Os Falsos D. Sebastião - Miguel d' Antas
Edição/reimpressão:
1988
Páginas:
268
Editor:
Europress
ISBN:
9789725591062
Coleção:
Idioma:
Português
10%
€10,60
Ganhe €1,06
Em stock - Envio imediato
 

Sinopse

Quem foram os primeiros que, aproveitando-se do mito do Encoberto, desaparecido em Marrocos, surgiram na falsa pele do Rei regressado de Alcácer Quibir?

O rei morreu. Nos campos de Alcácer, depois da longa marcha de Arzila, penetrando progressivamente nos plainos do interior marroquino, ao encontro das hostes do xarifado de Fez. A batalha decorreu nas margens do Ouad Maghazen. Batalha fatídica. Na sangrenta refrega, D. Sebastião perdeu-se e perdeu-se a independência portuguesa. Nasceu o mito, aquele mito que Verdi soube captar nas árias de Nabucco - o que prova ser o irredentismo um valor universal. Entre nós chamou-se sebastianismo. O rei, a esperança, não morrem enquanto o povo acreditar. Explorando a crendice, alguns vestiram-lhe a pele e apresentaram-se como D. Sebastião regressado de Alcácer. A coroa castelhana não lhes perdoou. Dizia o poeta Tomás Vieira - "Não se poder ser Jesus sem se morrer na cruz."

Os Falsos D. Sebastião de Miguel d' Antas

comentários

Coloque aqui o seu comentário - Os Falsos D. Sebastião
Nome:
Título do comentário
Comentário
 
 
 
 
 
* campos de preenchimento obrigatório
 

Características

Os Falsos D. Sebastião de Miguel d' Antas

Ano de edição ou reimpressão: 1988

Editor: Europress

Idioma: Português

Dimensões: 160 x 230 x 16 mm

Encadernação: Capa mole

Páginas: 268

Coleção: Heuris


Tipo de Produto: Livro

Classificação Temática:

Livros em Português
História > História de Portugal


Os Falsos D. Sebastião
 

Do mesmo autor

Miguel d' Antas 

Veja outros titulos do tema

Nuno Severiano Teixeira 
Ricardo Raimundo 
Augusto Cymbron 
Preços, descontos e ofertas válidos apenas online
|   Condições gerais de venda   |   Compras 100% seguras   |   Política de Privacidade   |   Ajuda    |   Recrutamento   |
©2013 Grupo Bertrand Círculo. Todos os direitos reservados, Lisboa, Portugal