Bertrand.pt - Acionamentos Elétricos

Acionamentos Elétricos

de Claiton Moro Franchi 

idioma: Português do Brasil, Português
Editor: Érica
Edição ou reimpressão: abril de 2007
42,67€
Esgotado ou não disponível.

Destinado a técnicos, tecnólogos e engenheiros que atuam nas áreas de automação, mecatrônica e eletrotécnica, além de profissionais que desejam manter-se atualizados.
Aborda motores elétricos de indução monofásicos, trifásicos e síncronos, assim como conceitos relativos à potência e fator de potência. Apresenta descrição dos dispositivos utilizados em chaves de partida e comando: contatores, fusíveis, disjuntores, relés de sobrecarga, inversores de freqüência e soft-starters.
Traz um conjunto de exercícios para fixação do conteúdo, dois apêndices com os principais diagramas elétricos utilizados na prática e a descrição da simbologia adotada por normas nacionais e internacionais.

Índice

Capítulo 1 - Motores Elétricos
1.1 - Motores de indução
1.2 - Fatores de seleção
1.3 - Tipos de motores elétricos
1.3.1 - Motor com rotor gaiola de esquilo
1.3.2 - Motor com rotor bobinado
1.3.3 - Motor Dahlander
1.3.4 - Motor com dois enrolamentos separados
1.3.5 - Motor para três e quatro velocidades
1.4 - Constituição do motor de indução
1.5 - Motores de indução monofásicos
1.5.1 - Motor monofásico com dois terminais
1.5.2 - Motor monofásico com quatro terminais
1.5.3 - Motor monofásico com seis terminais
1.6 - Motores de indução monofásicos
1.6.1 - Motor de pólos sombreados (Shaded Pole)
1.6.2 - Motor de fase dividida (Split Phase)
1.6.3 - Motor de capacitor de partida (Capacitor Start)
1.6.4 - Motor de capacitor permanente (Permanent Split Capacitor)
1.6.5 - Motor com dois capacitores (Two Value Capacitor)
1.7 - Motor universal
1.8 - Identificação das bobinas de um motor monofásico
1.9 - Motores síncronos
1.9.1 - Utilização do motor síncrono para correção do fator de potência
1.9.2 - Desvantagens dos motores síncronos em relação aos motores de indução
1.9.3 - Vantagens dos motores síncronos em relação aos motores de indução
EXERCÍCIOS PROPOSTOS

Capítulo 2 - Motores Trifásicos
2.1 - Motor de indução com rotor gaiola de esquilo
2.2 - Motor de rotor bobinado
2.3 - Motor trifásico com freio (motofreio trifásico)
2.4 - Motores de alto rendimento
2.5 - Princípio de funcionamento de um motor trifásico
2.6 - Características dos motores trifásicos
2.6.1 - Rendimento
2.6.2 - Escorregamento
2.6.3 - Categoria de conjugado
2.6.4 - Tempo com rotor bloqueado
2.6.5 - Ventilação
2.6.6 - Rotação nominal
2.6.7 - Regime de serviço
2.6.8 - Fator de serviço (FS)
2.6.9 - Tensão nominal múltipla
2.6.10 - Número de rotações
2.6.11 - Sentido de rotação
2.6.12 - Grau de proteção de motores(IP)
2.6.13 - Motores à prova de explosão
2.6.14 - Formas construtivas
2.7 - Perdas no motor
2.8 - Conexão dos enrolamentos
2.8.1 - Configuração em estrela (Y)
2.8.2 - Ligação em triângulo
2.8.3 - Partida série paralelo
2.9 - Identificação das bobinas de um motor de indução trifásico
2.10 - Tabela de Características Elétricas de Motores Trifásicos
EXERCÍCIOS PROPOSTOS

Capítulo 3 - Definições de Potência Elétrica
3.1 - Potência ativa
3.2 - Potência reativa
3.3 - Potência aparente
3.4 - Fator de potência
3.4.1 - Causas do baixo fator de potência
3.4.2 - Vantagens da correção do fator de potência
3.4.3 - Métodos para o melhoramento do fator de potência
3.4.4 - Medição do fator de potência
3.4.5 - Ponto de localização dos capacitores
3.5 - Potência do transformador em função do fator de potência
3.6 - Potência de motores trifásicos
3.7 - Fator de potência dos motores
3.8 - Exemplo para determinação das características de potência de um motor trifásico
EXERCÍCIOS PROPOSTOS

Capítulo 4 - Diagramas de Comando
4.1 - Dispositivos elétricos
4.2 - Dispositivos de comando e de proteção
4.2.1 - Classificação dos dispositivos elétricos utilizados em baixa tensão
4.3 - Fusíveis
4.3.1 - Aspectos construtivos dos fusíveis
4.4 - Características dos fusíveis
4.4.1 - Tipo D
4.4.2 - Tipo NH
4.4.3 - Dimensionamento dos fusíveis
4.4.4 - Fusíveis ultra-rápidos
4.5 - Considerações finais sobre os fusíveis
4.6 - Relés de sobrecarga
4.6.1 - Representação dos relés de sobrecorrente
4.6.2 - Dimensionamento
4.7 - Disjuntores motores
4.7.1 - Características básicas
4.7.2 - Dispositivos de partida com disjuntor motor
4.8 - Contatores
4.8.1 - Categorias de emprego dos contatores
4.8.2 - Principais defeitos em contatores elétricos
4.9 - Dimensionamento do contator
4.10 - Vida útil do contator
4.11 - Blocos antiparasitas
4.12 - Principais características dos contatores
4.13 - Relés auxiliares
4.13.1 - Relé de tempo com retardo na energização
4.13.2 - Bloco temporizador pneumático
4.13.3 - Relé de tempo estrela-triângulo(Y -D)
4.13.4 - Relé de seqüência de fase
4.13.5 - Relé de proteção PTC
4.13.6 - Relés de falta de fase
4.13.7 - Relés de mínima e máxima tensão
EXERCÍCIOS PROPOSTOS

Capítulo 5 - Chaves de Partida
5.1 - Partida direta
5.1.1 - Esquema de ligação da chave de partida direta
5.1.2 - Exemplo de dimensionamento
5.2 - Partida estrela-triângulo
5.2.1 - Esquema de ligação da chave de partida estrela - triângulo
5.2.2 - Equacionamento da chave de partida estrela-triângulo
5.2.3 - Vantagens da chave estrela-triângulo
5.2.4 - Desvantagens da chave estrela-triângulo
5.3 - Partida compensadora
5.3.1 - Autotransformador de partida
5.3.2 - Esquema de ligação da chave compensadora
5.3.3 - Equacionamento da chave de partida compensadora
5.3.4 - Determinação das correntes da chave compensadora
5.3.5 - Exemplo de dimensionamento de uma chave compensadora
5.3.6 - Vantagens da chave de partida compensadora
5.3.7 - Desvantagens da chave de partida compensadora
EXERCÍCIOS PROPOSTOS

Capítulo 6 - Chaves de Partida Eletrônicas
6.1 - Soft-Starters
6.1.1 - Princípio de funcionamento
6.1.2 - Circuito de potência
6.1.3 - Circuito de controle
6.2 - Principais funções da soft-starter
6.2.1 - Proteções
6.2.2 - Descrição dos parâmetros
6.2.3 - Formas de ligação
6.3 - Inversor de freqüência
6.3.1 - Princípios básicos
6.4 - Classificação dos conversores de freqüência
6.4.1 - Conversores com controle escalar
6.4.2 - Conversores com controle vetorial
6.4.3 - Blocos componentes do inversor de freqüência
6.4.4 - Dimensionamento do inversor
6.4.5 - Sistemas de entrada e saída de dados
6.4.6 - Formas de variação de velocidade em um inversor de freqüência
6.4.7 - Conexões de entrada e saída do inversor de freqüência
6.4.8 - Transferência de configuração pela IHM
6.2.9 - Aplicação dos inversores de freqüência em controle
6.2.10 - Considerações finais sobre os inversores de freqüência
EXERCÍCIOS PROPOSTOS

Apêndice A - Esquemas Elétricos

Apêndice B - Simbologia Elétrica

Referências Bibliográficas

Índice Remissivo

Acionamentos Elétricos
ISBN: 9788536501499 Ano de edição ou reimpressão: Editor: Érica Idioma: Português do Brasil, Português Dimensões: 170 x 238 x 14 mm Páginas: 256 Tipo de Produto: Livro Classificação Temática: Livros  >  Livros em Português  >  Engenharia  >  Engenharia Eletrotécnica

Sugestões

Introdução ao Controlo em Tempo Contínuo
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
25,00€
IST - Instituto Superior Técnico
Elementos de Eletricidade
10%
portes grátis
10% Cartão Leitor Bertrand
12,72€
X
O QUE É O CHECKOUT EXPRESSO?


O ‘Checkout Expresso’ utiliza os seus dados habituais (morada e/ou forma de envio, meio de pagamento e dados de faturação) para que a sua compra seja muito mais rápida. Assim, não tem de os indicar de cada vez que fizer uma compra. Em qualquer altura, pode atualizar estes dados na sua ‘Área de Cliente’.

Para que lhe sobre mais tempo para as suas leituras.