 15 Livros Ilustrados, 15 Autores

No âmbito das comemorações do 15º aniversário da CAIS, 15 autores lusófonos cederam gentilmente 15 contos, e todos foram ilustrados por alunos da Escola Ar.Co.
Fundada em 1994, a CAIS é uma Associação de Solidariedade Social sem fins lucrativos, reconhecida como pessoa colectiva de utilidade pública.
Tem como missão contribuir para o melhoramento global das condições de vida de pessoas sem casa/lar, social e economicamente vulneráveis, em situação de privação, exclusão e risco.
A primeira criação desta associação foi a Revista CAIS. O seu principal objectivo é despertar os leitores e a opinião pública em geral, para as problemáticas sociais relacionadas com os sem-abrigo e com outras formas de exclusão.
As vendas revertem para os vendedores (70%). É distribuída por instituições de cariz social em todo o país, que seleccionam, entre os seus utentes, os vendedores CAIS.

Estes 15 livros vêm marcar a comemoração dos 15 anos da CAIS, para que associações como esta possam continuar a existir, por forma a ajudar a melhorar a nossa sociedade.

Lendo estes livros, irá perceber realidades diferentes do nosso dia-a-dia, e seguramente os seus sentidos ficarão mais despertos em relação aos simples gestos que poderão contribuir para um dia diferente de quem vive na rua.

Excertos
«Era um homem perdido no tempo, fechado em si mesmo, prisioneiro de um decassílabo. Que faria ele ali, sentado à porta da Torre de Arzila, repetindo sem cessar as armas e os barões assinalados?
Sentei-me ao lado dele e assim que ouvi o fim do verso, antes que ele recomeçasse, encadeei com quantas forças tinha: que da ocidental praia lusitana, por mares nunca dantes navegados, passaram ainda além da Taprobana, em perigos e guerras esforçados, mais do que prometia a força humana.
O velho voltou-se para mim e respondeu com os primeiros versos da última estrofe do Canto I:
No mar tanta tormenta e tanto dano, Tantas vezes a morte apercebida!
Ao que retorqui:
Na terra tanta guerra, tanto engano, Tanta necessidade aborrecida!
Parou então a ladainha, fitou-me em silêncio e acabou por dizer:
- Até que enfim.
- Não estou a perceber.
- Está, está. Eu sabia que tinha de vir alguém, estou aqui há não sei quanto tempo, todas as manhãs e todas as tardes a repetir a senha, eu sabia que alguém viria, alguém acabaria por me trazer a contra- senha.

Canto Primeiro
ISBN: 9789898160492 Ano de edição ou reimpressão: Editor: Padrões Culturais Idioma: Português Dimensões: 135 x 195 x 5 mm Encadernação: Capa mole Páginas: 48 Tipo de Produto: Livro Coleção: Textos Extraordinários Classificação Temática: Livros  >  Livros em Português  >  Literatura  >  Contos

Sugestões

Homens sem Mulheres
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
18,90€
Casa das Letras
Livro Português das Fábulas
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
19,90€
Temas e Debates
X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.