Quem Nunca Morreu de Amor - Eduardo Sá
Há amores que nos matam aos poucos quando sentimos mais saudades que esperança
Edição/reimpressão:
2017
Páginas:
208
Editor:
Lua de Papel
ISBN:
9789892340494
Idioma:
Português
10%
€16,00
Ganhe €1,6
Pré-lançamento - envio a partir de 31-10-2017
 

Sinopse

Eduardo Sá avisa, logo no início: cuidado com o que se procura num livro de amor. Porque arriscamo-nos a encontrar, no espelho das páginas, a nossa própria história, as relações que tivemos, os homens ou as mulheres que amámos (e que ainda hoje nos visitam, quando à noite se aninham nos lençóis da memória). Nas histórias dos outros, que Eduardo testemunha e observa, revemo-nos sempre.

Os nossos amuos, as dúvidas, os medos, a esperança. Guiados por ele, trilhamos novamente o caminho tantas vezes percorrido; mas descobrimos que afinal havia ali um cruzamento que nos tinha passado despercebido (onde poderíamos ter mudado de direção), ou uma ponte que decidimos ignorar (quando era tão fácil atravessá-la).

Descobrimos também, por entre textos onde o amor é sempre posto a nu, uma outra história que emerge de mansinho, em quadros pontuais. Conhecemos João Anacleto, homem resignado à vida, e a bela e livre Esmeralda, que o destino lhe devolve passados 30 anos. Vemos como uma corrente de bicicleta, ao partir-se, os volta a unir. Ou talvez não.

Porque o João e a Esmeralda somos também nós, às vezes tão dados a equívocos, tão presos a bravatas e orgulhos que nos esquecemos de ver o essencial. E o essencial, ao contrário do que pensamos, não é invisível. Vê-se no olhar de quem nos vê o coração.
Quem Nunca Morreu de Amor de Eduardo Sá

comentários

Coloque aqui o seu comentário - Quem Nunca Morreu de Amor
Nome:
Título do comentário
Comentário
 
 
 
 
 
* campos de preenchimento obrigatório
 

Autor


Eduardo Sá é psicólogo clínico, psicanalista e professor de psicologia clínica na Universidade de Coimbra e no Instituto Superior de Psicologia Aplicada, em Lisboa. Tem uma longa experiência de acompanhamento de fetos e de bebés, de crianças, de adolescentes e das suas famílias. Director da Clínica Bebés & Crescidos.
Tem colaborado regularmente na imprensa, nomeadamente nas revistas "XIS", do jornal Público, Adolescentes, e actualmente na "Notícias Magazine", do Diário de Notícias.
Publicou Manual de Instruções para uma família feliz, Más maneiras de sermos bons pais, Psicologia dos pais e do brincar, A maternidade e o bebé, A vida não se aprende nos livros, Tudo o que o amor não é, Chega-te a mim e deixa-te estar, Crianças para sempre e, em co-autoria, O melhor do (...)
Como Deus não podia estar em todo o lado ao mesmo tempo, criou as mães.
de: Eduardo Sá 
O futuro aceita pessoas imperfeitas
de: Eduardo Sá 

Características

Quem Nunca Morreu de Amor de Eduardo Sá

Ano de edição ou reimpressão: 2017

Editor: Lua de Papel

Idioma: Português

Dimensões: 155 x 235 x 21 mm

Encadernação: Capa mole

Páginas: 208


Tipo de Produto: Livro

Classificação Temática:

Livros em Português
Literatura > Romance


Quem Nunca Morreu de Amor
 

Do mesmo autor

Livro de Bolso
Eduardo Sá 
Como Deus não podia estar em todo o lado ao mesmo tempo, criou as mães.
Eduardo Sá 
O futuro aceita pessoas imperfeitas
Eduardo Sá 

Veja outros titulos do tema

Livro 3 da Trilogia do Lótus
José Rodrigues dos Santos 
Afonso Noite-Luar 
Preços, descontos e ofertas válidos apenas online
|   Condições gerais de venda   |   Compras 100% seguras   |   Política de Privacidade   |   Ajuda    |   Recrutamento   |
©2013 Grupo Bertrand Círculo. Todos os direitos reservados, Lisboa, Portugal